Mostre para seus amigos

Conte para seus amigos sobre o Blog do Cabra, e curtam nossa página no Facebook!!!

Actio Consultoria e Treinamento

A ACTIO é uma consultoria empresarial que transforma grandes idéias em realidade e desenvolve projetos de acordo com as necessidades de seus clientes, traduzidos em inovação, desenvolvimento, e melhoria nos resultados da organização.

O Blog do Cabra recomenda

Ações de Motivação Dos Funcionários Necessitam de Equipe e Líder Maduros, continue lendo no Blog Administrando Você.

Destaque do Blog do Cabra

Muitos gostaram deste assunto, um assunto bastante procurado e mereceu destaque.

A disposição de todos

Nossos colunistas estão a disposição de todos para tirar dúvidas e sugestões, deseja ler sobre um assunto? Fale para nossos colunistas.

TIRANDO PROVEITO DE MUDANÇAS- Por Rick Warren

A maior parte das sociedades sempre se viu, em certa medida, em estado de mudança. Mas o que faz as mudanças do século XXI diferentes das de 50 anos atrás é a sua rapidez, intensidade e imprevisibilidade.
.
A tecnologia comanda esse aumento de velocidade. O período de validade de produtos enlatados está ficando cada vez menor. Novos modelos, novos métodos e novos paradigmas surgem a cada dia no cenário de negócios. No passado, empresas podiam permanecer competitivas fazendo apenas mudanças incrementais. Hoje as mudanças acontecem em escala maciça.
.
A chamada "recessão" que grande parte do mundo experimentou alguns anos atrás, não foi exatamente uma recessão. O que ocorreu, na verdade, foi uma reestruturação da economia em nível nacional e internacional. Postos de trabalho eliminados durante esse processo jamais serão recuperados. Não existe um padrão para mudanças. Previsões e planejamento de longo prazo são atividades de alto risco. Não se pode garantir a repetição de coisa alguma. A única previsão que pode ser feita com segurança é que as coisas vão mudar!
.
Nessa "idade do absurdo" segundo Charles Handy, CEO's, administradores, equipes de vendas e líderes devem aprender a pensar de cabeça para baixo, de dentro para fora e de trás para frente, a fim de lidar com esse ambiente imprevisível. O consultor empresarial Tom Peters chamou essa habilidade de "florescer no caos". Para obter sucesso, você precisa fazer mais do que lidar com mudanças; precisa tirar proveito delas, encarando cada mudança como oportunidade disfarçada e não como ameaça.
.
Já que não podemos deter as mudanças precisamos aprender a tirar vantagem delas. Aqui estão algumas sugestões da Bíblia sobre mudanças que deveríamos considerar:
  • Mantenha atitude positiva. Embora nem toda mudança seja boa, podemos escolher a atitude que adotaremos para com ela. Mesmo mudanças negativas podem se transformar em aliadas, se tirarmos proveito delas e usá-las para o nosso bem. "Agora as suas atitudes e os seus pensamentos, tudo deve estar constantemente mudando para melhor".
  • Jamais parar de aprender. Nunca pense que sabe tudo. Permaneça humilde e se surpreenderá com o que poderá aprender com clientes, inimigos, empregados, concorrentes, amigo, até mesmo crianças. “A mente do homem sábio está sempre aberta para receber o conhecimento e seu ouvido aberto para ouvir novas ideais”.
  • Seja flexível! Antes que as garrafas de vidro fossem inventadas, o vinho era conservado em cantis de peles de animais. Quando esses recipientes ficavam velhos se tornavam frágeis e se rompiam com o vinho novo que ainda estava fermentando e expandindo. Jesus ensinou: "Ninguém põe vinho novo em vasilha de couro velha". O argumento do Mestre Jesus é que, ao enfrentar mudanças, ou nos ajustamos ou explodimos!

O pastor Rick Warren é fundador da Saddle Back Church na Califórnia e autor do best-seller Uma Vida com Propósitos.

O QUE É FRANQUIA?

Pesquisando na história, encontramos exemplos de práticas comerciais que se assemelham ao sistema de franquias desde o século XII, em Londres. Mas, de forma geral, considera-se que o sistema de franquias começou nos EUA após a guerra civil, quando a empresa de máquinas de costura SINGER estabeleceu uma rede de revendedores. O sistema de franquias não resultou de um momento de inventividade de uma pessoa criativa. Desenvolveu-se, a partir de soluções encontradas por empresários, em resposta aos problemas que enfrentaram nos seus negócios, cuja solução vem servindo de modelo para outros negócios. A evolução, portanto, vem acontecendo de forma natural, paralelamente à globalização dos negócios.
.
Franquia de acordo com a Lei 8.955/94
“Franquia empresarial é o sistema pelo qual um franqueador cede ao franqueado o direito de uso da marca ou patente, associado ao direito de distribuição exclusiva ou semi-exclusiva de produtos ou serviços e, eventualmente, também ao direito de uso de tecnologia de implantação e administração de negócio ou sistema operacional desenvolvido ou detido pelo franqueador, mediante a remuneração direta ou indireta, sem que, no entanto, fique caracterizado vínculo empregatício.”
.
Franquias simples
Neste modelo, além da licença restrita de uso da marca e distribuição de produtos com ou sem exclusividade, os franqueados recebem algum suporte para a operação do negócio. Geralmente, é direcionado a comprarem os produtos do franqueador, único fornecedor.
.
Franquias de Negócios Formatados
É concedido pelo franqueador ao franqueado a licença restrita de uso da marca, os direitos de distribuição de produtos ou serviços próprios ou de terceiros, com exclusividade dentro de determinados limites territoriais, agregado a um sistema de gestação e operação do negócio comprovadamente de sucesso. O suporte operacional do franqueador é intenso e há monitoramento da operação dos franqueadores para que estes permaneçam dentro dos padrões pré-definidos.


O apoio, suporte e orientação, passaram a ser contínuos e consistentes, sempre buscando uma padronização da operação da rede. O empreendimento passou a ser encarado como produto, e a franquia e franqueado como os mais importantes clientes. O “sistema de franquia empresarial” não parou de evoluir, com foco cada vez mais forte no relacionamento, sempre visando soluções para que empresários e empreendedores tenham sucesso em seus negócios. Assim, o empresário que deseja expandir o seu negócio utilizando o sistema de franquias, deve antes avaliar se está preparado para a expansão.
.
Por que utilizar o sistema de franquia?
Sob o ponto de vista do franqueador o sistema de franquias é uma estratégia segura encontrada para expandir seu conceito de negócio e marca. Trata-se de um canal de distribuição exclusivo e direto que poderá ter um crescimento rápido através de recursos financeiros e humanos de terceiros, administração descentralizada e oportunidade de entrar em cidades, estados e até países desconhecidos operacionalmente pelo franqueador, proporcionando uma maior penetração de mercado.
.
Quais as vantagens para o Franqueador?
As principais vantagens são:
a) A expansão em rede é feita com investimentos menores que os necessários quando com capital próprio, pois o franqueado financia grande parte da expansão;
b) Concentra-se na produção e no desenvolvimento de novos produtos e serviços;
c) Os franqueados são parceiros altamente motivados, atingindo performance superior que unidades próprias;
d) Há a criação de um canal de distribuição leal e diferenciado;
e) Alia a marca e o know-how à força de trabalho e relacionamentos locais dos franqueados, fortalecendo cada vez mais a marca;
f) Há uma descentralização de estrutura que gera benefícios de custos fixos menores do que com unidades próprias;
g) Possibilita ganhos de economia de escala;
h) Com a ocupação de mercado mais rápida, o sistema permite abrir várias unidades simultaneamente em diferentes mercados;
i) Viabiliza mais as ações de marketing.
.
Quais os desafios para o franqueador?
A expansão através do sistema de franquias gera desafios para o empresário/franqueador na gestão da rede e no relacionamento com o franqueado. Se o projeto de franquia não for corretamente concebido poderá não apresentar sustentabilidade a médio e longo prazos.
.
Quais as principais responsabilidades do franqueador?
Em relação ao negócio, para obter sucesso com o sistema de franquias, o franqueador será responsável por:
a) Possuir um negócio com rentabilidade comprovada através de unidades própria e compatível com a operação franqueada;
b) Possuir própria marca;
c) Possuir experiência na operação e gestão do negócio a ser franqueado;
d) Inovar sempre, de forma a manter a competição de seus produtos e negócios no mercado;
e) Desenvolver novas tecnologias e metodologias;
f) Realizar pesquisas constantes para analisar mudanças, tendências, etc.;
g) Desenvolver novos produtos e fornecedores.
.
Em relação ao franqueado:
a) É de responsabilidade do franqueador providenciar suporte aos franqueados conforme formatado em seu sistema de franquias, e à complexidade da operação;
b) Transferir o know-how adquirido ao longo dos anos de operação para os futuros parceiros/franqueadores;
c) Autorizar o direito de uso da marca e sistema de franquia conforme regras pré-definidas;
d) Estruturar uma área de suporte e apoio ao franqueado com profissionais capacitados para garantir a operação das unidades de acordo com a necessidade de seu projeto de franquias;
e) Gerar sempre, que possível, ganho de economia de compras em escala;
f) Monitorar os padrões de qualidade de todos os processos e franquias.
.
Quais as vantagens para o franqueado?
a) Participa de uma marca consolidada e de prestígio;
b) Conta com a experiência do franqueado: minimiza os riscos;
c) Possibilita maior de troca de experiência;
d) Inicia a operação com métodos profissionais de gestão e com acompanhamento;
e) Economia de escala;
f) Orientação permanente sobre a operação da unidade – treinamento e manuais;
g) Foco nos resultados.
.
Responsabilidade do franqueado:
a) Único responsável pelos resultados da franquia;
b) Investir e reinvestir no negócio;
c) Assegurar a gestão com pessoal qualificado e com perfil adequado;
d) Remunerar o franqueador pelo uso do sistema.
.
Este material é uma compilação do documento “O que é Franquia do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e comércio Exterior/Governo Federal”, você pode baixar o texto e aprender um pouco mais sobre franquias, as perguntas a serem feitas ao franqueador, a lei das franquias, etc.
.
Mas lembre-se sempre ter uma análise critica como relação a franquia que você possivelmente irá escolher, pois mesmo com os riscos reduzidos, ainda existe risco.
.
Discas:
  • Leia mais sobre o assunto;
  • Procure negócios com seu perfil, ou que atuem em uma área da qual você tenha algum conhecimento;
  • Verifique as taxas, o capital de giro e outros fatores financeiros para a aquisição da franquia;
  • Estude o mercado onde deseja implantar a sua franquia.

E siga seu sonho para se tornar um empreendedor franqueado de sucesso.
.
Nos links abaixo, você terá mais informações das melhores franquias disponíveis no mercado segundo a Revista Pequenas Empregas, Grandes Negócios
.
As 500 melhores redes de franquias para você investir, em diversos segmentos.
Índice remissivo com as 500 melhores franquias e como localiza-las.

Por: Marcelo Cabral

Vai um sambinha no enterro? ...

Uma crítica muito sarcástica e até cômica com a propaganda criada pela McCann Erickson, se referindo sobre estilos de campanhas publicitárias exibidas e aceitas por muitos empresários. Trata da inadequação da propaganda ao objetivo do negócio.




A escolha equivocada de como você vincula sua marca a uma peça publicitária pode espantar os clientes um efeito contrário ao pretendido. Verifique a qualidade antes de vincular o trabalho nos meios de comunicação, vale sempre está aberto a outras opiniões.

Cuidado na hora de escolher a empresa criadora. Neste vídeo vemos que no contexto a mensagem foi passada, mas será que a agência não poderia ter criado algo melhor ou ter dotado de mais criatividade, do que filmar em um cemitério e ainda colocar passistas para mostrar como sua marca pode ficar fora do objetivo do seu produto. Podemos considerar que a propaganda tivesse a intenção de chocar, mas não podemos permitir que nossa marca seja tratada com uma premissa popular: ”fale bem ou mal, mas fale em mim”.

ESTUDO DE CASO - A NORDESTINA

A Nordestina é uma empresa que comercializa queijo desde sua fundação em março de 1988. Nesses 20 anos de existência a Nordestina sempre prezou pela qualidade dos produtos que comercializa, tendo cuidados desde a escolha do fornecedor até a manipulação dos produtos que comercializa. Mantendo sempre uma postura ética com seus clientes.
.
O comercio de queijo representa uma fatia considerável no faturamento da Nordestina (25%), além disso, é um tipo de produto que atrai o cliente para empresa.
.
A Nordestina é uma empresa que comercializa alimentos e está sujeita a fiscalização da Vigilância Sanitária Municipal. Ela foi fiscalizada no dia 27/06/08 poucos dias antes do São Pedro (período de festas juninas onde as vendas de queijo aumentam quase 30%), o que poderia ter sido apenas uma visita de rotina, com vistoria nas instalações e em equipamentos virou um pesadelo para Sr. Pedro o proprietário da Nordestina. Para sua surpresa os fiscais ao olharem para os queijos que estavam sendo comercializados na empresa comunicaram que iriam apreender toda a mercadoria, e que daquela data para frente só poderia comercializar queijos que tivessem o registro no SIE - Serviço de Inspeção Estadual ou o SIF - Serviço de Inspeção Federal. Nesse dia foram apreendidos 180 kg de queijo. Mas o maior prejuízo para empresa não era essa apreensão, seria a falta do queijo a poucos dias do São Pedro, pois como justificar ao cliente que o queijo que a empresa comercializava há tanto tempo não poderia mais ser comercializado?
.
O Sr. Pedro tentou argumentar a dificuldade que a empresa passaria por não ter os queijos, mas os fiscais lhe disseram que ele não teria nenhum problema para encontrar queijos com registro. Sendo assim o Sr. Pedro se animou um pouco e tentou fazer alguns contatos. Primeiramente contatou o SEBRAE pedindo que eles informassem as prováveis fabricas de queijo que tivessem registro. O SEBRAE lhe enviou uma relação com 15 laticínios, mas dos quinze laticínios, apenas dois fabricavam queijo, e nenhum dos dois laticínios poderia atender a Sr. Pedro, pois já estavam com sua capacidade de produção toda comercializada.
.
Os dias se passaram, o Sr. Pedro conseguiu 200 kg de queijos com registro, mas esse queijo era muito pouco em vista dos mais de 600 kg que eram vendidos pela empresa semanalmente. Foi aí que começaram a surgir algumas propostas como:
.
1. Um de seus fornecedores conseguiu a autorização de um fabricante de queijo para utilizar seus rótulos.
2. Um cliente falou que tinha um laticínio, mas havia fechado e tinha rótulos de queijos com SIE e se lhe interessas-se poderia lhe arrumar.
.
Ai vem um dilema ético. O que fazer? Perder a clientela, mas permanecer correto ou aceitar as duas propostas que lhe foram apresentadas?
.
Alguns dados que não podem deixar de serem considerados:
  • O número de fabricantes de queijo de coalho e de queijo de manteiga que possuem SIE ou SIF é pouco e todos estão com sua capacidade de produção comprometida;
  • A Nordestina depende da comercialização dos queijos para sua sobrevivência. E o queijo registrado ocasionará elevação dos preços;
  • Em todos os mercados públicos da cidade (administrados pela prefeitura) são comercializados queijos e em quase sua totalidade não possuem registro;
  • O responsável pela Curadoria do Consumidor no estado é dono de uma fabrica de laticínio;
E então o que fazer se você fosse o consultor do Sr. Pedro? Qual a melhor solução para o caso dos queijos?
DEIXE A SUA SOLUÇÃO NOS COMENTÁRIOS E COMPARE COM OUTROSPROPOSTAS DOS INTERNALTAS

ESTUDOS DE CASOS - solucione você também!!!

TOMADA DE DECISÕES !!!!!
ESTUDOS DE CASOS...
SOLUÇÃO DE PROBLEMAS!!!!!
VOCÊ TEM UMA OPNIÃO?????

Nesta seção do C@br@DM , você poderá analisar, e testar seus conhecimentos na área de gestão, tomada de decisão, e afins. Poderá solucionar um problema, que em alguns dos casos são reais, ainda pode comparar suas soluções com as de outros internautas.

LEIAM OS CASOS, E DEIXE SEUS COMENTÁRIOS COM AS SUAS SOLUÇÕES ... E COMPARE AS DIVERSAS POSSIBILIDADES
.
Estudos de casos:


MANDE SEU ESTUDO DE CASO PARA SER AVALIADO PELOS INTERNAUTAS

marc3lo_lc@yahoo.com.br

Video da CVM, com algumas explicações...

Este video da CVM - Comissão de Valores Mobiliários, comissão responsável por regular dos mercados ações. Tem por objeivo clarear as idéias do interessado em invetir sua poupança, ou alguma reserva que possua.
.
.
Este video não vai transformar você em um expert no assunto, procure cursos, livros e outras fontes de informações, com o site da CVM, entre outros meios. Caso você resolva investir em ações, lembre-se com os ganhos maiores e mais rápidos, estes não estão sozinhos, junto com os ganhos os acompanham os riscos. Avalie com cuidado.
.

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More