Mostre para seus amigos

Conte para seus amigos sobre o Blog do Cabra, e curtam nossa página no Facebook!!!

Actio Consultoria e Treinamento

A ACTIO é uma consultoria empresarial que transforma grandes idéias em realidade e desenvolve projetos de acordo com as necessidades de seus clientes, traduzidos em inovação, desenvolvimento, e melhoria nos resultados da organização.

O Blog do Cabra recomenda

Ações de Motivação Dos Funcionários Necessitam de Equipe e Líder Maduros, continue lendo no Blog Administrando Você.

Destaque do Blog do Cabra

Muitos gostaram deste assunto, um assunto bastante procurado e mereceu destaque.

A disposição de todos

Nossos colunistas estão a disposição de todos para tirar dúvidas e sugestões, deseja ler sobre um assunto? Fale para nossos colunistas.

Ritos no Dia a Dia Trazem Motivação!

Por Danilo España

A nossa organização diária influi diretamente na maneira que interagimos com a vida e na nossa motivação, falo dos nossos hábitos, costumes, compromissos e tarefas. Desde as ações mais banais do dia a dia que vão da maneira que apoiamos a escova de dentes até como agimos quando temos que resolver um problema complexo inesperado. Pra definir esse conjunto de ações que constuitui o nosso jeitão e nos distingue uns dos outros, existem duas palavras que estão esquecidas no nosso vocabulário mas podem ter uma grande função se dermos à elas a devida atenção.

Ritos e rituais ­– são duas palavras que hoje sofrem um baita preconceito, se tornaram mal vistas por atrelarem seu significado à algumas práticas religiosas que desagradam muita gente. Mas na verdade o siginificado dessas palavras pode dizer respeito a coisas mais simples – a conjuntos de regras que nós mesmos podemos criar para executarmos tarefas com mais disciplina. Não estou falando aqui de se apegar a manias sem sentido, mas buscar e identificar que o seu interior precisa para fazer do seu dia um dia melhor.

Os ritos e rituais estão ao nosso dispor quando quebramos o preconceito, aí entendemos sua função e começamos a aplicá-los. É como se adotássemos um novo procedimento para evitar certas falhas, diminuir a preocupação, aliviar a ansiedade e organizar melhor nosso próprio tempo.

Você já parou pra pensar se os seus rituais contribuem para o seu bem estar? Quais são eles? Nessa questão você pode incluir a organização do seu tempo, listagem de prioridades, momentos de pausa no seu dia para refletir se está no caminho correto, incluir atividades e ações que te lembrem que seu dia pode ser melhor dependendo de como você olha pra ele.

Os ritos e rituais vêm da antiguidade com a mesma função: servem acima de tudo para facilitar o encontro com nós mesmos, para não nos desviarmos dos nossos objetivos e metas que traçamos com sinceridade; são uma ferramenta para nos lembrar quem somos, o que estamos fazendo e como estamos fazendo. Eles podem e devem ser criados e respeitados por nós de uma maneira equilibrada, assim teremos mais autocontrole, estaremos mais centrados nas ações que nos impedem de desconectar de nós mesmos. Com isso o ganho é geral, sua motivação melhora e por consequência tudo ao seu redor!


Fonte da imagem: Clique aqui

Coluna do Marcelo - Depois de Tudo, Ainda Tenho que Ouvir Isso?!?


Depois de Tudo, Ainda Tenho que Ouvir Isso?!?


Situação familiar???

Em muitas empresas, as pessoas envolvidas em um projeto não possuem os requisitos básicos para estarem ali, mas estão! E quando se apresenta qualquer produto uma sugestão é tentar evitar ao máximo a perda de tempo na tentativa de tirar as dúvidas de alguém que não entendeu nada do que foi dito. 

Como se evitaria este acontecimento desastroso?

Uma dica e serva para todos que vendem, ou produtos, ou serviços, é quando apresentar uma característica imediatamente deixar claro um benefício.

Exemplo:

característica
"...este veículo um sistema de câmbio Imotion..." (pegando o embalo referente a um treinamento em uma concessionária VW)
???? e que diabos é isso????
"... é um câmbio automatizado..."
?????

Gente quem não esta envolvido na venda desse modelo de veículo não fará minima ideia do que se trata, e veremos pessoas assistindo nossas apresentações apenas balançando a cabeça positivamente, mas pensando negativamente.

O correto seria falar o benefício, exemplo:

"... é um câmbio robotizado, que o sistema passa a macha que precisa, evitando que você retire a mão do volante, e dando mais segurança para a sua condução em situações de trânsito..."

Garanto que as pessoas vão entender, e ainda vão sair dizendo que o carro possui um sistema robotizado, agregando valor ao veículo.

Então lembre-se, sempre que fizer uma apresentação, trate de deixar claro, na linguagem do publico que está assistindo.

Podemos identificar o tipo de publico, ou mesmo conhecer o pessoal que fazem parte do projeto, basta uma pequena conversa, e no final tudo vai dar certo.

Mas se você ainda quiser perder tempo, tendo que explicar o que é o seu projeto para pessoas que não vão fazer nenhuma contribuição construtiva. Bem! fique a vontade.

Pensem nisso.


Marcelo Cabral
Consultor



9 Palavras Que Você Deve Deixar de Usar ao se Descrever Profissionalmente

Alguns adjetivos só têm um bom impacto quando outras pessoas os utilizam sobre você. Confira 9 palavras que você deve deixar de usar ao se descrever profissionalmente 

Em um currículo ou em uma entrevista de emprego, você deverá fazer uma boa descrição de seu perfil profissional para que os recrutadores percebam que devem considerá-lo para a vaga em questão. Para que você tenha sucesso nessas etapas, é importante que você saiba o que dizer e também o que deve evitar.

A seguir, confira 9 palavras que você deve deixar de usar ao se descrever profissionalmente:

1. Inovador

A maioria das empresas buscam essa característica em um candidato. Ser inovador realmente é algo positivo para diversas áreas de sua vida. Porém, utilizar esse adjetivo para se descrever pode passar uma imagem errada, já que na verdade a maneira mais efetiva de comprovar esse fato é com ações. Por isso, se você considera suas ideias inovadoras, utilize exemplos que demonstrem essa qualidade.

2. Autoritário

Autoridade é algo que também não deve ser provado com palavras. Se você precisa dizer constantemente que é um bom líder, é provável que, na verdade, você não seja. Essa qualidade só pode ser provada na prática, portanto é importante que você evite esse adjetivo.

3. Criativo

Algumas palavras são usadas com tanta frequência que acabam perdendo o impacto. “Criativo” é uma delas. Mesmo que você realmente tenha essa característica, procure descrever tal qualidade de outra maneira, evitando soar clichê.

4. Guru

Tentar parecer mais inteligente pode acabar passando uma imagem contrária. Por isso, usar a palavra “guru” para se descrever pode acabar com sua credibilidade.

5. Impetuoso

Mesmo que você goste muito de alguma determinada função, dizer que é apaixonado por alguma atividade pode fazer você parecer desesperado. Por isso, procure demonstrar essa característica dizendo apenas que você tem facilidade com determinados cargos, mas evite dizer que é impetuoso.

6. Único

Dizer que você é único em uma descrição profissional sobre você não é adequado. Por isso, mostre que seu trabalho é melhor que a concorrência e assim você ganhará credibilidade.

7. Incrivelmente...

Utilizar “incrivelmente” antes de outro adjetivo para se descrever pode soar imaturo, além de ser exagerado. Não diga que você é “incrivelmente capacitado”, por exemplo.

8. Empreendedor em série

Começar um negócio após o outro porque o primeiro não funcionou não faz de você um empreendedor em série. Pessoas que conseguiram obter sucesso com suas criações podem utilizar esse adjetivo. Se você ainda não alcançou esse nível, evite tal descrição.

9. Estrategista

Poucas pessoas são realmente estrategistas. O fato de você ter algumas boas ideias não classifica você como um e é por isso que você deve evitar essa palavra.


Fonte da imagem: Clique aqui

3 Perguntas Que Você Deve Fazer Antes de Sair do Seu Emprego

Não consegue decidir se procurar um novo emprego é a opção certa para a sua carreira? Confira 3 perguntas que você deve fazer antes de sair do seu emprego

Abandonar ou não o seu emprego atual é uma decisão difícil. A melhor forma para fazer a escolha certa é avaliar os motivos pelos quais você deseja mudar de empresa e se isso vai fazer o período desempregado valer a pena. Se você não consegue se decidir, confira 3 perguntas que devem ser feitas:

1. Você tem recursos para deixar o seu emprego?

Abandonar o seu emprego significa passar algum tempo desempregado. É preciso avaliar se você tem os recursos necessários para não passar dificuldades durante esse período de transição.

2. Você tentou redescobrir a paixão pelo emprego?

Antes de abandonar a empresa de vez, você pode tentar redescobrir a paixão pela sua função. O que você gosta de fazer na sua rotina de trabalho? Com isso, você pode perceber que ainda está apaixonado pela sua carreira.

3. O seu trabalho não é mais desafiante?

As pessoas precisam de desafios para manter a motivação e a produtividade. Se o seu trabalho caiu em uma rotina fácil demais de lidar, talvez seja a hora de repensar a sua carreira.

Fonte da imagem: Clique aqui

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More