Mostre para seus amigos

Conte para seus amigos sobre o Blog do Cabra, e curtam nossa página no Facebook!!!

Actio Consultoria e Treinamento

A ACTIO é uma consultoria empresarial que transforma grandes idéias em realidade e desenvolve projetos de acordo com as necessidades de seus clientes, traduzidos em inovação, desenvolvimento, e melhoria nos resultados da organização.

O Blog do Cabra recomenda

Ações de Motivação Dos Funcionários Necessitam de Equipe e Líder Maduros, continue lendo no Blog Administrando Você.

Destaque do Blog do Cabra

Muitos gostaram deste assunto, um assunto bastante procurado e mereceu destaque.

A disposição de todos

Nossos colunistas estão a disposição de todos para tirar dúvidas e sugestões, deseja ler sobre um assunto? Fale para nossos colunistas.

Quando Consultar Um Consultor


Por Carlos Hilsdorf

No mundo dos negócios, como em todos, existem duas realidades básicas: a dita real e a aceita como real à conta de inúmeras generalizações repetidas ao longo do tempo.

É o que acontece quando falamos de consultorias. Oscar Wilde disse: "Um com consultor é uma pessoa comum dando conselhos longe de casa". Robertson também deixou sua máxima: "Um consultor é alguém que pede emprestado o seu relógio e lhe cobra para dizer as horas?".

Estas duas afirmações, por mais inteligentes que sejam suas fontes, tratam apenas de uma generalização/distorção do que verdadeiramente é uma consultoria.

Um mau advogado não deve causar a impressão de que a advocacia não é séria, mas se você consultar vários maus advogados seqüencialmente provavelmente desacreditará dela.

Por isso, contratar um consultor é uma tarefa estratégica e deve ser encarada como tal. Não devemos crer plenamente no portfólio do profissional; alguém pode, curiosamente, atender uma série de mega empresas uma única vez e não retornar jamais, por estar abaixo das expectativas. Não devemos crer nos títulos, que podem ser duvidosos ou oriundos de instituições de qualidade questionável. Devemos tomar cuidado até mesmo com as indicações: um profissional de outra empresa, conhecido seu, digno de credibilidade, pode estar lhe indicando a pessoa certa para o problema errado. Resolver as questões da Empresa A, não necessariamente qualifica um consultor para resolver os problemas da Empresa B.

Em que então devemos crer?

Na nossa capacidade de avaliar o talento e a competência de um profissional checando-o em todos os níveis necessários para aferir a sua seriedade, intencionalidade, competência e credibilidade.

Consultorias sérias são poderosas ferramentas para salvar, ajustar e alavancar negócios, mas devemos lembrar que um bom professor particular é aquele que sabe lhe avisar quando já lhe deu tudo que podia e que é a hora de buscar um outro. As consultorias devem operar enquanto, e tão somente enquanto durar a sua capacidade de agregar valor em níveis correspondentes ao investimento que está sendo realizado.

Uma boa dica: nunca pague duas vezes pela mesma informação, não permita que a consultoria caminhe em círculos, acompanhe meticulosamente os progressos e resultados apresentados.

Consultores e consultorias só funcionam corretamente se a organização responde positivamente a quatro perguntas:

1 - Tenho consciência de que necessito de ajuda?

2 - Estou disposto a verdadeiramente mudar o que for diagnosticado como necessário mesmo que isto implique em muita resistência, custos emocionais e esforços-extra?

3 - Vou conceder a necessária liberdade para que a consultoria possa exercer na sua plenitude a sua missão?

4 - Compreendo em profundidade que os resultados dependem muito mais dos esforços da organização do que das legítimas boas intenções da consultoria?

Se as respostas forem positivas e todo o demais considerado, parabéns você terá uma excelente contribuição da sua consultoria seja ela interna, externa ou uma parceria estratégica (muito saudável) de consultores internos e externos.

Caso contrário, sua empresa está em situação semelhante ao paciente fumante, sedentário, com obesidade mórbida e vai ao médico solicitando uma medicação para que possa manter o mesmo estilo de vida que vem levando. O máximo que vai conseguir é sair de lá com um atestado de óbito devidamente preenchido, aguardando apenas pela data.

Carlos Hilsdorf

Considerado pelo mercado empresarial um dos melhores palestrantes do Brasil. Economista, Pós-Graduado em Marketing pela FGV, consultor e pesquisador do comportamento humano.

Quer Mudar de Carreira? Descubra os Cinco Passos Para Alcançar o Sucesso

Especialista conta, a partir de sua própria experiência, quais as etapas para fazer essa transição, sem correr riscos muito grandes


Ao longo da vida profissional, muitas vezes as pessoas se deparam com o mesmo dilema: essa é a carreira certa para mim? A partir de sua própria experiência, a consultora Caroline Ghosn, que recentemente deixou a posição de diretora na consultoria McKinsey para montar o portal Levo League – voltado a jovens profissionais, entre 20 a 30 anos –, fez uma lista dos passos que precisam ser seguidos para quem quer fazer uma mudança radical de trabalho.

A seguir, acompanhe os cinco passos descritos por Caroline em um artigo publicado originalmente no site da Forbes:


Passo 1: Descubra uma área que realmente o atraia

Uma atração inexplicável por outra carreira é o primeiro passo para definir que está na hora de de fazer uma mudança radical na carreira. Para isso, além de descobrir uma área que realmente seja atraente, o profissional deve entender a fundo como pode encaixar-se nesse novo segmento.

As justificativas que os profissionais usam para se interessar por outra carreira são muitas, entre elas, tentar ganhar mais dinheiro, ter mais segurança no emprego ou, simplesmente, se sentir mais feliz com os benefícios oferecidos pelas empresas de outro setor. “Na realidade, sempre existe aquela sensação de que a grama do vizinho é melhor do que a nossa”, pontua Caroline.


Passo 2: Comece a guardar um tempo do dia para fazer algo diferente

Depois de decidir sobre prováveis caminhos a seguir para mudar de carreira, vale a pena começar a vivenciar um pouco da nova área escolhida para ver os prós e os contras. Para isso, é importante encontrar algum tempo do dia – seja durante a semana ou no sábado e domingo – para fazer pequenas incursões em outros setores. “Eu chamo isso de a fase de explorar outros peixes no mar, pois agora você aceitou que está em busca de algo novo, mas se sente culpado”, afirma a especialista. Ela ressalta, no entanto, que essa fase exige esforço e persistência.


Passo 3: Se envolva, oficialmente, com um projeto que esteja próximo de sua paixão

Nesse momento, o profissional assume que, oficialmente, ele está em uma dupla jornada de trabalho. “Você já descobriu algo novo e precisa – por mais que odeie admitir isso para si mesmo – gastar algumas horas semanais nisso”, destaca Caroline, que completa: “não importa como, você vai conseguir.”

Se esse trabalho extra for algo que, realmente dê prazer ao profissional, muito provavelmente ele vai gastar cada vez mais tempo do dia nessa nova paixão, o que só tende a aproximá-lo mais do momento de mudança.


Passo 4: Controle as horas gastas com o novo projeto

“Faça balanços constantes para verificar quantas horas você gasta com seu trabalho atual e quanto tempo se dedica a seu novo projeto”, aconselha a especialista. Ainda segundo ela, chega um momento que fica quase impossível justificar, inclusive para seu empregador atual, o motivo de tantas ausências.

Nessa hora, os profissionais também tendem a aprender a gastar melhor suas horas trabalhadas, mas não devem se iludir ao pensar que será fácil, avisa. Segundo ela, além da própria administração do tempo, quem decide por uma mudança radical na carreira deve estar preparado para enfrentar a opinião contrária de amigos e familiares.


Passo 5: Assuma o risco

O maior sinal de que chegou a hora de optar, definitivamente, pela nova carreira é quando a falta de motivação começa a prejudicar a performance no trabalho. “Isso mostra que é hora de seguir em frente e assumir um risco ao optar por esse novo projeto pelo qual está apaixonado”, pontua Caroline. Ela ainda cita que, preferencialmente, deve-se pedir demissão quando as coisas ainda não ficaram tão ruins.

“Gaste um tempo para reuniões com pessoas que tenham te ajudado no trabalho, com o objetivo de agradecê-las e explicar sua transição. Se forem realmente mentores, eles saberão que é o melhor para você e apreciarão o fato de terem sido informados com antecedência”, afirma. Ainda segundo ela, ninguém deve decidir pelo profissional quando é o momento certo de dar uma guinada na carreira, a própria intuição ajudará a dizer qual a melhor hora para deixar o trabalho atual e se dedicar a uma nova paixão.


Fonte: Olhar digital
Fonte da imagem: Google imagens

Que Profissão Seguir? O Que Fazer? Que Tal um Teste Vocacional!


Uma boa sugestão para o jovem profissional que ainda não decidiu o que deseja como carreira, é fazer um teste vocacional. E onde encontrar este teste?

A pressão para decidir o que fazer pelo resto de sua vida é muito grande então uma pequena ajuda "vem bem a calhar". Pode ser feito para você que tem dúvidas na profissão que escolheu, você que já trabalha como "menor aprendiz" eque decidir que área deve seguir.


O Blog do Cabra sugere o site Vestibular Seriado, onde você pode fazer um teste vocacional totalmente GRÁTIS e ainda pode ver assuntos de vestibulares em varias universidades do país.


Para acessar o website clique no link abaixo:

Sem Porta-Retratos Nem Post-it


Por Rafael Sigollo

Por estratégia de gestão, pela natureza do negócio, por contenção de gastos ou até por falta de espaço, cada vez mais empresas de tamanhos e setores variados estão demolindo paredes, abrindo salas e aderindo ao modelo de mesas compartilhadas para seus funcionários.

Não ter uma estação fixa de trabalho, "um cantinho para chamar de seu" dentro da empresa, pode causar estranheza. Os gestores que adotaram esse sistema em suas equipes, no entanto, garantem que tudo é uma questão de adaptação - e que os benefícios são muito maiores do que os possíveis transtornos.

Geralmente, cada funcionário ganha um telefone celular e um notebook da companhia. Ao chegar, basta "plugar" o equipamento em qualquer um dos terminais espalhados pelo escritório em grandes mesas sem divisórias e começar a trabalhar. Os profissionais possuem apenas escaninhos individuais para guardar os eletrônicos, além de alguns poucos papéis e objetos pessoais.

Para o professor de gestão de pessoas, cultura empresarial e psicologia das organizações do Insper, Marcus Soares, a mobilidade que a atual tecnologia oferece faz com que as configurações dos ambientes corporativos sejam cada vez mais diversificadas. "É notório que presença física não determina produtividade. As companhias precisam ser não apenas flexíveis, mas também mais horizontais em suas hierarquias", ressalta. Nesse sentido, diz Soares, a ausência de lugares fixos é bastante vantajosa. "O relacionamento entre gestores e subordinados se estreita e, consequentemente, melhora. A confiança mútua facilita o trabalho a distância quando for necessário", diz..

A consultora de recursos humanos Jacqueline Resch, da Resch RH, afirma que a cultura da empresa precisa respaldar esse sistema tendo, inclusive, gestores preparados para lidar com ele. Isso porque, uma vez que as pessoas ficam espalhadas pelo ambiente corporativo, os líderes devem ficar atentos para estimular a coesão e a criação de uma identidade para suas equipes que vai além da tradicional proximidade física. "Reuniões, feedbacks e diálogos frequentes são úteis nesse processo. Isso já é uma realidade, por exemplo, em multinacionais que têm colaboradores que precisam trabalhar juntos, mas estão em países diferentes."

Consultorias e auditorias também já estão bastante acostumadas com mesas de trabalho compartilhadas. O grande número de profissionais alocados em clientes fez com que as companhias desse segmento adaptassem suas estruturas para diminuir a ociosidade nos escritórios. "A otimização dos recursos é essencial e a natureza do nosso negócio exige isso. Os funcionários passam boa parte do tempo fora da empresa e estão acostumados a não ter mesa própria", explica Adriana Zanni, diretora de recursos humanos da KPMG no Brasil.

Louise da Silva, supervisora sênior da KPMG, confirma. Há mais de cinco anos na auditoria, ela garante que prefere a rotatividade de lugares a ter uma estação fixa para trabalhar - experiência que viveu na época em que atuava na indústria. "Não tenho rotina e isso me faz lidar melhor com situações e pessoas diversas. O mercado é dinâmico e é preciso responder rapidamente, ter praticidade e a cabeça aberta", diz.

Cristiano Rosa, headhunter e professor do curso de gestão em recursos humanos da Veris IBTA, acredita que o modelo ajuda também a aumentar a produtividade. "Além da facilidade de poder trabalhar de qualquer lugar, a pessoa não acumula papéis nem procrastina tarefas. Tudo é resolvido mais rapidamente."

Antes de derrubar paredes e decretar "liberdade", no entanto, a empresa deve refletir se tem uma cultura aberta para a inovação e quem poderia se beneficiar com isso. Embora seja a favor das mesas compartilhadas, Rosa admite que em áreas como a financeira e a jurídica a implementação dessa política pode ser mais difícil, pois elas exigem mais silêncio, concentração e lidam com questões sigilosas e documentos confidenciais. Jacqueline Resch ressalta que o aspecto itinerante pode não ser recomendado também para o departamento de recursos humanos. "Esses profissionais são prestadores de serviço internos e precisam ser facilmente encontrados por toda a corporação", diz.

Na Philips, porém, isso não é problema. Conhecida por fabricar produtos eletrônicos, a empresa decidiu reposicionar sua marca e se tornar também uma grande provedora de soluções na área da saúde e bem-estar. A mudança para outro prédio foi determinante para que o novo objetivo fosse assimilado mais rapidamente pelos funcionários.

Na nova casa, decidiu-se pela eliminação total de salas e lugares fixos. "Esse formato favorece a agilidade, a integração e a comunicação dos nossos colaboradores. Eles passam a ter uma visão mais ampla, que cobre de ponta a ponta do que está sendo produzido", explica Alessandra Ginante, vice-presidente de recursos humanos da Philips do Brasil.

A maior vantagem, de acordo com ela, é a possibilidade de abordar qualquer pessoa - do estagiário ao presidente - de maneira mais informal e direta em busca de conhecimentos específicos, soluções ou colaborações. "É mais do que uma política de portas abertas, pois não temos portas", brinca. Alessandra afirma que existem apenas sugestões de "vizinhanças". "Aproximamos departamentos que possam se ajudar e desenvolver sinergias. Isso é mudado de tempos em tempos, de acordo com a estratégia da companhia."

O diretor de operações da consultoria Human Brasil, Fernando Monteiro da Costa, concorda que é importante fazer combinações de acordo com as habilidades e competências de cada equipe para atender às necessidades das organizações. Ele próprio usa mesas compartilhadas em parte da consultoria. "Isso traz um aprendizado multidisciplinar e mais motivação. Do ponto de vista de carreira, no entanto, não significa 'job rotation', apenas uma realocação", diz.


Criatividade ou Necessidade?

A iminência da ameaça, do perigo ou da perda de algo valioso - como a liberdade, por exemplo - têm sido catalisadores eficazes de muitas atitudes criativas 

Por Eduardo Zugaib

A melhor hora para se trabalhar o potencial criativo é quando tudo está bem e a vida está abundante em todos os aspectos, certo? Certo em partes. A história humana prova, a cada novo capítulo, que uma das grandes "mães" da criatividade é justamente a necessidade. A iminência da ameaça, do perigo ou da perda de algo valioso - como a liberdade, por exemplo - têm sido catalisadores eficazes de muitas atitudes criativas.

O potencial criativo é ilimitado, ou melhor, é limitado até onde o indivíduo acredita que seja. Já se comprovou que este potencial não se relaciona apenas à inteligência acadêmica, mas principalmente à combinação de uma experiência de vida rica e intensa, à observação curiosa do mundo e ao aproveitamento do conhecimento em suas diversas formas, das quais a inteligência - como habitualmente conhecemos - é só mais uma.

São estes fatores que fazem o homem criativo olhar para aquilo que todo mundo percebe de um jeito e imaginá-lo de uma forma completamente nova, descobrindo novos caminhos para a solução de um problema já existente. A prática contínua dessa capacidade imaginativa é o que o ajuda a perceber, cada vez com mais naturalidade, atalhos que antes, devido ao preconceito e à visão limitada, não eram percebidos.

Não raro, vemos pessoas de formação acadêmica simples, rudimentar até, resolvendo de forma criativa problemas aparentemente insolúveis, sempre impulsionadas pela necessidade. Pedaços de ripas, tábuas e restos de placas de latão, somados ao impulso da necessidade, são transformados em casas, naquilo que as pessoas "normais" conhecem como favelas. Outro exemplo de grande impacto é o de gente que, mesmo sem saber nadar, o "aprende" em segundos, na iminente perda de um filho ou neto que tenha caído acidentalmente em um rio ou lagoa. Uma necessidade extrema, que escancara todas as portas do inconsciente e traz à tona informações que sequer a pessoa imaginava ter. Uma experiência que é comum ser registrada por ela própria da seguinte forma:

- Não sei o que me deu, só sei que fui lá e fiz o que tinha que fazer, mesmo não sabendo!

Tratando-se da solução de problemas que podem representar até uma ameaça à vida, mais do que entender o manual, é preciso que alguém vá lá e faça. Por que não você?


[26.06.2012] ACTIO + OPORTUNIDADES = VAGAS DE EMPREGOS


Vagas de disponíveis na cidade de: Natal - RN


"As pessoas que vencem neste mundo são as que procuram as circunstâncias de que precisam e, quando não as encontram, as criam"
Bernard Shaw


VAGAS:

Vigia noturno para obra

BRE Construtora seleciona pessoal para trabalhar com vigia noturno em obra.

Interessados entrar em contato através do n.º (84) 8815 2014

--------------------------------------------------------

Emprego como Consultor de Vendas na área de TI

Mrh Seleciona: Consultor de Vendas

Requisitos:

Experiência na área de T.I;
Conhecimento no Pacote Office;
Possuir veículo próprio.

Atividades:

Prospecção de clientes;
Desenvolvimento e fechamento de vendas de produtos e serviços de Informática;
Entre outros.

Salário + Plano de Saúde + Combustível + Seguro de vida + Ticket Alimentação.

Enviar currículo para selecaonatal@mrhgestao.com.br sob o título “Consultor T.I”. 

--------------------------------------------------------

Vaga Assistente Administrativo

MULTIGIRO Distribuidora contrata: 

ASSISTENTE ADMINISTRATIVO 

Requisitos: 
Cursando formação superior 
Bons conhecimentos em excel 

Interessados cadastrar CV no site www.grupomultigiro.com.br

--------------------------------------------------------

Assistente Comercial – Natal

A Pontual Sinalização, em Natal, precisa de Assistente Comercial. 

Interessados devem enviar currículo para mariaantonia@pontualsinalizacao.com.br

Requisitos:
- Sexo feminino;
- Formado ou Cursando Publicidade e Propaganda, Marketing ou Administração de Empresas;
- Experiências anteriores;
- Domínio em informática e planilha Excel
- Disponibilidade de oito horas/dia ( 08h as 12h/ 14h as 18h);
- Residindo em Natal-RN ou Parnamirim.

Sete Passos Para Transformar a Teoria em Prática Inovadora

Entre as propostas relacionadas pelo especialista Peter Skarzynski está a extinção das chefias fixas. 

Por Natália Flach

Inovação é o casamento entre criatividade e disciplina, e, assim como na vida real, é mais fácil na teoria do que na prática. Peter Skarzynski, especialista no assunto e sócio da itc, elenca sete passos fundamentais para acrescentar o sobrenome de inovadora à uma empresa.

O primeiro é adquirir conhecimento sobre o segmento de atuação e repensar o modelo de negócios, a partir da necessidade dos consumidores. Outro passo extremamente importante é transformar o trabalho em algo divertido.

A consequência será o maior engajamento dos colaboradores, ou seja, aumento de produção. "Claro que todos temos dias ruins ou até semanas ruins. Mas, no geral, o trabalho deve ser um lugar agradável de ir", afirma em entrevista exclusiva ao Brasil Econômico.

Também é importante aumentar o círculo de contatos e pensar em novas formas de organização dentro da empresa. Nesse sentido, diversas companhias têm lançado fundos para premiar ideias.

Já no caso da Semco, o objetivo foi dar fim à estrutura convencional da companhia. Na empresa de equipamentos industriais e soluções para gerenciamento postal e de documentos, não existem mais os cargos executivos.

Na verdade, são escolhidos líderes para cada projeto. Caso tenham bom desempenho, são mantidos na função até a conclusão do projeto. Caso contrário, outro colaborador é nomeado líder.

"Isso não significa a demissão do líder que não foi muito bem. Significa que, naquele projeto, ele não teve muito sucesso."

A IBM, por sua vez, apostou que os seus colaboradores poderiam ser fonte de inovação - que é o quarto passo elencado por Skarzynski. Segundo o especialista, a companhia criou um concurso de ideias entre os 300 mil funcionários para solucionar problemas. Resultado: foram investidos US$ 100 milhões em melhorias e 10 novos negócios foram criados.

Por fim, a dica é confiar nos funcionários e dar poder a eles para tomarem decisões. Assim, os problemas são resolvidos com mais facilidade e há ganhos de autoestima na equipe.

Na BestBuy, por exemplo, os colaboradores podem trabalhar no horário em que produzem mais - seja de madrugada ou de manhã - contanto que entreguem os projetos no prazo combinado. "Também é importante abraçar valores como liberdade, abertura e meritocracia."

Skarzynski enfatiza que a inovação deve ser algo sistematicamente buscado. "Tem de se entender o que impede a inovação de fluir. Inovação não tem de vir de cima, do presidente ou diretores. No caso da Shell, foram os funcionários do meio da organização que apontaram o caminho tecnológico que deveria ser seguido. Inovação é desafiar-se, ter persistência, aprender uns com os outros e não ter vergonha de pedir ajuda quando não se consegue avançar."

Questão cultural

Segundo Skarzynski, o Vale do Silício continua sendo um local propício para criação de empresas novatas (startups), mas os impostos caros estão aparecendo como um entrave para a inovação. Isso, aliado ao fato de que novos centros de desenvolvimento estão surgindo, pode fazer com que haja uma "mudança na onda de tecnologia". "A Califórnia está perdendo habitantes", conta.

Em outros lugares do mundo, porém, há problemas judiciais com respeito a patentes. "Além disso, a questão cultural é muito forte. Na Coreia do Sul, por exemplo, o respeito à hierarquia é cultural. Não dá para romper com isso sem que seja desrespeito."

O governo, nesse sentido, também tem papel importante no que se refere a criar um ambiente propício para inovação.

"O governo atua de forma benéfica quando tem regulação de patentes e incentiva com descontos fiscais para startups. No entanto, faz um péssimo trabalho quando elege um setor para receber os benefícios. O que garante que aquele setor será o mais importante daqui a 10 anos? Que dados comprovam isso?", questiona.

Skarzynski diz ainda que os fundos de venture capital e private equity estão investindo como nunca em startups. "A globalização tem permitido que o dinheiro chegue a cantões do mundo."


Crise não. Oportunidade!

Por Adriana Gomes

Todas as situações em nossas vidas têm no mínimo dois lados. Um positivo e outro negativo. Como percebemos, e mais do que isso, de que maneira lidamos com elas é que fará toda a diferença.

Pensemos então na crise, qualquer natureza de crise – financeira, familiar, pessoal, social. Todo momento de crise é uma oportunidade, uma ocasião favorável para o aprendizado. Em relação ao mercado de trabalho, ao mesmo tempo em que desaparecem produtos e serviços, surgem novos ou se renovam.

Crises representam momentos especiais para renovação, para se desfazer do velho que não funciona mais e para que surja o novo. Podemos olhar a situação sendo vítima das circunstâncias, com um olhar pessimista e achar que estamos acabados, liquidados, que é o fim, ou entender que podemos ser agentes e que podemos agir e tirar o melhor proveito da situação.

É a oportunidade que temos de refletir, repensar, agir e reposicionar. Muita gente só tem esse tipo de atitude em situações como essa, quando são arremessados da sua zona de conforto para a zona de pânico. Crises são ótimas oportunidades para se descobrir coisas novas. A crise tira as pessoas, necessariamente da zona de conforto… e isso não é ruim!

A questão não é a crise, senão o que fazemos com ela. Que aprendizado podemos tirar desses momentos.

Comparo crises com as dores de cólicas. São cíclicas e fazem parte da vida. A pior é sempre aquela que a gente está vivendo agora. As que já passaram já foram superadas, bem ou mal. Se o problema não tem solução, já está solucionado. Agora, se tem, vamos arregaçar as mangas e começar a fazer. Ficar sentado, reclamando da vida e não fazer nada, não vai mudar nada mesmo! É preciso ter coragem e AGIR.

Você poderá se sentir refém e imaginar que não pode fazer nada. Mas pode! Todos nós podemos fazer alguma coisa, por mínima que seja para reduzir custos, melhorar o ambiente de trabalho, propor melhorias, encontrar alternativas. A necessidade é mãe da criatividade.

Outro dia mesmo, conversando com colegas, profissionais liberais, discutia-se a troca de serviços entre eles. A ideia nem é nova, pois isso é escambo, e já era praticado na idade média, mas era interessante para ambas as partes. Outra situação que vi, foi reduzir o tempo de trabalho, sem demitir, o que permite que a pessoa possa se dedicar a outras atividades no tempo que sobra e às vezes até melhora a qualidade de vida, aumentar o convívio com a família e os amigos, geralmente prejudicado pela alta carga de trabalho. Há muitas outras possibilidades surgindo. Negociações que antes pareciam pouco prováveis de acontecer são boas saídas agora. Estamos falando de adaptação, seleção natural. Viva Darwin!

Trabalho com pessoas há mais de 20 anos e posso garantir que as pessoas são capazes de fazer coisas extraordinárias. Quando definem seus objetivos, investem suas energias nesse propósito e acreditam que conseguirão, perseguem seus objetivos obstinadamente. A paralisia acontece diante do medo. O medo, portanto, é seu maior inimigo, não a crise. A crise está fora e o medo está dentro.

Momentos de crise nos permitem:
  • A possibilidade de rever processos e procedimentos.
  • Adaptar aos novos tempos e as necessidades.
  • Flexibilizar. Abandonar posições para buscar interesses.
  • Refletir que na maioria do tempo “estamos” e não “somos” (estamos gerente, estamos diretores, estamos supervisores). Rever a questão do ser/ estar, pois as pessoas costumam se esconder sob seus papéis sociais e muitas vezes transformam o papel profissional no único papel a ser desempenhado na vida.
  • Entrar em contato com a humildade para reconhecer que novas oportunidades, mesmo que muito diferentes das que já foram vividas são chances para aprender e conhecer coisas e pessoas novas.
  • Estar mais aberto a rever paradigmas. Problemas novos ou antigos, hoje, exigem soluções novas e isso implica em sair da zona de conforto.
Por isso, pense em que lugar você deseja estar nessa hora de grandes chances. Se como vítima reclamando que o mundo está difícil e que o melhor é esperar para ver como fica, ou ser agente e participar desse grande movimento de transformação e de revisão da nossa sociedade contribuindo com o melhor que você tem para tornar nosso mundo e o seu cada vez melhor. Não esqueça, depois de pensar, comece a agir. Pensar sem agir é devaneio, não muda nada!

Mãos à obra!


5 Dicas Para Fugir do Tédio no Trabalho

Saiba como encarar o trabalho e rotina com criatividade e sem reclamações 

Por Alan Cordeiro

Muitos profissionais não conseguem permanecer mais que poucos anos em um emprego e ficam mudando de empresa sempre que surge uma nova oportunidade. Muitas vezes se esquecem de que o fator motivador para a busca de um trabalho perfeito está na dificuldade para lidar com a rotina.

A rotina tem peso e significados diferentes para as pessoas, dependendo do que está sendo feito. O desânimo e falta de motivação logo aparecem quando a pessoa se deixa contaminar com comentários de colegas que estão insatisfeitos justamente porque não sabem lidar com a rotina nem mudar seus hábitos.

Observe quantas pessoas ficam contando as horas para chegar logo o fim de semana e declaram abertamente isso nas redes sociais. Alguns sentimentos como o tédio, angústia, aborrecimento, desânimo entre tantos outros, podem evoluir para quadros mais graves como a depressão, por exemplo.

Existem pessoas que ficam reclamando do trabalho e que as atividades são sempre as mesmas, que nada muda na empresa e por aí vai, quando na verdade são mecanismos de fuga para não enxergar que a própria vida está em um ciclo entediante. Observe que essas pessoas mal conseguem esperar para chegar o fim de semana e quando chega, logo começam a reclamar que a segunda-feira está às portas. Assim recomeça todo o ciclo.

A forma como encaramos a vida nos guia em todos os campos que atuamos. Se procurarmos olhar as coisas de uma maneira positiva já é um grande passo para o sucesso. E como fazer isso? Realmente não é simples, pois está diretamente ligado aos nossos comportamentos e muitas vezes não nos conhecemos o suficiente para compreender o que está nos afetando.

Em muitos casos é preciso de ajuda profissional, como um programa de coaching, por exemplo, onde os desenvolvimentos pessoais e profissionais ajudam a pessoa a direcionar sua trajetória de vida. Para começar já, podemos destacar algumas dicas importantes:

Pensamento positivo: filtre os comentários que não são saudáveis para você - sabemos quem são as pessoas que estão sempre reclamando de tudo e de todos. Se possível, evite-os.

Valores e espiritualidade: faça uma identificação pessoal e coloque no papel quem é você, qual a sua missão e quais os papéis que você exerce na vida. Faça um panorama do que e em quem você realmente acredita.

Reconhecimento: comece a observar as coisas boas que acontecem diariamente em sua vida e em tudo o que ocorre ao seu redor. Aprenda com as dificuldades e saiba tirar as lições que a vida impõe.

Mudança: mude seu olhar para a forma negativa do que você chama de rotina. Quem faz a vida ser interessante somos nós, portanto, faça coisas interessantes, coisas novas, criativas e não tenha receio do julgamento dos outros.

Realização: faça coisas que você gosta e diga aos outros o quanto você é feliz com o que faz. Pronunciar, lançar palavras positivas para o universo pode acabar conspirando para atrair coisas boas para sua vida.

A rotina tem seu valor e sua importância. Para um bebê a rotina é questão de sobrevivência e uma resposta de segurança quando suas necessidades são atendidas. No trabalho algumas atividades ou tarefas têm a mesma necessidade de rotina, cabendo a nós identificar, entender e aceitar quando ela é essencial para o sucesso da empresa.

Agora, saber quando a rotina se tornou comodismo criado por pessoas que querem viver em suas zonas de conforto e impedem o seu desenvolvimento, é um grande desafio. É hora de colocar em prática toda a sua criatividade e se abrir para crescer e ser feliz! 


ACTIO + OPORTUNIDADE = VAGAS DE EMPREGOS



Vagas de disponíveis na cidade de: Natal - RN



"As pessoas que vencem neste mundo são as que procuram as circunstâncias de que precisam e, quando não as encontram, as criam"
Bernard Shaw


VAGAS:

Analista de Departamento Pessoal

Empresa de Grande porte seleciona candidatos que estejam cursando ou tenham concluído Contabilidade, com experiência na área pessoal de atividades relacionadas à folha de pagamento, processos de demissão e admissão, preparo de documentações para fiscalizações e atividades afins do setor. 

Interessados devem enviar currículo para thaise_marilia@hotmail.com com o titulo ANALISTA DE DP e informar proposta salarial 

-------------------------------------------

Consultor de Locação

A Start Promoções Seleciona candidato (a) que tenha boa comunicação, bom relacionamento interpessoal, postura profissional, liderança, iniciativa, adaptação a mudanças etc. É preciso estar cursando Ensino Médio ou Superior, ter experiência em vendas externas; possuir carro próprio; ter disponibilidade para atingir um raio de 200 km da capital; conhecimento em informática. O selecionado deverá atuar na prospecção de novos clientes na área de locação de equipamentos, manutenção de clientes já existentes, análise de relatórios e acompanhamentos de metas e da carteira de clientes.

Interessados enviarem currículos para: curriculorn@uni.startpromocoes.net sob o título: “Consultor de Locação”. 

-------------------------------------------

Pedagoga - Natal RN

A candidata deve ter domínio do conteúdo, possuir boa comunicação oral e escrita, ter habilidade em domínio de turma, possuir bom relacionamento interpessoal. O horário e salário serão informados na entrevista. 

As interessadas deverão enviar currículo para rhcei@ceinet.com.br sob o título: Pedagoga 

-------------------------------------------

Analista de Suporte Técnico - Natal RN

PERFIL : 

Profissional com curso superior completo, na área de informática ou em área equivalente (tecnologia da informação); com experiência mínima de 2 (dois) anos em atividades de suporte técnico,sendo pelo menos 1 (um) ano na função.

CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS :

Experiência em instalação, configuração e administração de sistema operacional Windows e Linux;
Experiência em análise de performance e capacidade dos ambientes computacionais Windows e Linux;
Certificação MCTS em Windows Server 2008, ou superior;
Certificação LPI nível 1, ou superior;
OBS.: Será um diferencial quem possuir a certificação ITIL Foundation V3.

REMUNERAÇÃO : Salário: R$ 3528,90 + benefícios

CONTATO : gilberto.neto@gmail.com

ACTIO = EMPREGO EM JOÃO PESSOA





Vagas de disponíveis na cidade de: João Pessoa - PB



"As pessoas que vencem neste mundo são as que procuram as circunstâncias de que precisam e, quando não as encontram, as criam"
Bernard Shaw


VAGAS:

Vaga urgente ...

AUXILIAR DE DEPTO PESSOAL para JOÃO PESSOA

Empresa: Atacadão dos eletros

Com experiência na área
Sexo feminino
Salário R$ 800,00

Interessados enviar currículo para IZABELA: 

izabela_rh@atacadaodoseletros.net

ACTIO + SOLUÇÕES RH = EMPREGOS



Vagas de disponíveis na cidade de: Natal - RN



"As pessoas que vencem neste mundo são as que procuram as circunstâncias de que precisam e, quando não as encontram, as criam"
Bernard Shaw


Firmamos uma PARCERIA com a RH soluções:


VAGAS:

U R G E N T E !!!!!! 


Estamos com umas oportunidades excelentes.


Diretor Administrativo 
(Pós-graduação em Administração, Economia ou Ciências Contábeis; Experiência anterior com gerenciamento de pessoas e processos e em mercado financeiro Conhecimentos em Informática; Atendimento ao cliente. Raciocínio analítico / persuasão; Trabalho em equipe; Visão estratégica; Disponibilidade imediata e para viagens);

Diretor Financeiro 
(Pós-graduação em Administração, Economia ou Ciências Contábeis;Experiência anterior com gerenciamento de pessoas e processos e em mercado financeiro; Informática avançada; Capacidade de negociação e análise de crédito; Capacidade de planejamento; Raciocínio analítico / persuasão; Representatividade comercial; Visão estratégica; Disponibilidade imediata);

Gerente de Negócios
Superior Completo com desejável Pós-graduação em Administração ou Economia; Experiência anterior com gerenciamento de pessoas e em mercado financeiro; Conhecimentos em Informática; Capacidade de negociação; Capacidade de planejamento; Raciocínio analítico / persuasão; Trabalho em equipe; Visão estratégica; Disponibilidade imediata e para viagens.);

Supervisor Administrativo
(Superior Completo em Administração ou Economia; Experiência anterior na área contábil, preferencialmente em instituições financeiras; Conhecimentos em Informática; Atendimento ao cliente; Trabalho em equipe; Visão estratégica; Disponibilidade imediata e para viagens.);

Caixa 
(Superior Completo ou cursando (a partir do 7º) em Administração, Economia ou Contabilidade; Experiência anterior com caixa comercial ou bancário; Conhecimentos em Informática; Rapidez de raciocínio; Capacidade de análise técnica);

Atendente
(Superior Completo ou cursando (a partir do 7º) em Administração, Economia ou Contabilidade; Experiência anterior com o público, de preferência com atendimento bancário; Conhecimentos em Informática; Boa comunicação; Senso de organização; Atenção e versatilidade);

Analista Administrativo 
Superior Completo ou cursando (a partir do 7º) em Administração ou Contabilidade; Experiência anterior na área contábil e administrativa; Raciocínio lógico; Zelo e sigilo das informações;Atualização perante a legislação);

Controle Interno e Risco 
(Superior completo ou em fase de conclusão em Contabilidade; Experiências anteriores na área contábil. Raciocínio analítico e técnico). 



QUEM TIVER INTERESSE, ENTRAR EM CONTATO PELOS FONES: 
9938-4745/9139-2389/8831-4933/8138-1129. ATÉ 29 de junho de 2012.

Chefes: Veja os Perfis de Líderes Sem Habilidade Para Estar Onde Estão

Por Viviam Klanfer Nunes

No mundo corporativo, os chefes podem tanto ser o problema quanto a solução. Por serem os superiores imediatos, eles podem facilitar ou mesmo complicar bastante a vida dos profissionais.

No livro, ‘Como trabalhar para um idiota - Aprenda a Evitar Conflitos Com o Seu Chefe’, o autor organizou o mundo dos chefes em algumas subcategorias, avaliando cada perfil e dando algumas dicas de como lidar com eles.

Chefe Deus

Para John Hoover, o autor da obra, um primeiro tipo de chefe é o ‘chefe Deus’. “O chefe Deus é aquele que anda de ombros eretos, como se tivesse engolido um cabide, conhece sobre todas as coisas e acredita estar acima de todas as coisas — e pessoas”, explica.

Segundo o autor, não se sabe muito bem como esses líderes chegam a tal situação de auto-endeusamento, mas como regra geral avaliam suas qualidades de forma um pouco equivocada, se sentindo muito superior aos outros. Caso você trabalhe com um chefe que tenha esse perfil, é importante encontrar uma forma de convivência.

Em primeiro lugar, saiba que tentar competir com um chefe deus será a pior estratégia possível. Entre as dicas de Hoover, o profissional deve se certiticar de tratar seu chefe Deus da forma como ele quer ser tratado, seguir as regras dele e adotar pequena atitudes que mostram o quando você se importa com as necessidades do líder.

"Reconheça sua presença. Chefes deuses não pensam ser invisíveis. Não cometa o engano de ignorá-lo. Quando ele chegar na sala de reuniões ou na cafeteria, cumprimente-o verbalmente. Se não houver chance para isso no momento, encare-o e faça um movimento de cabeça para indicar que notou sua chegada", sugere.

Chefes maquiavélicos

Para o autor o grande objetivo do chefe maquiavélico é chegar no topo, ficar acima de todos. “Eles não se importam com quem têm de atropelar para chegar lá. Simplesmente se recusam a não terem aquilo que querem”, explica. Estar no topo da pirâmide é a única situação que faz os chefes maquiavélicos felizes.

Como satisfazer esses caras? “Alerte-o. Quando descobrir alguma coisa, conte a ele. Envie um e-mail ou mencione o assunto de passagem. Estando em constante competição com todo mundo, os maquiavélicos apreciam informações que possam ser úteis para eles”, explica Hoover.

Manter esse tipo de chefe muito bem informado parece ser uma grande arma. Mesmo que a informação pareça trivial, passe para frente. “Se ele sentir que você está sonegando informações, concluirá que está competindo com ele, e as coisas ficarão desagradáveis”.

Chefes masoquistas

Esse tipo de chefe é aquele que se elogiado, fica aborrecido. É aquele que faz com que tudo caminhe para o lado errado. A melhor forma de conviver com ele é não se envolver. “Não se envolva nas conversas negativas de seu chefe masoquista. Ouça de maneira respeitosa, mas não se deixe contaminar pela negatividade”, explica Hoover.

Chefes sádicos

Um exemplo clássico de um chefe sádico é aquele que toma uma atitude como pendurar na porta da sua sala, ou colocar emcima de sua mesa uma placa com os dizeres: “Quando eu quiser sua opinião, eu lhe darei”.

Dicas para lidar com esses líderes:

- Desenvolva meios de garantir ao seu chefe sádico que sua carga de trabalho é realmente opressora, mesmo que não seja;

- Quando um chefe sádico chama, atenda. Desobedecer a um chefe sádico, ou mesmo adiar suas respostas, dá a ele uma desculpa para retaliar;

- Não organize atividades no departamento de um chefe sádico. Mantenha-as ocultas e não as divulgue abertamente;

- Aja como se estivesse sempre ocupado. A ociosidade convida a punição na forma de cargas de trabalho exageradas.

Chefes paranóicos

Os chefes paranóicos também são bastante complicados e sua principal característica é acreditar que tudo e todos estão contra ele, inclusive você. “Trabalhar para um chefe paranóico pode ser uma ameaça real. Qualquer coisa que você faça, por qualquer razão, é uma tentativa de subverter seu chefe. É assim que ele pensa”, avalia Hoover.

Dicas de como ligar com eles...

- Mantenha suas atividades à vista. Você pode não pensar nisso, mas um chefe paranóico é capaz de considerar uma inocente conversa ao lado da máquina de café uma ameaça;

- Como com o chefe maquiavélico, envie cópias de tudo para seu chefe paranóico. Ele que diga quando você deve parar;

- Passe mais tempo com ele. É difícil um chefe paranóico imaginar que você está conspirando enquanto está diante dele;

- Compartilhe o conhecimento. Use termos e frases indicando que você não só divide com seu chefe paranóico todas as informações de que dispõe, como também faz o mesmo com o restante da organização;

- Compartilhe segredos. Revele a seu chefe paranóico alguns de seus pensamentos, dentro do razoável. Demonstrar sua confiança por ele o convidará a confiar em retribuição.

Chefes camaradas

São aqueles que querem ficar próximos dos funcionários, mas podem ser bastante irritantes por conta disso. Para Hoover, uma boa estratégia para lidar com esse tipo de líder é compartilhar informações com eles, convidá-lo para tudo e sempre enviar e-mails e outras correspondências para que ele saiba que não está sozinho.


Construindo Resultados Superiores


Por Soeli de Oliveira

Após deixar de lustrar os bancos escolares, quase sempre estamos tão preparados para a vida profissional quanto uma barata para dançar tango. Notas altas na escola não são necessariamente sinônimas de sucesso profissional. Na vida não somos medidos pelo que sabemos, mas sim pelo que fazemos com o que sabemos. Ou acreditamos em nossa capacidade de realização e colocamos em prática os conhecimentos à medida que aprendemos, ou inevitavelmente perderemos grandes oportunidades. Na hora da verdade, o que faz a diferença é ter aproveitado as oportunidades de praticar o que se aprendeu.

Com frequência não é o que não sabemos que nos impede de vencer, mas o nosso maior obstáculo muitas vezes é justamente o que já sabemos. Para o filósofo dinamarquês Soren Kierkegaard (1813 – 1855) “A vida só pode ser compreendida olhando-se para trás, mas deve ser vivida olhando-se para frente”.

O conhecimento é como o iogurte “danoninho”, tem prazo de validade. Também é situacional, tem validade em certo contexto histórico que nem sempre se repete. Situações novas exigem novas soluções. Os novos mercados são altamente competitivos, os concorrentes são mais competentes, os clientes estão mais bem informados, os produtos e serviços estão cada vez mais parecidos e com preços semelhantes. O maior desafio não é mais concluir uma faculdade de primeira linha com distinção, mas assegurar resultados para a empresa, clientes e para si mesmo ao enfrentar o rigoroso teste de mercado.

Você está satisfeito com a vida que está levando ao ponto de não querer melhorar? 

Decida-se à:

1- Trabalhar com metas. Começar o dia fixando objetivos de curto, médio e longo prazo. Metas são motivadoras e dão energia. Elas são o “norte”, indicam o caminho a ser seguido. São balizadores das decisões.

2 - Fixar as ações e os prazos para concretizá-las.

3- Ser ambicioso e ajudar os clientes a satisfazerem as suas ambições, o que é diferente de ser ganancioso.

4 - Ser feliz e gostar do que faz. Só assim seremos mais produtivos.

5 - Conhecer. Não abrir mão de conhecer tudo aquilo que for necessário para o sucesso.

6 - Gostar de se relacionar com pessoas (gostar de gente). Normalmente as decisões são emocionais, apenas são justificadas racionalmente. O bolso dos clientes está mais perto do coração do que da cabeça.

7 - Ser criativo e audaz. Desenvolver a capacidade de criar caminhos novos e novas soluções.

8 - Ser capaz de evoluir de acordo com o mundo que o cerca. Ser capaz de mudanças, pois quem não muda dança. Todo o processo de mudança, independente do resultado, contribui para a sua evolução e crescimento.

9 - Assumir responsabilidades. Crianças que não são responsáveis e não assumem responsabilidades. Nós somos os únicos responsáveis por aquilo que nos acontece.

10 - Ter visão empresarial. Buscar conhecimento para administrar melhor as finanças, pois ela é a base do sucesso financeiro das pessoas físicas e jurídicas.

11 - Ser capaz de pensar. A cabeça não foi feita somente para usar chapéu.

12- Trabalhar em Equipe. O resultado final não é só de um, é de todos. Frutos maiores são conseguidos com o envolvimento de mais gente com responsabilidade.

13 - Cumprir com a palavra empenhada. Só se consegue resultados duradouros conquistando e mantendo a confiança e a credibilidade.

Desde quando Deus é o único responsável pelo que nos acontece na vida? Fomos dotados de livre arbítrio. Da capacidade de fazer escolhas. O que somos hoje é fruto das decisões tomadas no passado. Seremos no futuro o que decidirmos ser a partir de hoje.

Soeli de Oliveira é consultora e palestrante do Instituto Tecnológico de Negócios, nas áreas de marketing, varejo, atendimento e motivação. E-mail: soeli@sinos.net – Novo Hamburgo – RS.

ACTIO = EMPREGOS




Vagas de disponíveis na cidade de: Natal - RN



"As pessoas que vencem neste mundo são as que procuram as circunstâncias de que precisam e, quando não as encontram, as criam"
Bernard Shaw


VAGAS:

Lojas Renner contrata profissionais em Natal

A loja Renner do Centro da cidade de Natal está com três vagas abertas. Interessados devem enviar currículo para :
rhnordeste@lojasrenner.com.br

---------------------------------------------------

Auxiliar de Estoque - Natal - Grupo Boticário

Local da vaga: Natal RN (01 vaga)
Responsabilidades:
Realizar a separação de produtos de acordo com os procedimentos da área de expedição e abastecimento de linhas de separação.

Requisitos:

• 2º Grau Completo;
• Residir na cidade de Natal.

Remuneração compatível com o mercado.

Eudora é uma empresa do Grupo Boticário e a primeira empresa nacional a nascer com atuação multicanal, no setor de perfumaria e cosméticos.

-----------------------------------------------------

Multinacional do segmento de Energia contrata profissional

COORDENADOR DE SMS - BA/ PE/ RN (MULTINACIONAL do segmento de ENERGIA)

DESCRIÇÃO DO CARGO:

- Coordenar as equipes de SMS, participação em programas de controle e organização na construção e obra dos projetos eólicos, bem como supervisão das atividades das contratadas na construção dos Parques Eólicos.
- Realizar auditorias internas e acompanhar as externas, relativas à segurança do trabalho na empresa.
- Zelar pelo cumprimento das normas e legislações, bem como os procedimentos SMS da empresa pelas subcontratadas.

FORMAÇÃO: Graduação completa em Engenharia de Segurança do Trabalho ou Técnico de Segurança do Trabalho.

EXPERIÊNCIA: Com Segurança do Trabalho em obras industriais ou similares.

- Conhecimento das normas ISO 14.001 e OHSAS 18.001

IDIOMA: Inglês intermediário

CURSO: Informática - Windows, Word, Excel, Power Point, Outlook e Internet.

REMUNERAÇÃO: Pretensão Salarial + Benefícios

LOCAIS DE TRABALHO: Igaporã-BA/ João Câmara-RN/ Taracatu-PE

INTERESSADOS FAVOR ENCAMINHAR CURRÍCULO COM PRETENSÃO SALARIAL PARA talves@fitrh.com.br COLOCANDO NO ASSUNTO COORDENADOR DE SMS 

-------------------------------------------------------

Empresa contrata Webdesigner

Contrata-se Webdesigner pró-ativo, criativo e com experiência em construção de sites e que saiba trabalhar com programas de editoração de imagem. salário + comissão.

Interessados mandar e-mail com curriculum e link dos trabalhos realizados para imobiliaria@digizap.com.br com o título Webdsigner.

-------------------------------------------------------

Cadastre seu currículo na ACTIO Consultoria e Treinamento, para outras vagas que possam surgir através de nossa consultoria.

www.actioconsultoria.com

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More