Como Mostrar Resultados já de Cara no Novo Emprego

A cobrança nas empresas aumentou e os profissionais que acabaram de assumir um novo cargo têm menos tempo para mostrar resultados. É preciso entrar na partida jogando bem 

Por Camila Mendonça

Com um cenário de incerteza na economia mundial, principalmente devido à crise na Europa, a cobrança por resultados deve aumentar nas empresas. Para profissionais que trocaram recentemente de trabalho ou vão trocar nos próximos meses, isso significa assumir uma nova responsabilidade sem muito tempo de adaptação.

Uma atitude inicial importante é absorver rapidamente os processos, as políticas e todas aquelas tarefas burocráticas que as organizações têm e das quais é impossível se livrar. Estão nessa lista criação de e-mail, acesso ao sistema de gestão, procedimento para marcar reunião e coisas que depois de um tempo entram no piloto automático, mas que compõem um aprendizado importante para quem está começando no cargo.

Além de assimilar a burocracia cotidiana, o profissional precisa investir muita energia desenvolvendo relacionamentos na empresa. São os novos colegas, de todos os níveis, que vão auxiliá-lo a entender como as coisas de fato funcionam. Há uma série de regras e comportamentos que fazem parte da cultura de uma organização que não estão escritas em lugar nenhum.

Fazer muitas perguntas é parte essencial para os novatos. Embora muita coisa já tenha sido conversada durante a fase de seleção, dúvidas surgirão a partir da prática. “Ainda existe uma distorção entre o que a empresa cobra e o que ela espera que o executivo entregue”, diz Matilde Berna, diretora de transição de carreira da Right Management, firma de recolocação de executivos, de São Paulo. Como a companhia não explica direito, o profissional precisa descobrir por conta própria. “Muitos não questionam quais são suas reais responsabilidades e o que se espera deles”, afirma Matilde.

Negociar prazos e deixar os líderes a par do trabalho que está sendo realizado é a estratégia de muitos profissionais para driblar a pressão e entregar resultados mais rapidamente, ainda que eles não sejam os finais. Nos primeiros dias, o executivo não deve ter vergonha de pedir metas menos ambiciosas ou prazos maiores. Pior do que isso é não entregar os resultados. Nessas conversas, a ideia é mostrar a importância de atingir resultados intermediários antes de alcançar as metas de impacto. Um chefe bem informado é capaz de detectar mais rapidamente um desvio de rota de seu funcionário e recoloca-lo no caminho certo.

Parte dos problemas de adaptação pode ser evitada ainda durante a fase de contratação, quando, muitas vezes, a pessoa precisa analisar com crítica e sinceridade se vai dar conta das novas atribuições — levando em consideração que a expectativa por resultados é grande. A cultura da organização e a maneira com que ela atua no mercado devem ser observadas. “Se o profissional entender que os valores não coincidem com os dele, é melhor nem aceitar a proposta de emprego”, diz Renato Grinberg, diretor- geral do site de empregos Trabalhando.com, de São Paulo.

Acelere a adaptação

5 atitudes que melhoram o desempenho:

Relacione-se: Faça alianças com colegas e gestores. A ideia é identificar aqueles que podem auxiliá-lo a entender processos e pessoas. Sem ajuda, a adaptação é mais lenta.

Pergunte: Questione como a empresa funciona. Aprenda os processos burocráticos rapidamente para não perder tempo com eles.

Ambiente-se: Observe o ambiente, como as pessoas se comportam e os padrões que a empresa valoriza.

Escute mais: Você tem métodos de trabalho próprios mas, nos primeiros meses, procure aprender como a empresa funciona. Mantenha o ouvido atento às orientações dos novos colegas.

Busque referências: Identifique quais funcionários são admirados pela empresa e adote-os como referência para balizar seu comportamento.

Para dar conta do recado

O que as empresas esperam dos funcionários nos primeiros meses de trabalho

Mostrar qualidade na decisão

Para 18% dos executivos de RH, acertar nas escolhas é a qualidade importante para ter sucesso nos seis primeiros meses de trabalho.

Cultivar bons relacionamentos

A médio prazo, a falta de conexão com o chefe é considerada por 26% das empresas o maior obstáculo à evolução na carreira.

Construir uma imagem positiva

Para quem é gestor, a capacidade de motivar pessoas é vista por 32% dos diretores de RH como a habilidade mais importante.

Despertar confiança

Demonstrar integridade é considerada por 20% das companhias a coisa mais importante na relação com colegas e clientes.


Fonte da imagem: clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More