Mostre para seus amigos

Conte para seus amigos sobre o Blog do Cabra, e curtam nossa página no Facebook!!!

Actio Consultoria e Treinamento

A ACTIO é uma consultoria empresarial que transforma grandes idéias em realidade e desenvolve projetos de acordo com as necessidades de seus clientes, traduzidos em inovação, desenvolvimento, e melhoria nos resultados da organização.

O Blog do Cabra recomenda

Ações de Motivação Dos Funcionários Necessitam de Equipe e Líder Maduros, continue lendo no Blog Administrando Você.

Destaque do Blog do Cabra

Muitos gostaram deste assunto, um assunto bastante procurado e mereceu destaque.

A disposição de todos

Nossos colunistas estão a disposição de todos para tirar dúvidas e sugestões, deseja ler sobre um assunto? Fale para nossos colunistas.

Características Que Definem o Profissional de Sucesso

Se você acha que está com emprego garantido porque o mercado de trabalho está aquecido e sua área de especialização não para de contratar, pense duas vezes: segundo os consultores de Recursos Humanos, as empresas hoje tomam decisões baseadas nas atitudes do entrevistado. Nesse ponto, o currículo ajuda, mas ter iniciativa, demonstrar capacidade de se adaptar a novas situações e multifuncionalidade podem ser determinantes para assegurar a vaga.

Seja flexível

Aprender a se adaptar a novas situações, sistemas e mudanças dentro da empresa é fundamental para o profissional de sucesso. É importante entender o contexto, o cenário para escolher qual parte do seu repertório deve ser acionada naquele momento. Se essa característica vier combinada com sociabilização, melhor ainda. Pense que você pode ser um agente motivador de mudanças dentro da estrutura e um futuro líder.

Saiba inovar

Ter uma visão abrangente a capacidade de aglutinação de ideias e conceitos, além de explorar novas possibilidades é fundamental. Mas lembre-se: o mais importante é aprender a transformar a ideia em resultado perceptível para a empresa.

Tome decisões rapidamente

Reagir com rapidez e eficiência diante de um problema é o grande desafio do profissional. Todas as grandes empresas e universidades como Wharton e Pittsburgh trabalham com cases em que uma decisão rápida fez toda a diferença para a companhia.

Seja multifuncional

A geração Y faz isso naturalmente, mas com iniciativa, treinamento e dedicação, todo profissional pode aprender a trabalhar em várias partes de um processo, vários projetos, em que não apenas vai aprender mais sobre si mesmo e sobre o mundo, mas também será capaz de aglutinar conhecimento.

Pense fora da caixa

Criatividade é um dom, mas sem exercitar, o cérebro não chega a lugar algum. É importante olhar para as coisas de forma diferente e compartilhar sua visão com seu grupo. A organização é o resultado final de um processo de motivação em que as pessoas apresentam suas melhores ideias e soluções. A partir daí surgem os insights, que aprimoram o trabalho.

Demonstre iniciativa

Vontade de fazer e determinação para finalizar são a marca de um profissional de primeiro nível. Se sentir que há espaço para opinar e desenvolver, tome a iniciativa. Novos modelos de gestão incentivam os funcionários a se tornarem capitães de seus projetos – o que, em última instância, é o melhor caminho para criar um líder.

Vá em busca de conhecimento

Ficar satisfeito com sua bagagem é pensar pequeno. Seja curioso e esteja aberto a novidades, novas tecnologias e linhas de pensamento. Ler bastante e utilizar a internet e as redes sociais de maneira inteligente são a melhor forma de enriquecer a mente e suas conversas na hora do café.

Seja perspicaz

Ajuda bastante ter uma visão de conjunto, sem ficar compartimentalizado, na linha “eu faço o meu e só”. Ninguém vai adiante com esse pensamento. Estamos falando de bom senso também. Perceber para que lado se encaminham as decisões ajuda a preservar o emprego em momentos de crise e pode ser o diferencial na hora da promoção.


Fonte: Época Negócios – seção carreira



Onde Estão as Maiores Chances de Emprego em 2011

Na abertura da Semana Época NEGÓCIOS de Carreira apresentamos as carreiras e os setores da economia mais promissores do ano

Soraia Yoshida

Procuram-se engenheiros, gestores e desenvolvedores de negócio

O número de anúncios como este (não escrito dessa maneira) aumenta exponencialmente nas agências e consultorias de Recursos Humanos do país. E não sem motivo. Com a economia aquecida e o Brasil apostando em grandes projetos como o pré-sal, há uma demanda crescente por profissionais da área de Óleo e Gás, Tecnologia da Informação (TI) e Comunicação. A disputa por profissionais é grande. E se o candidato preencher os requisitos de competências - como flexibilidade e iniciativa - é emprego praticamente garantido. A remuneração também tem ficado mais atraente. "As pessoas que têm todas as características que o mercado procura, certamente vão ganhar mais, porque as empresas precisam reter seus talentos", diz Rodolfo Eschenbach, líder da área de Talentos e Performance para América Latina da Accenture.


"Os dados da economia são muito promissores", afirma Glaucy Bocci, gerente de negócios e referência local para prática de liderança e talento da consultoria de RH Hay Group. “O Brasil é o país onde as coisas estão acontecendo, onde estão as oportunidades. Então, é claro que as empresas querem apostar suas fichas por aqui, o que deixa o mercado profissional aquecido”.

De longe, a área de Óleo e Gás deve se destacar como celeiro de oportunidades. “O pré-sal vai gerar necessidades de conhecimento que até pouco tempo não existiam”, diz Vicente Picarelli Filho, sócio e líder da linha de serviços de Consultoria em Gestão de Capital Humano da Deloitte. Tudo no pré-sal é superlativo: a exploração do pré-sal vai precisar de 40 navios-plataforma (FSPOs) e somente a descoberta da reserva de Libra, na Bacia de Santos, pode gerar até 15 bilhões de barris de óleo. São oportunidades para engenheiros, técnicos e especialistas em análise. “Vamos precisar de engenheiros e geólogos, mas também de profissionais para lidar com os elementos químicos que são uma necessidade de áreas que fazem parte da cadeira produtiva do petróleo”, diz Picarelli.

As multinacionais e grandes empresas não vão deixar passar essas oportunidades, o que sinaliza um mercado aquecido durante muitos anos. “Há espaço para crescer e se desenvolver não apenas nas posições de gerência geral e diretoria, mas também de coordenadora, análise e engenharia de projetos”, afirma Adriana Cambiaghi, gerente sênior das divisões de Marketing e TI da Robert Half.

Outro setor aquecido é de geração e transmissão de energia elétrica. Somente no primeiro semestre do ano estão previstos três leilões de hidrelétricas, além do início de construção da usina de Belo Monte, no Xingu. No Paraguai, empresas brasileiras disputam a licitação de uma subestação de Itaipu. O país tem conhecimento difundido na construção e geração de energia a partir de usinas hidrelétricas, mas agora há outras possibilidades, como energia eólica, que demandam diferentes tecnologias.


A Copa é nossa

Ao crescimento do país – previsto para algo entre 4,50% e 5% este ano – somam-se os eventos pontuais, como Copa do Mundo em 2014 e a Olimpíada de 2016, movimentando os setores de infraestrutura, varejo e serviços.

As grandes redes hoteleiras estão em plena expansão. Dos 15 hotéis construídos pela Accor na América Latina nos últimos dois anos, nove estão no Brasil. O Ibis anunciou em dezembro a inauguração de 51 hotéis no país até 2015. “Somente na chamada rota do petróleo, na Baixada Fluminense, estão sendo construídos 11 hotéis”, diz Jacqueline Resch, sócia-diretora da consultoria Resch Recursos Humanos. “Se você pensar ainda na necessidade de aeroportos, rodovias e portos, já se pode prever uma demanda enorme por engenheiros especialistas, engenheiros mecânicos. Em áreas de hotelaria e eventos, vamos precisar de tudo, pessoas com formação prática e teórica.”

O aumento de renda da população fez disparar o consumo interno no ano passado, marcando recorde na venda de veículos, que cresceram praticamente 12% frente a 2009. O varejo cresceu 8,25%. Para chegar ao consumidor, as empresas procuram profissionais de marketing capazes de entender o produto, assimilar rapidamente as mudanças do mercado (marcado por fusões e abertura de capital) e que saibam lidar com novas tecnologias.

“As empresas estão passando por grandes transformações, como fusões e reestruturações e precisam pensar em sinergia para se fortalecer”, afirma Adriana Cambiaghi, da Robert Half. O mesmo vale para o setor financeiro, que ampliou sua demanda por consultoria e conhecimento diferenciado do mercado. ”O profissional que souber usar estatística combinada a aplicativos da internet de forma positiva tem como oferecer grandes chances de negócios à empresa”, afirma Rodolfo Eschenbach, líder da área de Talentos e Performance para América Latina da Accenture.

Para sustentar esse crescimento, a área de tecnologia será mais exigida do que em anos anteriores. Os sistemas vão redesenhar a estrutura das empresas. Novos projetos surgem diariamente nas companhias, que vão em busca de desenvolvedores de negócios. “Esse profissional ajuda a abrir portas, uma tarefa muito importante para a organização”, diz Adriana Cambiaghi, que observou um aumento de 60% na busca por esse profissional no mercado.

Transformar qualquer ideia em resultado palpável ainda é um desafio para as empresas, que após o susto da crise financeira voltaram a investir em inovação, pesquisa e desenvolvimento. E o profissional que compreender melhor as mudanças de cenário e aprender a tomar decisões mais rapidamente sai na frente. “Antes, se o profissional tinha diploma, era o mesmo que garantir o emprego. Agora ele precisa aprender a usar sua experiência, seu conhecimento, sua cultura e sua iniciativa para resolver um problema e gerar resultados”, diz Vicente Picarelli Filho, da Deloitte.

Na nova ordem, os valores pessoais podem se alinhar aos da empresa. "Logo logo não teremos mais organogramas nas organizações e sim redes de relacionamento. O profissional do novo século, portanto, tem que mostrar sensibilidade e alinhar seu propósito de vida com a organização, deixar de pensar de uma maneira segmentada. Com isso, as empresas se tornam o principal espaço no mundo para que as pessoas expressem o melhor de si.”


Fonte: Época Negócios

ACTIO + Oportunidades = Empregos

Novas vagas para cidade de Natal - RN

"A oportunidade não bate a sua porta, passa diante dela. Convide-a para entrar"

Vagas:

► Precisa-se de Rapaz p/trabalhar c/ PHOTOSHOP e CORELDRAW. Tr: 9927.7238

► ECM Imóveis, contrata CORRETORES. Produto MOURA DUBEUX. Contato. Marco Von.Agende sua entrevista 9911-0471

PROFESSOR - Instituíção de Ensino voltada par cursos profissionalizantes, oferece oportunidade para professor da disciplina de INGLÊS, para ministrar aulas nos períodos: manhã, tarde ou noite. Interessados enviar currículo através do e-mail: vlselecao@gmail.com

► VPM precisa de pessoas p/ MONTAGEM DE IMPRESSO em casa c/ trein. Pagto R$987,00 p/ prod. + bonif. http://www.vpmprofissional.com.br/

► Contrata-se ANALISTA DE SUPORTE. Necessário treinamento/ conhecimento em Servidores Windows. Enviar currículo para: vagas@doutorpc.com.br

► Contrata-se ADVOGADO(A) com carteira da OAB/RN. Enviar currículo para: logosadvocacia@hotmail.com e aguarde contato para agendamento entrevista.

► Hidro Glass. Necessita de VENDEDOR. c/experiência e 2° grau completo. p/Loja de P. Negra. Candidatos enviar curriculo: para Av. Prudente de Morais, 4647. L. Nova. aos cuidados de Fabio Queiros.

► Grupo Europeu,escolhido c/ modelo econômico no país, em processo de abertura de sua unid.Natal busca pessoas competitivas que visam crescimento profissional e financeiro p/ ser líder de mercado em seu segmento, que gostem de trabalhar c/ público, c/ ou s/ experiência p/ atuar no seu DP Comercial e Marketing, contratação imediata.Inter.comparecer somente nesta segunda (31/01/11) das 9:00hs às 12:00hs e 14:00hs às 18:00hs, munidos de CV p/ entrevista no Potengi Flat na R.Potengi, 521-Petrópoles,(em frente a Praça Cívica).

► Precisa-se de pessoas com expe. em LICITAÇÕES e PREGÕES ELETRONICOS. Enviar currículo p/: uniparparafusos@hotmail.com

► Contrata-se COLABORADOR exp.min de 2 anos no setor contábil. E-mail: cibele@azevedocontabilidade.net

O Que é Estratégia?

Por Wagner Herrera


Algumas definições (em Administração) clássicas do vocábulo:

- “Medidas que visem diretamente modificar o poderio da organização em relação à concorrência”. (Konichi Omae)

- Orientações que possibilitem melhor posicionamento da organização no ambiente.

- “Conjunto de decisões que determinam o comportamento a ser exigido em um determinado espaço de tempo”. (Simon)

- “Forma de pensar no futuro, integrada no processo decisório, com base em um procedimento formalizado e articulador de resultados”. (Mintzberg)

Definições são delimitações precisas, exatas de um conceito, no caso o conceito de estratégia, mas elas pouco explicam em termos práticos!

A Administração Estratégica desenvolve o conjunto de orientações, decisões e ações estratégicas que determinam o desempenho superior de uma empresa longo prazo”. Este conjunto de medidas quando formalizado e implementado configura o Planejamento Estratégico.

O ambiente empresarial tem duas dimensões: a externa (indústria) que define o ambiente de competição e, a interna da organização. Na dimensão externa Michael Porter desenvolveu a teoria da atratividade da indústria (conjunto de empresas que competem num mesmo mercado) determinando as cinco forças que segundo ele “a chave para o desenvolvimento de uma estratégia é pesquisar em maior profundidade as fontes de cada força” (1986) e assim “A essência da formulação de uma estratégia competitiva esta na relação da empresa com seu meio ambiente” (1986).

Estas cinco forcas são: 1. Rivalidade entre concorrentes, pois não se pode combater (competir) sem o conhecimento profundo do adversário (concorrente) 2. Entrantes potenciais, 3 e 4. Poder de barganha de fornecedores e clientes e 5. Ameaça de produtos substitutos.

A matriz SWOT - Criada por Kenneth Andrews e Roland Christensen, dois professores da Harvard Business School sintetiza a essência da estratégia. Analisa o ambiente externo pelas oportunidades e ameaças, o que vai de encontro à teoria de Porter sobre da atratividade da indústria. No ambiente interno a SWOT considera as forças e fraquezas da organização e aqui Porter com a teoria da Cadeia de valor composta das atividades primárias (processos de comercialização) e secundárias (infra-estrutura – processos estruturantes) da organização que contribui em muito na analise das causas das fraquezas da empresa merecendo ser cuidadosamente estudada.

Prahalad e Hamel (1998) também se preocuparam com o ambiente interno da organização desenvolvendo a teoria das Competências Essenciais entendida como aprendizagem organizacional, a competência de absorver, criar e integrar diferentes tecnologias, o grau de comunicação, estímulos e programas que potencializam a motivação, o envolvimento e comprometimento da forca de trabalho, suprimindo as fraquezas para criar a vantagem competitiva sustentada, pois pelo Princípio de Gause: “Os competidores que conseguem seu sustento de maneira idêntica não podem coexistir”.

OS japoneses contribuíram em muito no desenvolvimento de técnicas voltadas a eficiência operacional com o desenvolvimento da filosofia Kaizen (melhoria contínua - Masaaki Imai). O conceito de Kaizen engloba uma série de inovações de gestão até então tratadas separadamente: Controle da Qualidade Total e Gestão da Qualidade Total, Just in Time, Kanban, Zero Defeitos, Círculos de Qualidade, Sistemas de Sugestões, Manutenção Produtiva Total, Orientação para o Consumidor, Robótica, Automação, 5 S’s, Atividades em Grupos Pequenos, Relações Cooperativas entre Administração e Mão de Obra e Melhoramento da Produtividade.

Segundo Porter em seu artigo – O que e estratégia (Harvard Bussiness – 1996) a eficiência operacional não é estratégica! Porem ela leva ao aumento de produtividade e conseqüentemente a custos mais baixos e o próprio Porter diz que existem somente três estratégias genéricas: Custos, Diferenciação e Foco, então...?

Voltando nas definições de estratégia, este conjunto de orientações, medidas, decisões se aplicam à empresa como um todo para aproveitar as oportunidades e defender-se das ameaças do mercado, bem como debelar as fraquezas e usufruir das forças da organização. Pode-se entender estratégia como um conjunto de táticas implementadas nos vários departamentos, mas que tenham um diferencial no mercado. Sun Tzu (Arte da Guerra) dizia que “todos os homens podem ver as táticas pelas quais eu conquisto, mas o que ninguém consegue ver é a estratégia a partir da qual grandes vitórias são obtidas”. Mintzberg também cita nos seus 5 P’s da estratégia, ela como Trama (Ploy): “A estratégia pode ser aplicada com a finalidade de confundir, iludir ou comunicar uma mensagem falsa ou não, aos concorrentes”.

Uma organização deve funcionar como um sistema e aqui, a metáfora da orquestra é apropriada: um regente proficiente no comando, cadenciando (sincronia) os integrantes, partitura explicitas (plano de ação), ensaios (treinamento), afinação (sintonia) como na implementação do planejamento estratégico que exige forte liderança, objetivos e metas formalizadas e factíveis, um slogan (declaração do negócio), propósitos e identidade (missão), um “norte” (visão) que criem comprometimento com a “causa” nos colaboradores.

Quanto à implementação do plano estratégico, Kaplan e Norton – criadores da metodologia BSC - sugerem que quatro perspectivas devem ser seguidas: 1. Proprietários e Acionistas, 2. Clientes, 3. Processos Internos e 4. Aprendizagem e estruturação, para monitoramento e gerenciamento do processo.


Wagner Herrera é consultor com formação em Ciência da Computação e Engenharia de Produção pela Universidade Mackenzie e graduando em Administração Estratégica.

Fonte: Portal do Marketing

Conteúdo: A Sua Marca Tem?

Conteúdo de marca cria identificação, proximidade, relacionamento e envolvimento com o consumidor

 Já não é novidade que as marcas viraram mídia. Muitas delas, no entanto, ainda não se tocaram. Apesar de o Brasil ser um dos poucos países no mundo em que a mídia de massa, especialmente a TV, ainda predomina, fazendo assim perdurar um modelo de propaganda da idade da minha avó, é nítido, claro e notório que os hábitos dos consumidores mudaram. Principalmente os novos consumidores, os early adopters e a Geração Y.

Essas pessoas que consomem como nunca e que influenciam a compra de famílias inteiras, não são mais o alvo da propaganda. Quando querem um produto ou um serviço, elas vão até as marcas. Mudou a mão e a via agora é dupla. Não adianta mais as empresas fazerem a mídia tradicional como única forma de comunicação, “empurrando”. O modelo tem que se reinventar para que a marca “puxe” o consumidor. O que não é nada fácil. Mas também não é impossível.

Em palestra exclusiva para brasileiros, em Nova York, realizada há poucos dias, Marc Gobé, fundador da Emotional Branding, autor do livro de mesmo nome e um dos maiores especialistas em marca do mundo, mostrou o quanto as marcas são chatas ao não aderirem ao novo modelo. A saída é fazer delas um show, um entretenimento. Isso porque as pessoas saem de casa para ir a um espetáculo.


Marketing de Conteúdo


O que as marcas precisam é entregar conteúdo relevante ao seu público. O consumidor precisa se ver na marca. Há vários modelos práticos. Desde o brand entertainment, ou brand content, até a atitude de marca. Veja o caso da Red Bull. Como uma marca transgressora, que tem propósito e atitude, ela se alimenta da aventura e de eventos inusitados para atrair consumidores. Ela promove conteúdo.

Tenho ouvido e visto cada vez mais sinais do que já chamaram até de Marketing de Conteúdo. Independente do nome, a realidade é que a sua marca deve promover algo que atraia o consumidor. Esse algo pode ser um serviço, um aplicativo mobile, um game ou um blog em que você dá dicas de decoração, como bem faz a construtora Tecnisa. Não é difícil. Basta ver qual é essência da marca, qual é o propósito dela, e desenvolver os projetos. E aqui que está o problema.

Uma marca que desenvolve um conteúdo de qualidade, relevante, útil, pertinente, diferente, interativo e alinhado aos objetivos estratégicos da empresa se diferencia das demais. Cria identificação, proximidade, relacionamento e envolvimento com o consumidor. Forma uma grande barreira de saída e pode ajudar em uma crise. Promover conteúdo neste mundo conectado em rede é um ótimo caminho para engajar as pessoas. Para ajudar a comprar ao invés de vender.


Fonte: Mundo do Marketing

A Síndrome do “Idadismo”

por Redação Liderança


O erro persiste nas mais diferentes empresas. Pessoas com mais de 35, 40 anos são consideradas “velhas”, ultrapassadas, sem nenhuma capacidade de acrescentar algo à organização. Com frequência, entende-se, de maneira tão calculista quanto equivocada, que um novo empregado poderia representar um salário muito menor do que aquele pago a outros que já estão na profissão há anos e anos.

No entanto, esses mesmos líderes de pouca visão se esquecem de levar em conta:

• Gastos com treinamento e adaptação dos novatos à empresa.

• Despesas com demissão.

• Possibilidade de os novos empregados não se adaptarem ou descobrirem que não era aquilo que eles queriam.

• Estragos que tal ação pode causar no moral de sua empresa.

• Possibilidade de o funcionário mais antigo levar anos e anos de conhecimento para um concorrente.

A verdade é que os líderes dessas empresas se esquecem das pessoas com 60, 70 anos que estão por aí, ousando em novas empresas e testando conceitos diferentes. Ozires Silva, por exemplo, após sair da Embraer, abriu uma empresa de biotecnologia. E é apenas o exemplo mais famoso.

De qualquer forma, sabe-se que situações assim exigem muita atenção do líder, pois além do preconceito, um dos problemas com as pessoas experientes é que, com os anos de experiência, acontecem naturalmente mais erros e falhas.

Jeffrey Yergler, da consultoria norte-americana Interger Leadership, dá algumas dicas para você lidar com membros de sua equipe ou colegas que sofrem da síndrome do “idadismo” nas empresas – ou acabaram de cometer um grande erro:

• A empresa precisa ter em mente que líderes também erram e que essa é uma parte importante para descobrir coisas novas.

• Dê apoio à pessoa, mesmo que ela não continue na empresa.

• Se o funcionário experiente continuar na empresa, procure colocar perto dele um profissional que saiba como dar apoio e incentivar o velho líder a assumir responsabilidades − e continuar integrado à cultura da empresa.

• Desenvolva rapidamente uma alternativa. O que aconteceu não pode mais ser mudado. No entanto, o que pode prejudicar a empresa é não tomar nenhuma decisão para recuperar o que foi perdido e continuar a crescer. Em vez de reclamar e se lamentar, junte seus colegas e equipe para responder a pergunta: “O que vamos fazer agora?”.

• Detalhe seu programa de recuperação, com cronogramas e metas a serem atingidas. Do contrário, ele torna-se apenas uma carta de intenções que não serão cumpridas.


Fonte e Parceira: Revista Liderança

ACTIO + Oportunidades = Empregos

Outras vagas dispníveis na cidade de Fortaleza - CE


"As pessoas que vencem neste mundo são as que procuram as circunstâncias de que precisam e, quando não as encontram, as criam"
Bernard Shaw

Vagas:


Para se cadastras nas vagas acima acesse o link abaixo:



 Outra forma de você conseguir um emprego é enviar currículos para as agências ou mesmo casdastrar seus currículos, clique no link abaixo para vc ver algumas oportunidades na cidade de Natal.


ACTIO + Oportunidades = Empregos

Segue novas vagas para a cidade de João Pessoa - PB


"A oportunidade favorece a mente preparada" Louis Pasteur

Aproveite as oportunidade de conseguir um emprego neste início de ano.

Vagas:

► Precisa-se de VENDEDORES de confecção com disponibilidade para viagem c/ou sem veiculo 8888-5001 (Ambos os sexos)
 
► ANTONY CABELEIREIROS-Precisa-se de RECEPCIONISTA e AUXILIAR DE CABELEIREIRO. 83 3227 0709, (Ambos os sexos).
 
► Empresa de grande porte, oferece vagas para, CHEFE DE DEPARTAMENTO PESSOAL, TÉCNICO EM INFORMÁTICA com experiência. CV para: esrfjr@ig.com.br (Ambos os sexos)
 
► Precisa-se de TÉCNICO EM SEGURANÇA c/ exp. comprovada em Instalação de cerca elétrica e CFTV. Enviar CV para:comercial@protiva.com.br Contratação Imediata (Ambos os sexos)
 
► Selecionamos INSTRUTOR DE INFORMÁTICA, sal. R$ 1.500,00 + benef., comparecer Hoje! Ed. Viña Del Mar, R. Miguel Couto, 251, 2º and, sla 203. Ao lado da Caixa Econômica da Lagoa. (Ambos os sexos)
 
► Precisa-se de PROFESSORES de Matemática,História,Geografia. Escola particular em Santa Rita. Enviar CV para E-mail: insfpb@yahoo.com.br (Ambos os sexos)


Outra forma de você conseguir um emprego é enviar currículos para as agências ou mesmo casdastrar seus currículos, clique no link abaixo para vc ver algumas oportunidades na cidade de Natal.







ACTIO + Oportunidade = Empregos

Segue novas vagas para a cidade de Natal - RN

"A oportunidade favorece a mente preparada" Louis Pasteur

Aproveite as oportunidade de conseguir um emprego neste início de ano.

► Contratação urgente - TR Consultoria contrata SECRETÁRIA(O), com dominio em informática, inglês e espanhol fluentes, conhecimentos de administração e de marketing. Interessados enviar curriculo para patriciac.ptm@gmail.com

► Procura-se RECEPCIONISTA, MOTORISTA, PSICOLOGO COGNITIVO COMPORTAMENTAL, para admissão imediata. interessados enviar curriculo. p/E-mail. tirol@dirigindobem.com.br ou entregar na Av. Deodoro da Fonseca, 623B Tirol. próx. a Catedral.

► Franquia de óculos seleciona Estagiário p/ Vendas. Enviar CV p/ vibeupnatal@hotmail.com ou 8854-2917

► Precisa-se AUXILIAR TÉCNICO DE INFORMÁTICA p/ Firma em Expansão. Entrevista na Romualdo Galvão 1056, esquina com Alexandrino de Alencar. F.3201-3118

Outra forma de você conseguir um emprego é enviar currículos para as agências ou mesmo casdastrar seus currículos,  clique no link abaixo para vc ver algumas oportunidades na cidade de Natal.

Série SEU NEGÓCIO - Será Que Adquirir Uma Franquia é Melhor Alternativa Para Você?

Não há dúvida de que adquirir uma franquia é uma das alternativas mais seguras para quem pretende se tornar dono de um negócio. Trata-se da forma ideal de combinar o capital, a garra e os relacionamentos locais de um empreendedor com a experiência, a marca e o acesso a recursos do franqueador. Não é à toa que o Franchising vem crescendo, no Brasil e em outros países, a taxas bem mais expressivas do que a economia como um todo. E gerando negócios mais perenes do que os empreendimentos independentes (não-franquias).

Nos EUA, onde há uma abundância de estatísticas confiáveis, ocorre apenas uma falência de franquia para cada 40 falências de negócios independentes. Lá, 92% das franquias completam 5 anos de vida, contra apenas 23% dos negócios não-franquias. E, embora as franquias representem apenas 3% das empresas em funcionamento naquele país, 40% das vendas do Varejo (de Produtos e Serviços) são feitas por estabelecimentos franqueados.

Esses números dizem tudo, mas... Sempre tem um “mas...”, não é mesmo? Basta algo parecer bom demais e lá vem um “mas...”. Infelizmente é assim. Investir numa franquia é um excelente negócio... mas não é para qualquer um. E não se trata apenas de ter, ou não, dinheiro suficiente para o investimento. Dinheiro é fundamental, mas é apenas um dos ingredientes necessários para que alguém tenha sucesso como franqueado. Inclusive há casos em que o investimento pode ser bastante reduzido e, ainda assim, não ser para o bico de certas pessoas.

Sim, há uns tantos requisitos essenciais para que alguém se dê bem como dono, operador e gestor da franquia, além de ter a grana suficiente para o investimento inicial e o capital de giro. Os mais relevantes são:

1- Gostar de - e ter habilidade para - lidar com gente. Ter aquilo que os gringos chamam de “people skills”. Boa parte do dia a dia de um franqueado envolve interações com outras pessoas: fornecedores, clientes, funcionários e outros colaboradores, membros da equipe da empresa franqueadora e assim por diante. O papel do dono de qualquer negócio (incluindo uma franquia) inclui motivar, inspirar, persuadir, aconselhar, ouvir, liderar e negociar com pessoas. Cada grupo a seu modo, de acordo com suas necessidades e situação. E isso não é algo que se possa fazer uma vez ou outra – é tarefa de tempo integral. Está incluído no preço de ser dono de seu próprio negócio.

Se você não é bom nisso, trate de desenvolver essas capacidades. Dizem os chineses que “quem não sabe sorrir não deve ter uma loja”. Se você não é bom para lidar com gente, mexa-se e trabalhe isso muito bem trabalhado. Cursos de Oratória, de Liderança e até de teatro podem ajudar. Em alguns casos, uma terapia ou algumas seções de Coaching podem ser o caminho, se o problema estiver ligado à sua auto-estima. Se você não tem essas habilidades e não quer - ou não sabe como - melhorar seu desempenho nesse quesito, talvez ser dono de um negócio próprio não seja para você.

2- Ser, ao mesmo tempo, (a) um empreendedor determinado e ousado o suficiente para tomar as decisões e correr os riscos que são inevitáveis na resolução dos problemas que surgirão todos os dias e (b) disciplinado, humilde e flexível para seguir regras impostas pelo franqueador e aceitar as orientações que vierem da equipe deste. Não é fácil manter esse equilíbrio. É algo que precisa ser trabalhado conscientemente, sem nunca perder de vista o objetivo maior, que é o de assegurar que seu investimento retorne e seu empreendimento se valorize. Lembre-se de que as franquias têm uma chance de sucesso muito maior do que os negócios independentes precisamente porque os franqueados observam regras e padrões previamente testados e obedecem a todo um sistema definido pelo franqueador. Se você é daqueles interessados em “reinventar a roda” e “fazer as coisas do seu próprio jeito”, é quase certo que se frustará como franqueado. E será uma pedra no sapato de seu franqueador.

3- Ter alguma experiência na gestão de um negócio ou de uma área ou departamento. Ou, ao menos, muita facilidade para aprender isso rapidamente. Ter uma visão geral - e, se possível, prática - de como um negócio funciona, de quais são as variáveis que realmente impactam o resultado e do que é prioritário amplia muito suas chances de obter sucesso. Não é necessário ser um matemático ou um financista, mas um mínimo de habilidade com números conta pontos a seu favor. Houve uma época, não faz muito tempo, em que bastava entender do negócio para ganhar dinheiro. Se alguém sabia comprar bem e vender bem, estava feito. Hoje, além disso, é vital entender da gestão do negócio. E gerir implica em compreender relatórios gerenciais, indicadores e índices de performance e tomar as decisões corretas com base no que eles mostram. Como diz o velho ditado, “quem não mede, não gerencia”. Se você não tem essa experiência, ou se sente inseguro com relação a sua habilidade quanto a isso, um bom curso de gestão de pequenos negócios pode ajudar. Não é sem motivo que cada vez mais franqueadores vêm buscando formas de aprimorar aqueles que já são seus franqueados com relação a isso. Afinal, muita gente que já é dona de negócio (franquia, ou não) é capenga no que se refere a gestão. Mas, felizmente, nunca é tarde para se aprimorar.

E tem mais: mesmo que você reúna todas essas características e tenha o perfil ideal para ser um franqueado, ainda há uma série de passos a percorrer. Sim, além do perfil, é preciso saber escolher a franquia certa para você. A franquia que é adequada para João pode ser não ser a ideal para José, ainda que ambos reúnam todas as qualidades enumeradas acima. Mas isso é tema para explorarmos em outros posts, em outras ocasiões.

Fonte: Blog do Marcelo Cherto

ACTIO + Oportunidade = Empregos

Outras vagas dispníveis na cidade de Natal - RN

"As pessoas que vencem neste mundo são as que procuram as circunstâncias de que precisam e, quando não as encontram, as criam"

Bernard Shaw

Vagas:

Contratamos TELEMARKETING e FARMACÊUTICO p/ distribuidora de medicamentos. Enviar CV: marcelokarinacunha@terra.com.br

Procura-se VENDEDOR EXTERNO,c/ boa aparência p/ atuar no setor automotivo c/ conhecimento em oficinas e postos de combustíveis. Salário fixo + comissão.Interessados,enviar currículo p/:selecaodunnasne@gmail.com ou henrique.wpereira@gmail.com Moto ou carro pode ser um diferencial.

Moveline seleciona AUX. DE MARCENEIRO. Jovem motivado a trabalhar numa fábrica de móveis (exclusivamente em MDF). Oferece salário compatível e estabilidade. Tr: 8873-8324

Empresa de Contabilidade. estamos selecionando pessoas c/EXPERIÊNCIA p/as funções: SUPERVISOR DE CONTATILIDADE e AUXILIAR DE CONTABILIDADE. F. 3611-1783/ 3221-4951. Horário p/ Entrevista 9:30 às 12:00 e 14:30 às 17:00

Distribuidora de alimentos seleciona VENDENDOR/PROMOTOR, p/ as cidadas de:Mossoró,açu,macau,j. camâra etc. Ganhos acima de 1.500 reais. Apresentar currículo. R. Olinda n°65 Cidade da esperança. 2° grau completo,moto,exper. de 1 ano.

Ponto dos botões. Seleciona TÉCNICO EM CONTABILIDADE, c/ exper. na área fiscal e contábil. Residente em Natal/rn Repositor c/ expe. comprovada na função, 2 ° completo. Residente em Natal/rn. Deixar currículo a partir de segunda-feira, ponto dos botões, loja alecrim. Av.Coronel estevão.

Precisa de Pessoas p/ trabalhar na ár. de Confecção, c/ exper. de AUX. DE SERIGRAFIA, AUX. DE SERVIÇOS GERAIS. Carteira assinada conforme salário da categoria. Deixar currículo: R. figueira n°7920/ Cidada satélite ou F.8718-1720/8815-5810

Shopping dos pneus, precisa de um MECÂNICO que tenha trabalhado em loja de escapamento. E um ALINHADOR. F.3223-3131/9614-1873

Trocão precisa de VENDENDOR INTERNO e EXTERNO, cursando nível superior. Deixar currílo na Av. prudente de morais. n°2828 3086-1084

Transportadora- Contrata CHEFE DE DEPÓSITO c/ domínio em liderança de equipe, roterização, arrumação de cargas e informática. Currículo p/: transvendas1@gmail.com

Franquia Líder em Podologia, contrata TÉC. EM ENFERMAGEM para formação em podologia. Enviar currículos p/: sugestoes.rn@allpe.com.br

Precisa-se de MONITOR, RECREADOR, AUX. COZINHA e CUMIM Profissional p/trabalhar no Buffet Infantil Floresta Encantada . Deixar currículo entre 14:00 e 17:30hs na rua Alexandre Câmara,1773,Capim Macio. 3642-1439

Tudo Muda, Basta um Detalhe

Ótima prpaganda da Brastemp, como um detalhe faz toda a diferença em um dia que parece como todos os outros. Como diz o meu amigo Patrick - " me emocione ". Inspiração, uma boa inspiração faz o mundo ficar melhor.



Pense nisso.

Marcelo Cabra

As 5+ Mudaram

O poder da evoluação, das mudanças. A mais ou menos seis meses o Blog do Cabra passou por uma mudança, está mudanças levou quase um mês para ficar pronta, bastante trabalho nas madrugadas, e agora estamos tendo resultado, e gostaria de compartilhar com vocês.

A exemplo de quando eu criei as 5+, as cinco postagens mais lidas desde a criação do Blog do Cabra, durante dois anos de trabalhos entre altos e baixos com quase 2 mil acessos mês, tinhamos algumas reportagens que sempre eram as mais lidas, sempre as mesmas e postagens antigas de 2 anos, e agora podemos comemorar o resultado de mudar, de ter a coragem de mexer e evoluir, estamos agora segundo o Google Analytics com 6 mil acessos mês e crescendo, e o resultado disso reflete nas postagens, temos agora a honra de apresnetar as 5+ mais lidas do Blog do Cabra.


As postagens mais lidas

1º Lugar ► Técnicas para Vender Mais e Melhor (parte I)

http://cabradm.blogspot.com/2008/06/tcnicas-para-vender-mais-e-melhor-parte.html%22

2º Lugar ►

O Que é Adversidade?

http://cabradm.blogspot.com/2009/02/o-que-e-adversidade.html%22

3º Lugar ►

As Cores da Liderança

http://cabradm.blogspot.com/2010/10/as-cores-da-lideranca.html%22

4º Lugar ►

Downloads - ache aqui

http://cabradm.blogspot.com/p/downloads.html%22

5º Lugar ►

Encontre aqui sua vaga

http://cabradm.blogspot.com/p/empregos.html%22%3E

 
Por Marcelo Cabral

Série SEU NEGÓCIO - Ponto de Equilíbrio (re-postagem)

Você, como empresário ou gestor de uma empresa, sabe quanto a sua empresa deve vender todos os meses para não ter prejuízo? O valor das vendas que leva a empresa a essa situação chama-se ponto de equilíbrio e trata-se de um importante conceito para a gestão de uma empresa, pois a partir dele, o gestor da empresa pode saber se a sua empresa apresenta lucro ou não e estabelecer as metas necessárias para atingir o resultado desejado.


Mas como calcular?



Em primeiro lugar é preciso relacionar todos os custos que a empresa possui e depois classificá-los em fixos e variáveis.


O grande cuidado nesse momento é não errar na classificação. Fixos são aqueles que independem das vendas, não estando relacionados ao faturamento da empresa, já o variáveis são aqueles que só existem quando ocorrem as vendas.


Após classificar, devemos encontrar o total do custo fixo e do variável e, para esse último, devemos verificar a proporção, ou seja, o percentual que ele representa das vendas. Para isso para basta dividir do total do Custo Variável pelo total das Vendas em determinado período. Do resultado dessa conta, encontraremos um índice.


Depois devemos fazer a seguinte conta: 1 menos o índice encontrado anteriormente e termos um novo índice, que utilizaremos no cálculo. Para calcular o ponto de equilíbrio, basta dividir o valor do Custo Fixo Total pelo último índice encontrado e teremos o valor das vendas que deixará a empresa no Ponto de Equilíbrio.



Vamos a um exemplo:



Total do Custo Fixo: 2.000,00
Total do Custo Variável: 6.000,00 para o volume de vendas a seguir
Total das Vendas: 10.000,00
Percentual do Custo Variável: 6.000,00/10.000,00 = 0,60
Índice: 1 – 0,06 = 0,04 (também chamado de margem de contribuição)
Ponto de Equilíbrio = Custo Fixo / índice
Ponto de Equilíbrio = 2.000,00 / 0,40 = 5.000,00



Essa empresa precisaria vender no mínimo 5.000,00 para empatar. Esse é o valor do PE e demonstra que ela está vendendo bem acima do PE, nesse caso, o dobro.



Agora se sua empresa está vendendo abaixo do ponto de equilíbrio, restam-lhe algumas providências: mudar as estratégias ou buscar novos mercados para ampliar as vendas, recalcular o preço de venda ou diminuir os custos ou ainda tudo isso ao mesmo tempo.

*Fonte: Pequenas empresas e grandes negócios, 10 de Março de 2006.

ACTIO + Oportunidades = Empregos

Empresa de Sonda Multinacional Abre Vagas


Vagas nas Seguintes Áreas:

SONDA (Todas fora do Estado) / LOGÍSTICA / TERRAPLANAGEM / CONSTRUÇÃO E MONTAGEM / CONSULTORIA / ENERGIA EÓLICA

Contato:(84) 3314-1988 (Vanubia ou Rejane)

Detalhes sobre as vagas, veja o link abaixo.

http://www.jrpetro.com.br/noticias/ver/56

Série SEU NEGÓCIO - Capital de giro

Uma das principais causas de mortalidade de empresas é a falta de capital de giro! Assustador não é?! Por isso é tão necessário entender este conceito e saber como se prevenir para utilizá-lo adequadamente e não prejudicar sua empresa.

O capital de giro é a parte investida na empresa que fica alocada no estoque, no caixa, nas contas a receber, ou banco, é o capital que fica disponível para as necessidades da empresa.

Para abrir um empreendimento você deve ter capita de giro, que é tão importante quanto o capital imobilizado (aquele que é o investimento fixo da empresa). É de extrema importância manter-se atualizado quanto ao capital de giro, ele forma-se a partir das necessidades do mercado consumidor, que por sua vez não são constantes, estão sempre mudando em quantidade ou itens.

Para administrar o capital de giro o empreendedor deve avaliar e decidir qual o melhor momento e método de compra / venda, o que sobra e o que falta no caixa, essa análise é essencial para manter um negócio.

Imagine-se sendo proprietário de uma empresa com pouco capital no caixa e fazendo ótimas vendas á prazo, e quando for repor o estoque, seu fornecedor não lhe dá o prazo que você concedeu ao seu cliente, então não terá dinheiro disponível para comprar, fez bom negócio, mas não soube administrar o capital de giro, sua empresa, portanto foi mal administrada e pode entrar em dificuldade. Este é só um exemplo bem simples, em uma empresa a análise é bem mais complexa, além de estudar e saber administrar todos esses fatores, vendas, compras, prazos, caixa, estoque, capital, é bom que o empreendedor tenha algum capital disponível para eventuais imprevistos, tudo isso faz parte da manutenção e sobrevivência da empresa.

A dica é ter um bom controle de estoque, e ficar atento quanto ao desconto de cheques pré-datados e duplicatas, controlando o prazo médio de recebimento e prazo médio de pagamentos.

Daremos um exemplo simplório, mas que ajudará a entender como funciona o capital de giro.

Ex: Vamos supor que você compre sempre com 30 dias e venda com 90 dias e que você financie suas compras (não há desconto de cheques e nem antecipação das vendas à cartão). Sua necessidade de estoques é para um mês (considerando tempo de reposição, vendas, estoque mínimo). Suas vendas mensais são de 50mil.

Logo, sua necessidade de capital de giro seria:

Estoque para 1mês= 50mil + Capital para financiar vendas a prazo = 150mil (50mil x 3 meses) – Compras a prazo = 50mil => 150mil.

Ainda é necessário adicionar ao capital de giro a previsão de gastos necessários a operação da empresa no mês.

Algumas empresas trabalham com compras somente a vista e vendas a prazo, logo é muito importante calcular adequadamente o capital de giro, como no caso dos postos de gasolina e farmácia.

Uma maneira de conseguir mais “fôlego” para a empresa é administrar o prazo médio de pagamentos e prazo médio de recebimento para serem iguais ou perto disso, assim a necessidade de capital de giro diminui substancialmente. Outra forma é verificar a viabilidade em antecipar as vendas a prazo (duplicatas a receber, cheques pré-datados, vendas à cartão).

Nosso guia de “Como Abrir Um Negócio” conta com uma planilha que faz todos estes cálculos automaticamente.

Boa sorte!

Fonte: Novo Negocio


Ótimo site para pesquisa, o Blog do Cabra recomenda.

Série SEU NEGÓCIO - Como Abrir e Montar Negócio Próprio

por Brasílio Andrade Neto


Muitos sonham com seu próprio negócio. Uma pequena loja para atender a vizinhança, quem sabe colocando em prática a sua capacidade de negociação e o bom gosto para roupas e acessórios. Ou então passar a ganhar dinheiro com aquele seu passatempo e, com o tempo, abrir filiais.

Só que a grande maioria fica pelo meio do caminho. Apenas uma minoria de lojas consegue sobreviver ao seu primeiro aniversário. Dá para contar nos dedos as que chegam ao quinto ano, de cada cem que abrem as portas. As que conseguem superar os obstáculos de burocracia, posicionamento, atração de cliente, contratação e treinamento de pessoal, gestão financeira e, além disso, conseguem fazer algo para se destacar, são merecedoras de toda a admiração.

É isso que Luísa Araújo, André Pivetti e Orlando Ferreira fizeram em seu livro, Abra uma Loja para o Sucesso – O Segredo dos Vencedores. Além de dar uma receita passo a passo de como evitar os problemas mais comuns na hora de abrir uma loja, também entrevistaram empresários de sucesso na área.


O começo –

Para abrir sua loja corretamente, os autores sugerem que você comece definindo o segmento e o foco. O que você quer fazer? Vender produtos automotivos (para quem? Táxis e outros veículos que rodam muito, para pessoas interessadas em tunning e modificação de veículos, para quem deseja segurança), oferecer serviços de jardinagem (para condomínios? Casas? Só manutenção ou projetos de paisagismo completos? Vender mudas e sementes?). Sem essa idéia clara na cabeça, muitos candidatos a empresário compram cada vez mais itens sem critério, atulhando o ponto-de-venda sem atrair ninguém em específico. Assim que tiver a idéia clara do que irá vender e de quem deseja como cliente, você pode tentar responder outras perguntas:

• Devo ter um sócio? A grande questão. Não basta conhecer a pessoa nem gostar dela. Analise os objetivos e a competência daquela pessoa. O ideal é que cada um cuide de um aspecto da empresa, sem interferir na área do outro.

• Marca própria ou franqueada? Entenda que, utilizando a experiência de uma franquia, você diminui as chances de alguma coisa dar errado com sua empresa. Diminui, não as zera nem torna sua loja à prova de más escolhas. Uma franquia também significa algum gasto a mais. Se preferir abrir um negócio próprio, tente focar em um nicho, quanto mais específico melhor. Busque algo que você goste e se identifique. Mantenha em mente a simplicidade. Nada de nomes e logomarcas exageradas, cheias de cores. Tenha em mente que você irá enfrentar dificuldades, por isso tente manter algum dinheiro de reserva.

A seguir, você deve se preocupar com o local onde abrir sua loja. Nem sempre a porta de casa é o melhor lugar e nem sempre ela deve ser descartada logo de cara. Também tome todas as providências legais, coloque a papelada em dia. Verifique, em seu Estado, quais as vantagens para micro e pequenas empresas (órgãos como o Sebrae podem ajudar muito nisso).


Falando de dinheiro –

Os autores destacam um bom espaço do livro para a parte de finanças e fluxo de caixa de uma empresa. Segundo eles, o lojista deve prestar atenção em:

• Custos fixos que se tornam variáveis. Acontece muito em shopping centers, onde costuma-se aumentar o valor do aluguel da loja a partir do aumento de seu faturamento. Está lá no contrato que o lojista assinou, mas muitos esquecem desse detalhe e são surpreendidos no final do mês. Outros custos que podem surpreender e acabar com o seu fluxo de caixa são telefone e folha de pagamento.

• Deixe a vaidade de lado. Sim, é da natureza humana, assim que sobrar um dinheirinho, comprar aquela nova caixa registradora que só falta embalar as compras do cliente, porque falar ela fala, ou um novo letreiro luminoso de cinco metros de altura. Calma. Equipamentos que não são essenciais podem ser alugados, arrendados ou utilizados em leasing por um determinado período. Pense bem antes de adquirir supérfluos. Sim, é muito cômodo e bom ter seu próprio equipamento, entretanto, tudo o que for seu passa a fazer parte do custo fixo, aumentando-o e fazendo que sua loja demore mais a dar lucro.

• Não deixe seu capital parado em estoque. Certo, quando se inicia uma loja, é difícil calcular o quanto de estoque é necessário, mas não se esqueça: compras exageradas ou produtos e serviços que não atraem seu público-alvo significam que seu dinheiro está ali, parado, juntando teia de aranha e tirando espaço de um outro produto que poderia vender mais.

Essas são apenas algumas dicas para evitar erros comuns na hora de abrir uma loja. E existem muito mais detalhes e áreas que demandam sua atenção. Mas seu sonho merece tudo o que você puder lhe dar.


BOX

Conselhos de quem chegou lá


Mr. Cat, calçados e acessórios –

Ari Nelson Svartsnaider, diretor e criador da marca, diz que começou com um metro de couro, presente de sua mãe. Desse material, fez um sapato e o mostrou a um amigo, que encomendou quatro pares. Resolveu fazer oito. Que vendeu e, com o lucro, fez 16. Daí, 32. Quando chegou a 100 pares por semana, Ari viu que precisava de um sócio. Mas as coisas não se tornaram fáceis depois disso. “Acordava às 6 horas da manhã e chegava em casa às 11 da noite, quase todos os dias. Desmaiei algumas vezes.”

A dica para quem quer começar: “Com criatividade e pesquisa, é possível descobrir um bom caminho, pois o mercado não está saturado como dizem. Há muitos nichos a explorar. O ideal é investir em públicos específicos.”


Chocolates Kopenhagen –

Para o casal Anna e David Kopenhagen, o grande desafio foi a mudança de um pequeno espaço em um bairro de São Paulo para a grande fábrica em Tamboré. Era preciso, segundo eles, não perder o toque artesanal dos produtos, mesmo com a modernização.

A dica para quem quer começar: “O empreendedor tem de estar sempre atento às mudanças do mercado, visando inovar e agradar o consumidor, motivar o colaborador e gerar lucro.”


Duloren –

Apesar do sucesso da empresa no setor de lingerie, Roni Argalji, principal executivo da Duloren, não parou de buscar novos negócios. Recentemente, em parceria com outras empresas, lançou uma marca de lingerie mais sofisticada, que teve seu nome licenciado para cosméticos. “Quem sabe, um dia, não lançamos até chocolate com essa marca?” diz Argalji.

A dica para quem quer começar: “Nunca seja igual a seus concorrentes. Destaque-se na paisagem, seja agressivo e inovador. Não se limite à mesmice.”


Cristal Graffiti –

Nem sempre a primeira idéia para abrir sua loja é a mais acertada. Veja a Cristal Graffiti, que começou como uma loja de roupas de surf, no Rio de janeiro. Com o tempo, resolveu mudar seu enfoque para moda jovem, conquistando uma fatia maior de mercado. Além disso, para atrair outros nichos de mercado, criou as marcas Atol das Rocas e Arte Girls. Cláudio Maurício, diretor administrativo da marca, tem como característica mesclar lojas próprias (tem 20) com franquias (mais de 15 em diversos estados do Brasil).

A dica para quem quer começar: “Mantenha os pés no chão e não conte com o que virá. Sem dúvida, é melhor começar pequeno e crescer de acordo com o que é possível.”


Brasílio Andrade Neto é redator-chefe da revista VendaMais.
Fonte: Revista Vendamais

ACTIO + Oportunidade = Empregos

Vagas de trabalhos (empregos) na cidade de Natal - RN

Aproveitem a oportunidade...

► Loja Feminina contrata VENDEDORA. Salário comercial + comissão + descanso remunerado e carteira assinada. CV na Rua dos Caicós, 1345 - Alecrim. 3219-0061

►Vaga Para Arte Finalista Para Gráfica rápida enviar CV Adonai@surpercabo.com.br. Tr. 3223-0316

►Héhdson Cabeleireiros precisa de MANICURE. Tr.3219-0309

►Mini Padaria e Self Service- Contrata AUX. DE PADEIRO c/ experiência comprovada em carteira e COZINHEIRA. Tr. 3211-1472

►Precisa-se de COSTUREIRA para consertos diversos. Graça fardamentos F: 3221-1076/9973-3828

►Empresa contrata Técnico de Elevador c/ experiência. R$800,00. 3202-7900

►CRÉDITARIA. Contrata, VENDEDOR EXTERNO c/Exp. em Vendas, preferencialmente c/veículo próprio. Salário +comissão. Enviar currículo. P: vagasnatal@creditaria.com.br

►Precisa-se de AUX. ADMINISTRATIVO,c/exp. em informática. Enviar currículo c/ foto Para E-mail: selecaomap@gmail.com - 9409-7427

►Salão precisa de Cabeleireiro - 8869-4775/3207-3023/2010-2353

►Franquia Líder em sua área de atuação. Seleciona. Gerente para contratação imediata. C/Experiência comprovada. Mandar currículo Para: sugestoes.rn@allpe.com.br

►Franquia de impressos seleciona operadores com experiência em Corel Draw - imprimix@digizap.com.br

Quando surgirem novas vagas, estaremos divulgando. continuem nos acompanhando, clique no link abaixo e cadastre seu currículo.

O Poder do Foco

por Redação Liderança

Sabe aquela hora que bate uma fome? Usualmente, lá pelas quatro da tarde, quando você percebe que esqueceu de almoçar. Aquela sensação no estômago que incomoda, que faz você pensar em si uma coisa: conseguir comida. E aí é um pulo do escritório até a padaria ou banquinha de frutas da esquina. Essa passa a ser sua prioridade e a ela você direciona todas suas ações. Eu poderia usar outro exemplo semelhante, onde só uma coisa domina toda a sua mente, mas não fica bem em um site de família. Vamos ficar na necessidade de comida. Onde você passa a sonhar com aquele pão quentinho, a fumaça subindo, e dentro dele aquele festival de cores e sabores que é seu sanduíche preferido. Ou então aquele chocolate, derretendo na boca... Quantos de vocês estão sentindo fome agora? E que, por causa disso, está dividindo a atenção entre o texto e o estômago? Teve um pessoalzinho aí de São Paulo que até levantou e foi procurar uma bolacha ou barra de cereal nas gavetas.

Uma coisa de cada vez – esse é o poder do foco. Ser dominado por uma única coisa, algo que exige que tomemos uma ação imediata. Um líder deve ser dominado por esse único foco em seu trabalho.

A cada hora, a cada momento, focar nossas mentes e energias no assunto que vai manter nossa empresa e equipe funcionando bem, que vai gerar lucros, que vai agradar o cliente. É como diz aquela historinha Zen: um aluno perguntou ao velho mestre qual era o segredo da iluminação e do sucesso.

— Coma quando tiver fome e durma quando tiver sono. — Mas não é isso que todos fazem? – questionou o aluno. — Não. A maioria pensa em milhares de coisas enquanto come e tenta solucionar muitos problemas encostado no travesseiro.

E acabam não fazendo bem nem uma coisa nem outra. Não resolvem os problemas nem dormem bem. Da mesma forma, o líder, que se concentra em dois assuntos ao mesmo tempo, não consegue resolver nenhum. Você pode lidar com vinte, trinta assuntos diferentes em um dia. Desde que o faça um por vez. Sim, podem surgir emergências. Pare de pensar no assunto anterior, concentre-se, tenha fome de resolver a emergência. Depois disso, volte a pensar naquele outro problema.

Treine o seu foco na fome mais importante do momento fazendo-se, constantemente, essas duas perguntas:

» Qual é o assunto que exige mais atenção/é mais importante para o bem da equipe nesse momento?

» O que posso fazer agora para resolver ou, ao menos, começar a tomar uma atitude a respeito disso?

Não se permita pensar "e depois?", da mesma forma que ninguém, ao almoçar, pensa no jantar. Concentre-se na sua fome de agora, na questão que você identificou nas perguntas acima. É o seu apetite pelo sucesso.


Fonte: Revista Liderança

Os 10 Melhores países para encontrar emprego em 2011

Ano novo, novas promessas, e muitas vezes a busca pela realização do emprego dos seus sonhos. Para ajudar você nesta empreitada em 2011. Que tal mudar de país, assim você pode abrir um novo leque de possibilidades. Segunda a pesquisa realizada pela Consultoria de RH Manpower, identificou quais os 10 melhores paises do mundo para procurar emprego agora em 2011.

A pesquisa foi realizada em vários países do mundo, entrevistando mais de 64 mil profissionais de RH. O levantamento foi feito com base no índice de “perspectiva de contratações líquidas”, que é alcançado subtraindo-se o percentual de empresas que espera demitir do percentual de empregadores pesquisados que afirmaram que pretendem contratar no período.

Veja a lista completa:

1. Índia – 42%

A Índia se destaca, mas o Brasil está em 4º.

2. China – 40%
3. Taiwan – 37%
4. Brasil – 36%
5. Turquia – 27%
6. Cingapura – 26%
7. Peru – 22%
8. Hong Kong – 21% (empate)
8. Austrália – 21% (empate)
9. Costa Rica – 19%
10. Argentina – 18%
 
E caso você ainda pretenda procurar emprego nas terras Tupiniquis, veja que o Brasil está em 4ª colocação. Agora você pode pensar que bom, nem preciso sair para achar emprego, mas não deixe de se preparar pois o mundo também tem acesso a essa pesquisa, e o Brasil pode ser a opção de outra candidatos estrangeiros.
 
Fiquem apostos, se qualifiquem, pois as vagas vão surgindo, e boa sorte.
 
fonte: mundo hoje

Nestlé tem 4 mil vagas de empregos em diversas capitais brasileiras

Emprego na Nestlé - Com o fina das festividades de final de ano, a Nestlé está agora trablahando com objetivo mercadológico visando a Pascoa 2011. A multinacional abriu inscrições nas disversas capitais brasileiras para contratação de mão-de-obra, são 4 mil vagas de emprego temporários para nas unidades da empresa.

Para participar do processo seletivo, que acontece entre os meses de fevereiro e março, a empresa pede que os interessados fiquem atentos as vagas que serão disponibilizadas nas agências de emprego de cada região.

Os valores dos salários e dos benefícios não foram divulgados. Acesse o site da Nestlé e conheça um pouco mais sobre a empresa e cadastro de currículo.

 
Obs.: fiquem atentos aos diversos fabricantes de chocolates, todos contrataram agora para a Pascoa 2011 (Lacta, Garoto, Viscondi, entre outros).

Ambev recruta profissionais para áreas de vendas, marketing e logística

Vagas são para o Rio Grande do Sul e Santa Catarina

A Ambev está recrutando profissionais para as áreas de supervisão de vendas, marketing e logística para as unidades no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Os candidatos devem ter ensino superior completo ou estar cursando o último ano de faculdade, especialmente Administração, Economia, Engenharia, Comunicação/Marketing e Ciências Contábeis, entre outros.

Os currículos devem ser cadastrados no endereço www.ambev.com.br/trabalhenaambev até o dia 14 de janeiro.

A Ambev tem operações em 14 países das Américas (Argentina, Brasil, Bolívia, Canadá, Chile, El Salvador, Equador, Guatemala, Nicarágua, Paraguai, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela) e ocupa a liderança no ranking das cervejarias na América Latina.

No Rio Grande do Sul, a Ambev tem mais de 1,9 mil funcionários em sete unidades de negócio: quatro centros de distribuição - Pelotas, Caxias do Sul, Sapucaia do Sul e Eldorado do Sul; duas fábricas - Viamão e Sapucaia do Sul; e uma maltaria em Porto Alegre.
 
Fonte: Zero hora > economia

Bons Ventos em 2011 ...

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More