O Melhor Perfil de Profissional Para Sua Empresa

Na hora de contratar seu próximo funcionário observe bem a personalidade do candidato e se ele vai se encaixar na equipe da empresa. Especialista em comportamento organizacional te ajuda a decidir

Por Redação

Durante muito tempo, os ansiosos e neuróticos foram considerados como um perfil ideal para trabalhar sozinho e não em equipe. No entanto, estudos têm provado o contrário, como mostra a pesquisa publicada no Academy of Management Journal, que que afirma que quanto mais ansioso e retirado o funcionário for, mais ele tende a ganhar o respeito ao longo do tempo no trabalho, enquanto os mais confiantes e extrovertidos vão perdendo o respeito que tinham inicialmente.

Para Valdizar Andrade, mestre em comportamento organizacional,a questão está nos resultados apresentados pelos colaboradores. “Um funcionário extrovertido tende a ter menos foco e concentração no trabalho, além de, em alguns casos, apresenta menor comprometimento e disciplina. Já o tido como ansioso e neurótico, por apresentar um perfil que necessita mais de foco, acaba se tornando com o tempo uma peça fundamental da empresa”.

As empresas não devem tornar os seus funcionários neuróticos, ansiosos ou estressados, pois isso interfere na qualidade do trabalhador. “Mas uma boa gestão deve ser capaz de detectar essa característica nos profissionais e usar a favor da empresa. Por exemplo, caso o recrutador encontre um colaborador que já tenha ansiedade como característica de sua personalidade, pode usar isso de uma forma que ele seja o responsável pela garantia de cumprimento de prazos. Um neurótico pode ser um excelente auditor de qualidade, já que ele não deixará passar nada imperfeito. Essas personalidades que muitos julgam negativas contribuem para o bom andamento de qualquer organização”, avalia Valdizar Andrade.

Já os funcionários extrovertidos são bons para desenvolver o sentimento de equipe. “Normalmente, eles são bem humorados e autoconfiantes e conseguem em situações de crises manter o time unido, porém, não são os melhores para soluções de problemas. O que ocorre atualmente é que muitas empresas e departamentos de RH têm contratado mais extrovertidos do que uma organização necessita. Sugiro que decisões de contratação devem levar em conta que os neuróticos podem ser mais valiosos e os extrovertidos menos do que inicialmente parecem em entrevistas”, finaliza.


Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More