A Saúde do Executivo


O crescimento profissional requer inúmeras horas de dedicação e esforço, além da abdicação de diversas outras atividades em função do trabalho e da empresa.

Em troca de uma maior dedicação à empresa e à carreira, frequentemente são deixados de lado o lazer, a família, os interesses externos, a prática de atividade física e a saúde.

Esse modelo parece funcionar para situações de curto prazo. Conquistada uma promoção, espera-se um aumento de salário, mais responsabilidades, mais compromissos profissionais. Entretanto, a médio e longo prazos, a diminuição forçada de outras atividades vai diminuir a saúde do colaborador.

São comprovados os benefícios de saúde gerados pela prática de atividade física regular. Inúmeras doenças são evitadas através dos hábitos saudáveis de vida que, infelizmente, geralmente diminuem proporcionalmente à posição hierárquica conquistada na empresa.

Portanto, qualquer funcionário que almeje chegar a cargos de liderança deve se preocupar com a saúde, pois as empresas já estão se mobilizando neste sentido. Um alto funcionário com problemas de saúde que o afastem do trabalho gera muito prejuízo para a empresa. Algumas empresas já consideram interessantes os hábitos de prática esportiva e “hobbies” praticados por seus funcionários ou pretendentes a cargos.

A obsolescência do executivo é uma questão que deve ser considerada. Saúde torna-se importante a médio e longo prazos, pois na fase da vida em que o funcionário mais tem valor para a empresa por chegar ao topo da administração geralmente é a mesma fase em que anos e anos de falta de cuidado com a saúde vão fazer “explodir”
uma máquina tão valiosa.

Algumas atitudes podem ser tomadas já. Não as deixe para depois:

1) Seja crítico com você mesmo: como anda a sua saúde? Peso, gordura corporal, cuidados preventivos etc.

2) Aproveite o pacote de saúde oferecido por sua empresa: dê valor e utilize o tempo para fazer check-ups preventivos

3) Considere firmemente mudar seus hábitos: alimentação, lazer, família, sono etc.

4) Faça exercícios físicos: sua empresa oferece Ginástica Laboral? Há convênios disponíveis com academias ou clubes? Existe um grupo de corrida ativo?

5) Se a empresa não oferece, faça por si mesmo: associe-se a uma academia, consulte um professor de educação física.

6) Fique por dentro das novidades acessando nossos próximos artigos.

Portanto, o segredo é não deixar para depois. Inicie amanhã mesmo sua nova vida no rumo do sucesso profissional e pessoal de longo prazo!

Sérgio Hiroshi Furuya de Carvalho - Professor de Educação Física (USP)
Fonte:  http://www.caseconsultores.com.br/blog/2009/12/16/a-saude-do-executivo/
Fonte da imagem: gettyimages

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More