Coluna do Fred - Gestão de Risco



Gestão de Risco

Todo empreendedor deve ter em mente a importância da Gestão de Riscos, pois esta estratégia é uma ferramenta ímpar e indispensável para qualquer negócio. As constantes mudanças no ambiente mercadológico e o alto índice de surgimento de novas empresas (concorrentes diretos e indiretos ou não) fazem com que o modelo de gestão seja flexível e direcionado a competitividade, por isso o gerenciamento do risco é imprescindível para a cultura organizacional de uma empresa e seus processos.

No ambiente empresarial há riscos relacionados com novas oportunidades de negócios, como o lançamento de novo produto/serviço, com geração de custos sem certeza de retorno adequado, ou a entrada em novos mercados sem familiaridade com as estruturas políticas, econômicas e empresariais que lhe são inerentes. Há, também, riscos relacionados a questões operacionais, de conformidade e de outra natureza.

Outro ponto importante a ser levado em consideração é o nível de crescimento das expectativas dos clientes que, para atender a essa necessidade o empreendedor precisa gerenciar os riscos para tomar decisões que favoreçam a empresa no intuito não só de atender, mas também de superar e oferecer algo novo e ao mesmo tempo desejado, mesmo que ainda o cliente não conheça o produto e/ou serviço.

O alinhamento desta estratégia juntamente com a elaboração de ações deve estar direcionado para o mercado como um todo, focado no cliente, tendo um diferencial competitivo para o concorrente e fidelizar a ‘parceria’ com os fornecedores. Percebemos então o quão é sério a Gestão de Riscos. Lembro bem do seguinte ditado na década passada: ‘todo empreendedor deve correr riscos’. E o que mudou? O risco? As estratégias? Não! O que mudou foi a visão, todo empreendedor assumi risco sim, no entanto hoje antes de assumir qualquer tipo de risco o mesmo o calcula verificando sua potencialidade e seu retorno junto ao propósito da organização.

Com a Gestão de Riscos é possível detectar pontos fortes e fracos do empreendimento, tendo a finalidade de torná-lo mais eficiente e competitivo buscando otimizar os pontos positivos e corrigir as suas deficiências de forma a possibilitar a observância dos aspectos e controlar o seu potencial mercadológico.

Ao analisar sua capacidade gerencial é possível verificar se a empresa apresenta condições favoráveis para aplicar uma nova ação, seja para aumentar sua atuação no mercado, seja para captar novos clientes ou até mesmo expandir para outro segmento, onde este possa ser para agregar valor aos produto/serviços já comercializados ou não, buscando expandir outras áreas, bem como quais modificações aos processos deverão ocorrer para alcançar com êxito o seu propósito. Com esta análise o risco tende a ser controlado, ou pelo menos calculado, devido ao conhecimento obtido para só assim realizar ações e visualizar sua capacidade de retorno.

O empreendedor deve ter o conhecimento que a ação empreender é um risco, mas empreender sem gestão e planejamento é um risco que deve ser evitado. A Gestão de Riscos é uma ferramenta estratégica que auxilia na tomada de decisões, na avaliação da ação a ser executada, na visualização dos pontos fortes e fracos e no resultado esperado.

Toda organização empresarial independente da área em que atua e de seu porte deve executar a estratégia Gestão de Riscos para obter resultados esperados calculando os riscos e diminuindo a margem de erro ou estar preparado para alguma mudança no mercado para que não tenha nenhuma surpresa na execução da atividade.

Quando se trabalha este tipo de gestão o empreendedor deve estar atento aos elementos de perigo e das ações que devem ser executadas para enfrentá-los objetivando segurança e desenvolvimento sustentável do negócio. Pois se ele não entender sobre os processos internos como também os externos não saberá gerenciar com eficácia as potenciais ameaças.

De acordo com os ensinamentos do General Chinês Sun Tzu no Livro ‘A Arte da Guerra’ saber com exatidão o potencial do perigo das situações é o verdadeiro diferencial. Assim é importante ressaltar sobre o planejamento de continuidade de negócio que está ligado diretamente a Gestão de Riscos, onde os planos devem ser simples, mas eficazes, compreensivos e ajustáveis à necessidade da organização.

Por fim, encerro este artigo externando que, para gerenciar o risco eficazmente, é recomendável conhecer quais sãos riscos existentes na organização, sua capacidade de produção, seus processos, todo o quadro funcional, visto que sua compreensão é importante para a adoção de estratégias adequadas à sua minimização.


Fred Liberato
Consultor




0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More