O Que é Preciso Fazer Para se Tornar um Bom Negociador?

Existem dicas que, quando seguidas, podem transformar qualquer um em um bom negociante

Ninguém gosta de ser rejeitado. Seguindo esse conceito, grande parte das pessoas tem medo de ‘bater de frente’ com seus superiores, colegas e até pessoas mais próximas, por receio dessa tal rejeição. Independente de qual seja o motivo, uma coisa fica clara: as pessoas não gostam de negociar. Prova disso é que, segundo estudo do LinkedIn nos EUA, quando se trata de negociação no local de trabalho, 42% dos profissionais se sentem desconfortáveis – enquanto um quarto deles revela que nunca negociou no local de trabalho.

Porém, poucos sabem que ser um bom negociador traz vantagens tanto para a carreira profissional quanto para as outras áreas da vida. “Profissionais que não conseguem negociar prestam um desserviço grave - financeiro e pessoal. Um simples exemplo pode ser o de aumento de salário: aqueles que não o negociam podem deixar de ganhar muito dinheiro – mesmo que seja um pequeno montante por mês. Porém, com o passar dos anos, esse dinheiro poderá fazer falta nas economias da aposentadoria”, explica Madalena Feliciano, Diretora do Instituto Profissional de Coaching.

Quando tratando de outros casos que não envolvem a parte financeira a falta de negociação também pode ser um problema. “As capacidades de negociação e resolução de conflitos são características necessárias para aqueles que desejam se tornar líderes em alguma fase da vida”, diz ela.

Sendo ciente da importância da negociação, existem algumas soluções práticas que podem ser seguidas para aqueles que desejam desenvolver esse lado da personalidade. Um dos pontos mais importantes é ser flexível, afinal, dessa forma é mais fácil de obter acordos que sejam satisfatórios para todas as partes envolvidas.

“Ter suas expectativas e objetivos definidos é um grande passo. Pessoas que sofrem de baixas expectativas miram baixo e obtém pouco. O ideal é ter uma proposta ambiciosa, possível de ser realizada, e que seja capaz de motivar o profissional, e não simplesmente satisfazê-lo", exalta Madalena.

É importante entender que um “Não” pode significar um “Ainda não”. Aquele pode não ter sido o momento correto, mas o ideal é pedir uma segunda vez, em circunstâncias diferentes. “Se você nunca ouviu um 'não', provavelmente, você não pediu o suficiente", comenta.

Fazer o dever de casa – ou seja, um plano para a sua proposta, destacando as partes importantes, faz com que você economize o tempo do outro. Também é importante, durante a negociação, manter uma conversa, sem que ela acabe de forma abrupta.

Outras dicas importantes são estudar e entender as circunstâncias que envolvem uma negociação, perguntar e escutar com atenção, aprender a lidar com as emoções, manter um clima positivo e produtivo, utilizar as suas características e diferenças ao seu favor, ser criativo e ter uma pauta de trabalho já definida – ou, pelo menos, com as principais informações detalhadas.


Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More