Siga 15 Conselhos de Pessoas de Sucesso

Para que você tenha contato com essas dicas, o Universia separou conselhos que pessoas de sucesso retiraram de suas conquistas e fracassos

Alguns conselhos podem fazer toda a diferença, principalmente quando você precisa fazer escolhas de alto risco ou está em uma situação difícil, como uma crise. Para que você tenha contato com essas dicas, separamos conselhos que pessoas de sucesso retiraram de suas conquistas, fracassos e desejos.

Confira a seguir 15 conselhos de pessoas de sucesso:

Não se canse com as coisas pequenas

"O grandioso sobre passar seu tempo pensando no universo é que isso faz você se sentir insignificante. Isso não quer dizer algum ruim. Você percebe que a roupa suja deixada na sua lavanderia e a frase idiota que você disse no dia anterior são tão significantes quanto um mofo." Alyssa Goodman, professora de astronomia no Centro de Astrofísicas Harvard-Smithsonian.

Se coloque no ritmo certo

"Um terapeuta uma vez me disse algo que é tão verdade hoje quanto foi a primeira vez que eu ouvi: 'você vai tão rápido quando a parte mais lenta de seu corpo'". Cantora Bonnie Raitt.

O segredo é tentar coisas novas

"As pessoas acham nojento o fato de eu comer larvas e fígado de cabra, mas se você não experimentou, como sabe que é ruim? Nosso cérebro nos conta mentiras e, se as ouvirmos, nos privamos de surpresas. Tente algo novo. Rejeite seu medo e expectativas." Andrew Zimmern, apresentador do programa Comidas Exóticas, no Discovery Travel & Living.

Maneiras simples de ser elegante

"Comece com um ótimo corte de cabelo, unhas limpas e sobrancelhas bem definidas (se os olhos são as janelas da alma, as sobrancelhas são as molduras). Invista em roupas sob medida. Seja um blazer preto com ombros estruturados ou uma jaqueta de couro que fica bem com tudo, a jaqueta certa projeta confiança. E não é isso que elegância significa?" Adam Glassman, diretor criativo da revista O (Oprah).

Saiba quando desistir

"Depois que meu primeiro livro foi publicado em 2000, eu gastei dois anos e meio escrevendo um romance. Mas isso nunca pareceu certo. Eu nem tinha um nome para ele. Então, o mostrei para meu agente, que disse: ‘nenhuma das coisas que você faz bem estão em evidência aqui’. Eu fique devastada, e então percebi: eu havia falhado, e agora poderia parar. Se você não sente um arrepio de excitação ou medo, se não há risco emocional envolvido, deixe para lá. Você não pode desconsiderar o quão difícil será deixar seu casamento ruim ou parar de escrever seu livro ruim. Mas se você está infeliz, nada pode ficar melhor desde que o status quo permaneça o status quo." Elissa Schappell, autora do livro “Use-me”.

Como delegar

"Garanta que as pessoas ao seu redor tenham bons valores, bom senso e sejam leais. Permita que elas o impressionem, mas tenha certeza que elas se sentem confortáveis para pedir feedback. Mais importante: contrate pessoas mais espertas que você!" Ivanka Trump, vice-presidente executiva da Trump Organization, diretora da Ivanka Trump, linha de roupas e acessórios.

Finja até que seja real

"O filósofo William James acreditava que agir de determinada forma poderia fazer você sentir como se aquilo fosse real. Centenas de experimentos provaram que ele está certo. Um estudo da Universidade Clark mostrou que sorrir faz as pessoas se sentirem mais felizes (para melhores resultados, dê um grande sorriso e mantenha-o por 20 segundos). Na Universidade de Rochester, quando pesquisadores deram aos participantes do estudo um problema sem soluções, aqueles que haviam cruzado seus braços em uma pose teimosa perseveraram quase duas vezes mais tempo do que o resto. E um estudo em Singapura revelou que cerrar o punho aumenta sua força de vontade. Experimente isso na próxima vez que tentar resistir à batatas fritas." Richard Wiseman, escritor e professor de psicologia na Universidade de Hertfordshire, no Reino Unido.

Como rir da vida

"A água da torneira atinge uma colher e espirra em você. Você puxa uma persiana e ela continua indo, sem parar. Você não consegue enrolar uma mangueira de jardim de maneira digna. Torne-se um conhecedor desses eventos – "Nossa, olha isso, é demais”. Você deve esperar que um poder maior esteja dizendo “Essa foi boa!". E que o fato de você estar compartilhando prazer divino está levando embora seus infortúnios.” Ian Frazier, autor do livro The Cursing Mommy's Book of Days.

Não gaste tempo em seu computador

"Desabilite alertas sonoros de e-mail. Uma vez distraído, leva-se 15 minutos para voltar a ser produtivo. Crie um login, nome, tema e plano de fundo diferentes para sua conta pessoal. Use essa apenas para quando estiver trabalhando." Piers Steel, autor do livro "A equação de deixar para depois".

Faça-se ouvir

"Eu tinha acabado de me formar na universidade, meus empréstimos estavam vencendo, estava trabalhando em dois empregos e contava cada centavo. Cinco dólares não era muito dinheiro, mas era o suficiente para me irritar. Já havia assinado petições no site change.org antes e sabia que era uma boa plataforma. Então fui para o Twitter atrair pessoas para minha petição. Talvez elas não estivessem preocupadas com a taxa por si mesmas, mas quando me viram, enxergaram suas netas ou sobrinhas. É importante se conectar com pessoas em um nível visceral. Se há um problema com o qual você se importa, comece localmente: escreva uma carta para o jornal da cidade e fale sobre isso com seus vizinhos e amigos. Então, ache outras pessoas que acreditam no mesmo que você.

Por mais cafona que possa soar, trabalhar em conjunto é a única maneira de alcançar qualquer coisa." Molly Katchpole, criadora de uma petição online que recebeu mais de 300 mil assinaturas e pressionou o Bank of America a cancelar uma taxa de cartão de débito de cinco dólares.

Mantenha a fé

"Eu percebi que você não pode ser bem-sucedido sozinho. Você precisa de um apoio amável e de orientação espiritual. Eu sabia que estava destinado a jogar futebol americano, e se você conhece seu propósito, e é paciente, a bola eventualmente irá vir para seu caminho." Chandler Harnish, jogador de futebol americano.

Como identificar uma boa oportunidade

"Muitas pessoas me perguntam como eu sabia que Mad Men ou Breaking Bad seriam bem-sucedidos na televisão. Eu sabia porque quando li os roteiros, senti algo. Não fiz nenhum teste de mercado ou grupos de discussão. Apenas perguntei para mim mesmo ‘gostaria de assistir isso?’. Quando você analisar uma oportunidade, faça uma pergunta simples: você realmente quer isso ou está fazendo pelo dinheiro, prestígio ou porque acha que deveria? Não pode ser apenas por esses motivos. Tem que fazer você se sentir bem também. E, aliás, se as oportunidades não estão aparecendo, você pode fazer as suas próprias. Quando estava procurando por trabalho há vários anos atrás, eu levei todas as pessoas que conhecia em Nova York, para onde havia acabado de me mudar, para jantar ou beber. Eu expliquei que estava disponível para o necessário. Seis meses depois, um desses jantares ligou sobre uma possível emprego na AMC. Se não tivesse me colocado para as pessoas, isso nunca teria acontecido". Christina Wayne, antiga diretora executiva da AMC, atual presidente do Cineflix Studios e produtora executiva da nova série Copper da BBC America.

O que fazer se você está começando seu próprio negócio

"Procure por um local para seu negócio da mesma maneira como procuraria por uma casa, ou seja, estudando a vizinhança. Conheça os proprietários de negócios locais e preste atenção nos tipos de pessoas que aparecem e em quais horários. Se você estiver abrindo uma cafeteria onde ninguém irá ver, você não terá êxito." Tabatha Coffey, dona de salão de beleza e apresentadora do programa Tabathas Salon Takeover.

Ganhe a luta

"É sempre mais eficaz ser civil." Sandra Fluke, ex-estudante de direito e ativista do direito das mulheres cujo testemunho ao Congresso em favor da cobertura de seguro do controle de natalidade incitou Rush Limbaugh a chamá-la de "vadia" e "prostituta" em seu programa nacional de rádio.

Adapte-se quando sua vida dá uma reviravolta

"Você não consegue se mover rapidamente se estiver carregando muita bagagem. Eu tento me lembrar disso todos os dias. É fácil se sentir oprimida por coisas ruins de seu passado – um acidente, um rompimento difícil, problemas de família, seja o que for. Mas se você está amarrada ao passado, você não chegará muito longe. Quando estava no hospital depois do acidente, meu cirurgião, Dr. DeLong, me deu algumas revistas sobre as paraolimpíadas e me disse para pensar no assunto. Eu não tinha ideia do que seria necessário para ser uma amputada, muito menos uma velocista, ou ainda uma medalhista de ouro. Mas disse a mim mesma ‘Esse é seu novo sonho. Aqui está. Dê o primeiro passo." April Holmes, medalhista de ouro das paraolimpíadas. Em 2001, aos 27 anos, ela perdeu sua perna esquerda do joelho para baixo em um acidente de trem.


Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More