Estresse no Trabalho: Organize-se, Motive-se e Acabe Com Ele

Em nosso dia a dia, é comum encontrarmos profissionais desmotivados e principalmente estressados

Por IBC

Vivemos em mundo onde tudo acontece muito rápido, em 24 horas, precisamos nos desdobrar entre trabalho, estudo, vida social, atividades físicas e outros afazeres pessoais incluindo, é claro, o descanso.

Em nosso dia a dia, é comum encontrarmos profissionais desmotivados e principalmente estressados. E os brasileiros são considerados os profissionais mais estressados do mundo, é o que afirma uma pesquisa feita pela Robert Half.

O estudo foi realizado em 12 países, com 1.775 diretores de Recursos Humanos. No Brasil foram entrevistados 100 profissionais, e 42% deles afirmaram sofrer de estresse, e ao serem perguntados sobre o estresse dos profissionais aos quais trabalham esse índice sobe para 94%, e apenas 2% não tem sintoma algum de estresse, e 4% se sentem estressados às vezes.

Os dados são preocupantes, uma vez que a média mundial ficou em 11%. Sendo que o Chile figura em segundo lugar com 33% e em terceiro está a Austrália com 20%. Dos países pesquisados, os menos estressados são os franceses com 2%.

Os diretores brasileiros apontaram como o maior fator de estresse o excesso de trabalho, 52%, seguido, com 44%, de falta de reconhecimento, e pressão econômica com 38%. 

E a pesquisa da Robert Half foi além, e questionou sobre as sugestões de iniciativas que as organizações podem, segundo os diretores, implantar para diminuírem esses índices, 60% acreditam no trabalho em equipe, e 51% na reestruturação das funções e tarefas, para minimizar os índices de estresse entre os profissionais.

É certo que o estresse gera insatisfação e desmotivação, e consequentemente baixa produtividade e performance. A pesquisa apontou que o estresse é decorrente de ações que partem da organização, principalmente no que diz respeito à sobrecarga de trabalho e a falta de reconhecimento. 

Nesse sentido há algumas atitudes que o profissional pode tomar para diminuir essas questões e sentir-se menos estressado e mais motivado. Seguem algumas:

- Administre seu tempo: organize suas tarefas profissionais dentro das horas estipuladas para você trabalhar;

- Saiba dizer não: entendemos que é difícil falar “não” para o gestor, mas se você está sobrecarregado, argumente com ele e explique o porquê que naquele momento você não pode aceitar tal demanda. Muitas vezes um projeto atrapalha o outro, essa sobrecarga pode parecer falta de produtividade uma vez que seu trabalho finalizado nunca aparece;

- Desconecte-se: ao sair da empresa, procure desligar-se das atividades profissionais. Evite acessar e-mail, realizar ligações ou qualquer outra ação que possa devolver você ao “ambiente” corporativo. 

- Alimente-se bem: especialistas apontam que devemos nos alimentar de três em três horas, então respeite as pausas e alimente-se, isso fará com que você não sinta fome e se desconcentre. Vale lembrar sobre a ingestão de líquido, beba no mínimo dois litros de água;

- Pratique atividades físicas: reserve um período do seu dia para exercitar-se, 30 minutos já é um tempo considerável bom. Atividades físicas liberam o hormônio chamado endorfina, responsável pelo prazer;

- Divirta-se: dance, pesque, reúna com seus amigos e familiares, cozinhe, jogue vídeo game, vá ao cinema, passeie com seu cachorro, enfim tire um tempo para você, faça o que lhe dá prazer.


Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More