Série RH do Futuro: Gestão do Conhecimento

Autor: Caio Lauer

Aproveitar recursos que já existem dentro da organização para facilitar o conhecimento geral. Este é o principal objetivo da Gestão do Conhecimento, um conceito que se tornou uma forte tendência na forma dos RHs conduzirem as estratégias das empresas.

Esta nova forma de gerir pessoas e a companhia em geral parte do princípio de que todo o conhecimento e informação sobre uma empresa e seus processos, inclusive os que estão na cabeça dos funcionários e em departamentos particulares, pertencem à organização. E ela, por sua vez, deve proporcionar a todo o seu corpo de trabalho o usufruto desses dados.

Segundo Henrique Andrade, diretor de operações da iFactory, empresa focada em soluções empresariais, a Gestão do Conhecimento é um recurso estratégico, pois conhecimento é fundamental para atingir objetivos, tanto no ponto de vista mercadológico quanto do competitivo. “A informação é um bem intangível, que não está no balanço das empresas, mas todo mundo sabe o quão importante ela é, seja para atingir metas, seja para enfrentar a concorrência com maior preparo, ter vantagens competitivas ou mesmo para planejamento”, explica.


Mudanças na gestão

A chamada Era do conhecimento, em grande parte impulsionada pelos avanços da tecnologia, trouxe a necessidade de transformações profundas na interação entre organizações e pessoas. A GC permite otimizar as formas de comunicação, melhorando a criação, a retenção e a troca de conhecimento na organização.

“Podemos aplicá-la em processos específicos, como no desenvolvimento de novos produtos com implicações sobre a capacidade de inovação da empresa, ou estrategicamente, entendendo os conhecimentos futuros demandados pelo mercado, comparando com o que existe na empresa e criando estratégias para alinhar ambos”, indicaFrederico Mesquita, especialista em gestão do conhecimento.

Todos os departamentos de uma empresa devem estar envolvidos no processo de gerenciar conhecimento, porém, é fundamental e necessário o apoio das áreas de tecnologia, gestão de pessoas e planejamento:
  • Tecnologia para desenvolver sistemas que possibilitem unificar e disponibilizar essas informações;
  • Gestão de pessoas para avaliar como o processo de redescoberta das informações será feito e impactará em seus colaboradores;
  • Planejamento para montar a estratégia do processo em si e mapear as necessidades atuais e futuras.

É interessante ressaltar que por meio de conteúdos e informações já existentes dentro da organização, ela poderá se diferenciar no mercado. Isso traz redução de custos, pois a empresa poderá contar com treinamento mais fácil, aumentará sua receita, terá funcionários com maior produtividade e, consequentemente, todos aprenderão mais sobre o negócio da empresa.


Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More