LinkedIn: Invista na Sua Rede de Contatos

Com foco nos negócios, a ferramenta se tornou uma fonte de talentos para os recrutadores 

Clarissa Ferreira 

Quem não tem, ainda vai tê-lo! As estatísticas nacionais asseguram sobre o crescimento da rede social LinkedIn, os brasileiros já representam 428% dos novos usuários dessa rede. E quem confirma essa aceitação na­cional são os profissionais da área de recrutamento e seleção – Já que o LinkedIn apesar de ser uma rede social, tem foco no networking e banco de talentos. 

Fundado em 2002, seu objetivo principal era ser uma rede de negó­cios, mas, aos poucos, ganhou visibilidade de rede social. Hoje o objetivo do LinkedIn é facilitar a procura de profissionais de confiança e qualidade por meio de uma rede de conexões, de forma fácil e intuitiva. 

Na opinião da analista de recursos humanos da Dtcom, Luana Woss, essa rede atua como um banco de dados: “O LinkedIn permite o intercâm­bio por meio de grupos, assuntos, experiências e empresas. É uma ótima ferramenta tendo em vista a facilidade para obter informações”. 

Visão do recrutador 

Atualmente, o LinkedIn atua como um banco de talentos para os recrutadores, pois possui mais de 120 milhões de profissionais conec­tados. Para Luana Woss, o LinkedIn se tornou um facilitador das etapas do processo seletivo: “Faço busca por experiência e cargos exercidos. Num segundo momento, realizo a análise do currículo. Por último, ve­rifico se o candidato é contato de primeiro, segundo ou terceiro grau com a finalidade de tirar referência”. Luana comenta que, além desses quesitos e dos aqui já mencionados, observa a participação dos usuá­rios em fóruns de discussões e a qualidade das opiniões apresentadas. 

A orientação da analista é manter um perfil bem descrito, com o máximo de informações possíveis, isso ajudará o recrutador no momento da busca. “O profissional que está à procura de uma nova oportunidade deve apresentar seus diferenciais, expor os projetos de­senvolvidos, reduções de custos na organização, dentre outras ativida­des, isso é muito importante no preenchimento do currículo. Quando analiso um perfil muito básico ou até mesmo “pobre”, interpreto como uma falta de interesse. Atualmente o conceito de currículo muito en­xuto está ultrapassado. É preciso investir no marketing pessoal”, res­salta a analista. 

A consultora em mídias sociais e palestrante, Fernanda Musar­do, alerta que no perfil do LinkedIn não pode faltar nada. Ela ressalta a necessidade de expor as principais experiências profissionais e de formação – criar conexões com empresas e pessoas estratégicas, tam­bém é um boa. “Pense sempre no âmbito profissional”, sugere. Outra orientação é participar ativamente de grupos de discussões sobre o mercado em que está inserido, ou em que gostaria de estar, e nunca deixar o perfil abandonado. 

Para ser notado nessa rede, não há uma fórmula secreta. “Existe um reflexo da sua vida profissional. Manter o perfil atualizado, postar informações relevantes, e deixar explícito de maneira clara seus obje­tivos facilita ser encontrado em qualquer rede”, explica. 


Apesar de facilitar o recrutamento e seleção, os profissionais que realizam o cadastro no LinkedIn de­vem ficar atentos a alguns cuidados que precisam ser tomados na hora de preencher o perfil: 

Foto para o perfil: lembre-se de que o site é focado em contatos profissionais. Evite fo­tos com roupas esportivas ou com poses muito extravagantes, prefira fotos mais for­mais e profissionais. 

Grafia das palavras: como o LinkedIn é um currículo online ele deve estar bem escrito, sem erros ortográficos. 

Letras maiúsculas: evite escrever textos com letras maiúsculas, pois dão a impressão de que você está “gritando” e, certamente, essa não é sua intenção. Além disso, o uso excessivo delas na descrição de cargos e/ou funções prejudica a análise do currículo. 

Convites: outro item importante do LinkedIn é a cautela que se deve ter com sua rede de contatos. É preciso ter critério na hora de con­vidar ou aceitar convites. 

Mentiras: seja sempre honesto e sincero no seu perfil. Não esqueça que várias pessoas que têm contato com você poderão acessar o seu perfil. 

Texto perfil: mantenha seu perfil sempre atualizado. Seja objetivo, direto, não use ter­mos habituais e tente descrever-se de forma simples, franca e autêntica. 


Fonte: Revista Competência

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More