Primeiro Trimestre: Melhor Época Para Conseguir Um Novo Emprego


Érica Nacarato

Ano novo, novos planos, desejos e esperanças, principalmente para quem está desempregado ou querendo mudar de emprego. Se esse é o seu caso, arregace as mangas e prepare-se: segundo especialistas, o primeiro trimestre do ano é a melhor época para conseguir uma recolocação no mercado, já que esse é o período em que as empresas mais contratam.

O aumento do número de vagas nesses primeiros meses do ano acontece porque as empresas já têm uma previsão de crescimento e budget esperado para o ano e, para alcançar as metas propostas, precisam investir na contratação ou substituição de seus colaboradores, como explica a consultora de RH da Catho Online, Glaucia Santos: “a abertura de postos de trabalho está diretamente ligada aos planos de crescimento das empresas, sendo necessário que elas tenham bons funcionários para atingir suas metas”.

Além disso, o mercado de trabalho no Brasil mudou estruturalmente nos últimos anos. Segundo Kleber Santiago, consultor da Directa Consultoria Empresarial, o mercado brasileiro diversificou-se, com o setor de serviços crescendo e ganhando sofisticação. “Ele tornou-se mais formal e passou a contratar mais. Em 2009, a criação, até outubro, de mais de 1 milhão de vagas formais em reação à crise, não deixa dúvidas de que existe uma tendência consistente de melhora nos indicadores de emprego. Cabe, sim, ao profissional observar essa movimentação e estar flexível para essa nova etapa profissional. Vemos muitas pessoas que exerciam cargos de gerência em empresa de médio porte e, para ter uma oportunidade em outra, de porte maior, assumem desafios como supervisor de área. Estar bem preparado, ser flexível e focado aumentarão as chances de recolocação”.

Com o mercado aquecido e mais vagas disponíveis é preciso se preparar para conseguir um emprego. A primeira coisa a fazer é elaborar um ótimo currículo, destacando os seus conhecimentos, experiências e resultados alcançados. Além disso, é importante manter contato com o maior número de pessoas da sua área. “Boa parte das contratações ainda ocorrem por meio do networking, por isto, informar aos colegas e familiares sobre a sua busca por um novo emprego pode abrir boas oportunidades”, conta Glaucia.

A consultora de RH da Catho Online acrescenta, ainda, que é essencial divulgar o seu currículo para o maior número de oportunidades de sua área, utilizando todos os meios disponíveis, como classificados online de vagas, agências, jornais e, claro, exercitar o já citado networking.

O profissional desempregado, por sua vez, pode aproveitar o seu tempo ocioso para atualizar-se ao máximo e focar na área que possui mais conhecimento e experiência. “Outro ponto importante é estar preparado para ser chamado para uma entrevista. Procure, antes de tudo, conhecer a empresa, acesse o seu site, descubra sua filosofia de trabalho e seus valores, entenda em que área atua e busque o máximo de informações possíveis sobre ela. É evidente que o entrevistador perguntará se você já a conhece e questionará sobre seu conhecimento a respeito da empresa, você tendo bons conhecimentos, terá um diferencial”, explica Santiago.

É importante, também, estar atento e evitar atitudes que possam te prejudicar, entre elas, enviar o currículo para vagas não condizentes com o seu perfil, mandar poucos currículos, não ter um CV completo, com informações inadequadas, entre outras. “É comum que, na ansiedade por conseguir um novo emprego, muitos profissionais enviem seus currículos para diversos cargos. As empresas sempre buscam candidatos que atendam exatamente o perfil da vaga. Além disso, há aqueles que somente se candidatam às vagas que atendem 100% às suas expectativas, o que limita muito as suas chances de recolocação. Outra coisa que pode prejudicar muito na busca por uma vaga é a região de atuação. Algumas regiões tem um número de vagas pequeno, sendo necessário que o profissional tenha flexibilidade para atuar em cidades vizinhas. Esta disponibilidade é muito apreciada pelos empregadores e aumenta as chances de contratação”.

Kleber Santiago alerta também que a aparência deve ser analisada com cuidado pelo candidato. É importante que ele saiba de qual o segmento faz parte a empresa que fará a entrevista, e se vista de acordo com aquela área. “Entender qual o perfil da empresa é lição de casa ao candidato. Imagine um candidato ao cargo de Coordenador de Segurança chegar de calça jeans e camiseta rosa, ou mesmo um candidato ao cargo de Gerente de Controladoria apresentar-se de jeans e camisa sem gravata. Muito cuidado com a sua primeira impressão, pois, como diz o ditado, ‘não haverá outra oportunidade de causar uma primeira impressão’”.

No entanto, Glaucia adverte que, se você está empregado e em busca de um novo emprego, deve, sempre, manter a ética na hora de buscar uma oportunidade, evitando ao máximo que essa o prejudique em suas atividades na empresa. “Para isso, recomendo que nunca utilize o e-mail da empresa para envio de currículos e que procure agendar processos seletivos para horários fora do expediente de trabalho”.

O primeiro trimestre acabou e não consegui emprego. E agora?

Se chegar abril ou maio e você ainda estiver desempregado, ou em busca de um novo emprego, não se desespere ou desanime; sempre haverá trabalho. “Lembre-se que a tarefa de se recolocar no mercado exige dedicação, portanto seja disciplinado! Estabeleça no mínimo seis horas por dia de dedicação exclusiva a essa atividade; cadastre-se em sites ligados a sua área de atuação; envie currículos e cadastre-se em empresas e em todas as agências de emprego e consultorias possíveis; sites de empregos especializados, em sua grande maioria, são ótimas oportunidades para encontrar trabalho. Há pessoas com sorte, mas, essa sorte tem nome e é geralmente dedicação”, conta Kleber Santiago.

Glaucia Santos lembra, também, que é possível observar um aumento de vagas no início do segundo semestre do ano, em agosto, principalmente para estagiários. Da mesma maneira, existem grandes oportunidades nas datas festivas, como Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Namorados, Dia dos Pais, Dia das Crianças, Natal, etc, quando o aumento da oferta de emprego acontece especialmente para temporários.

Fonte: Carreira & Sucesso

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More