Coluna do MARCELO - DIE – Diagnóstico Interno Empresarial



DIE - Diagnóstico Interno Empresarial

Está passando por alguma crise de mercado? Deseja mudar algo na sua empresa? Quer continuar crescendo? Gostaria de mudar os rumos do seu negócio? Pense bem antes de AGIR!!!

Muitas empresas principalmente de pequeno porte, tendem a descobrir novos rumos, mas não planejam como fazer isso, aqui estou sugerindo um modelo simples que pode ser seguido por qualquer empreendedor disposto a manter seu negócio crescendo e ainda funcionando. E está possibilidade pode esta no DIE.

Mas antes de começar a mudar algo em sua empresa, planeje como tudo irá decorrer. Quer mudar vai ser necessário realizar um Diagnóstico Interno Empresarial (DIE), a fim de conhecer a situação presente do seu negócio. Não existe um único diagnóstico a ser feito, ou mesmo, um totalmente correto. Cada um deles é resultado do conjunto de variáveis que se estuda, da profundidade com que cada variável é estudada, do histórico, dados da empresa, missão, visão, valores e outros fatores internos da organização.

Para a realização de um diagnóstico pressupõe-se:

• o objetivo de realizá-lo esteja claro, de forma bem definida;

• os recursos necessários estejam disponíveis;

• os dados a serem estudados sejam conhecidos ou descobertos (coletados);

• até onde se deseja chegar como o diagnóstico;

• estabelecimento de prazos;

• seu planejamento, seja incorporado pela empresa.


Diagnóstico Organizacional

Vem a ser, um instrumento de coleta de informações da empresa, com o intuito de conhecer sua realidade interna, traçar o perfil da organização, possibilitando um planejamento de ação, para que o empresário tome conhecimento de todas as dimensões envolvidas e possa com isso tomar as melhores decisões. Visa também descobrir a situação presente da empresa para indicar soluções adequadas e de melhoria dos resultados, e verificar as possíveis oportunidades e eventuais problemas.

A metodologia tradicional utilizada para a realização de um diagnóstico abrangente do ambiente interno, envolve um processo complexo de coleta e elaboração de informações. Em alguns casos, tal processo dura mais tempo do que a empresa pode esperar, além de elevar os custos de aplicação. O grande desafio das empresas, na atualidade, é maximizar o uso de seus recursos, em especial os intangíveis, dentre os quais destacamos o tempo, o capital humano e o capital social, isto é, as pessoas e o relacionamento interpessoais dos colaboradores, ou mesmo de todos os stakeholders.

Para Costa, 2004, pág. 51. O Diagnóstico organizacional “procura avaliar a existência e a adequação das estratégias vigentes na organização em relação ao andamento de transformações para a construção do seu futuro”. 

As organizações são divididas em vários níveis, logo, para se obter um diagnóstico efetivo, a chave é saber o que examinar em cada nível e assim saber como um nível afeta outro. 

Pontos de um Diagnóstico Empresarial

Para Costa, 2004, um bom diagnóstico deve verificar os seguintes pontos: 

  • a Competitividade da organização; 
  • como está o portifólio de serviços ou produtos; 
  • flexibilidade em relação às mudanças; 
  • capacitação para construir as transformações necessárias; 
  • recursos estratégicos; 
  • processo de projetar e construir o futuro da organização;
  • estrutura de poder e de liderança.

A resposta positiva a esses itens, indica que a empresa tem um direcionamento estratégico sadio. A falta de respostas precisas ou a presença de itens duvidosos, denota indícios da existência de problemas que devem ser investigados, encaminhados e tratados convenientemente. Existem também a possibilidade de se obter um tratamento com relação as oportunidades perdidas ou apresentadas a partir do diagnóstico empresarial.

Coleta de Dados

Um forma simples é a coleta de dados através de questionários, podendo ainda ser aplicados pesquisa de campo junto aos últimos acontecimentos da empresa. O fato é que para conseguimos um bom diagnóstico devemos ter algumas questões em mente, como:

O que é a empresa? Quem somos?
(sua razão de existir, como surgiu onde foi à fagulha, e descubra o combustível para manter a manter o negócio)

Quais são seus principais valores, cultura e filosofia?
(ao definir seus valores, cultura e sua filosofia, você terá mais clareza em relação aos motivos da missão de sua empresa)

Qual é a finalidade, ou seja, qual a imagem que a empresa pretender transmitir? 

Que fazemos para reconhecer, antecipar e responder à finalidade (imagem)?

O que a diferencia de seus concorrentes ou parceiros?
(não esqueça que você está atrás do mesmo dinheiro disputado pelos concorrentes.O que você faz melhor, com menos custos ou com mais velocidade que seus concorrentes)

Como devemos responder aos nossos Grupos de Influências?
(Clientes, fornecedores, colaboradores e o público em geral conhecerão sua empresa)

Qual o seu negócio?

Qual não é seu negócio? 

Qual sua missão, visão e valores?

Como anda o clima organizacional?

Qual o grau de conhecimento e capital humano existente na empresa?

A base para a coleta de dados irá variar de empresa para empresa, quanto mais elevado o grau de informações já disponíveis, menor será o grau inicial do diagnóstico. Além da possibilidade de utilização de ferramentas como Brainstorm, Diagrama de Causa e Efeito, Gráfico de Pareto, entre outras ferramentas disponíveis nas áreas de gestão.

Modelo sugerido

O modelo organizacional baseado em tal perspectiva de sistema realça a importância de incluir os aspectos ambientais em todas as partes da organização O gerente deve aprender a inter-relacionar as diferentes partes de uma organização. A busca de eficiência de um setor isoladamente poderá levar à ineficiência de vários outros.

O diagnóstico empresarial é basicamente uma questão de juntar e avaliar informações e decidir como utilizá-las. A figura abaixo ilustra um modelo de diagnóstico empresarial.

Formular a hipótese (ou problema) pode começar simplesmente com um comentário do tipo “as coisas não estão fluindo tão bem como costumava acontecer” ou “por que os resultados de tal ação estão abaixo do esperado?”. Juntar informações pode incluir análise de documentos existentes, observação das rotinas cumpridas pelos recursos humanos ou entrevistas e conversas com as pessoas que se relacionam com a organização. Estudos de O&M podem ser instrumentos úteis para se conhecer processos e seus impactos sobre os resultados.

Vamos ao trabalho

Existem diversas maneiras de se realizar um diagnóstico empresarial. Qualquer que seja o escopo (objetivo), intensidade e temporalidade do estudo, as variáveis a serem estudadas podem ser buscadas dentro de uma abordagem sistêmica interna, e em alguns casos destacamos a busca de informações no ambiente externo para a solução/abordagem do problema/oportunidade.

Lembre-se que, se não consegue ou mesmo não tem tempo de fazer tudo sozinho, não atropele ou desiste, um bom empreendedor sabe a hora certa de procurar uma ajuda. 


Por Marcelo Cabral
Consultor Empresarial
ACTIO Consultoria & Treinamento


3 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More