5 Dicas Para as Mulheres se Sentirem Mais Confiantes no Trabalho

"Homens despreparados não pensam duas vezes antes de entrar no jogo, enquanto mulheres capacitadas além da conta ainda ficam com o pé atrás", concluiu pesquisa feita pela Hewlett-Packard 

Por Redação

Há inúmeros profissionais que não se sentem à vontade no ambiente de trabalho. Principalmente entre as mulheres, o número de trabalhadoras que não possuem plena confiança em seu ofício é maior que o dos homens, aponta o recente best-seller The Confidence Code, de Katty Kay e Claire Shipman, renomadas jornalistas norte-americanas. Segundo a obra, uma pesquisa feita pela Hewlett-Packard ilustra bem o caso: em uma disputa interna para candidatura a um cargo da empresa, foi constatado que todas as mulheres que enviaram seus currículos atendiam a todos os requisitos para a vaga, enquanto 40% dos homens enviaram os seus mesmo sem atender às mesmas exigências.

“Homens despreparados não pensam duas vezes antes de entrar no jogo, enquanto mulheres capacitadas além da conta ainda ficam com o pé atrás”, afirma o livro. “Conhecer (e melhorar) nossos pontos fortes é, de longe, muito mais eficaz do que tentar evoluir naquilo em que não somos tão boas assim. Mulheres tendem a usar melhor sua inteligência emocional e, portanto, um bom conselho vale mais do que uma crítica. Temos de tomar cuidado com os efeitos nocivos dos estereótipos que, muitas vezes, insistem em colocar a mulher no pedestal da insegurança e da fragilidade”, afirma Carina Daniel, diretora executiva da JCS Network, psicóloga e pós-graduada em recursos humanos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

“Grande parte das pessoas prefere se conformar com opiniões alheias, nem sempre consoantes com suas realidades. Isto tem um efeito devastador quando transformado em comportamento. Uma excelente forma de aumentar a nossa autoconfiança é focar em nossos pontos fortes e eliminar os paralelos com os homens – mesmo sabendo que ainda há desigualdade de salários entre homens e mulheres no Brasil: o salário médio delas ainda é 28% inferior ao deles”, afirma a executiva.

Carina reforça que algumas atitudes simples podem tornar mais eficaz a crescente contribuição das mulheres na construção de empresas melhores, mesmo em um ambiente hostil de trabalho. Confira a seguir:

Não tenha medo de ser quem você é: ambiciosa!

“Tudo que é ousado e que inspira pode ser um grande diferencial no trabalho: pessoas que conseguem ver coisas que outros não veem, que sabem o momento certo de se arriscar e sabem se posicionar quando acreditam em seus argumentos. Acima de tudo, a ambição é o combustível que alavanca carreiras e transforma ações bem sucedidas em promoções.”

Conheça (muito) bem seus pontos fortes

“Para ter confiança é preciso conhecer bem suas qualidades de forma a demonstrar segurança ao explicitá-las no dia a dia. Quando você conhece seus pontos fortes, sua postura exala o bom perfume da mulher segura: energia e tranquilidade. Acreditar em si mesma é tarefa primordial se você quiser ser a CEO da própria vida.”

Encontre o jeito certo de livrar-se do estresse

“Um estudo recente apontou que mulheres em cargos de comando tendem a ser mais rígidas com seus funcionários do que chefes homens. Um dos motivos para isso talvez seja a pressão a que são expostas, lidando com funcionários cujas atitudes desrespeitosas ou de frustração tem sua origem na não aceitação do comando feminino. Nesses casos, a melhor maneira é sempre responder de maneira profissional. Depois do expediente uma atividade física liberadora de energia é uma excelente válvula de escape para o desgaste gerado por situações de atrito. Tentem o boxe: socar um saco de areia pode fazer verdadeiros milagres!”

Faça um balanço adequado entre sua carreira e seus sonhos pessoais

“Vai casar? Ter filhos? Fazer um MBA? Morar fora? Ano sabático? Tudo isto é possível, mas você precisa saber escolher o momento certo. Cada decisão promoverá consequências de curto, médio e longo prazos e se você não planejar, acompanhar e avaliar corretamente, correrá o risco de dar passos maiores do que suas pernas. Estruture-se bem para não perder o ritmo. Seja no trabalho seja em casa. Afinal, você não acredita mesmo que dá pra separar vida pessoal de profissional, não é mesmo?”

Cuidado com o perfeccionismo

“Dizem que o ótimo é inimigo do bom. Mentira. O bom é bom e o ótimo é ótimo. E você precisa saber quando fazer aquilo que é realmente necessário! Lembre-se: há limite pra todas as coisas - defina prioridades e reveja periodicamente seus padrões de atingimento. O perfeccionismo é um perigoso gerador de comportamentos obsessivos e de estresse. E você quer ficar bem longe deste tipo de rótulo, concorda?”

Seja boazinha consigo mesma

“Sair de cena, às vezes, faz muito bem. Seja sempre você mesma e se isto inclui deixar de se maquiar e escovar os cabelos eventualmente, que seja! Seu conteúdo é, de longe, muito mais importante do que a forma. Seja autêntica. E não tenha medo de mudar o caminho pro trabalho, de vestir-se cada dia através de um método, de ousar misturar cores, de experimentar novos sabores, opções de lazer, de leitura e hobbies incomuns. Você se surpreenderá com a mulher que mora aí dentro!”


Fonte da imagem: clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More