Aprenda a Dizer Não!

A essência das boas estratégias está em escolher o que não fazer: só assim é possível manter o foco necessário para o sucesso do negócio

Por Carlos Miranda 

Recentemente, em uma de minhas palestras, uma pessoa me perguntou como eu conseguia ter tempo para tantas atividades. Imediatamente, respondi que eu sabia dizer não. Embora essa possa parecer uma resposta mais filosófica, na verdade é bem prática. É uma das posturas mais importantes no gerenciamento do tempo e na busca do equilíbrio - que está diretamente ligado às sensações de paz e felicidade.

Vamos começar analisando a minha atividade de gestor de fundo de investimentos. Para cada aporte que fazemos, analisamos uma média de cem oportunidades diferentes - ou seja, uma conversão de um para cem. Imaginando um período de seis meses, isso significa examinar cerca de dezessete oportunidades por mês, ou seja, quatro a cinco por semana, ou uma por dia. Dessas oportunidades, deveremos nos aprofundar um pouco mais em trinta, o que envolve dois dias de trabalho para cada uma.

Depois disso, chegaremos a provavelmente cinco, que serão objeto de análises mais profundas – para cada uma delas, calculo entre uma e duas semanas de trabalho. Finalmente, chegaremos a dois processos (quatro a cinco semanas por processo), para finalmente fechar um investimento - que deverá tomar mais umas quatro a cinco semanas. Paralelamente a isso tudo, temos que cuidar das empresas investidas, levantar dinheiro para outras oportunidades, cuidar da nossa administração, atender nossos investidores, órgãos reguladores, governo, entre outros.

Para que isso tudo funcione, temos que ter critérios muito tangíveis de filtragem, que nos permitam descartar rapidamente as propostas que estão fora de nosso radar. E, para podermos analisar de maneira responsável os investimentos que fazemos, temos que dar “nãos” muito rápidos para a grande maioria das ideias que são apresentadas.

Quem recebe esse não pode ficar chateado e até estranhar a rapidez da negativa. Mas certamente terá o benefício de não seguir com a ilusão de que poderemos fazer aquele investimento. Dessa maneira, terá a chance de dedicar tempo e energia em parceiros mais adequados – ou mesmo na reformulação do seu projeto. Quando nós estamos captando investidores para o fundo (fundraising), preferimos as negativas rápidas. Então, acredito que o empreendedor pense da mesma forma.

Quando analisamos o cotidiano de qualquer um de nós, a situação não é muito diferente. Você já percebeu que, na sua jornada de trabalho, as decisões mais importantes estão relacionadas ao que não iremos fazer, considerando a escassez de tempo que temos? De manhã, decidimos não dormir mais alguns minutos e primar pela pontualidade; não sermos sedentários e cuidar do corpo; não perder tempo em reuniões infindáveis e partir para a ação. E, no campo da estratégia, definimos quais áreas e mercados não iremos atacar - ou quais serviços ou produtos não iremos explorar.

Isso tudo pode parecer óbvio. Mas é importante que seja reforçado diariamente - principalmente para empreendedores que são apresentados todos os dias a oportunidades que parecem encantadoras. Mesmo que tenham vontade de persegui-las, eles devem aprender a exercitar o não. Caso contrário, perderão o foco e a disciplina necessários para o sucesso do negócio. Ou, como dizia Michael Porter: “A essência da estratégia é escolher o que não fazer”.

Por fim, vamos falar de vida pessoal. Pessoas que não sabem dizer não são infelizes porque se tornam reféns dos outros - e da sua “fama” de bonzinhos. Muitas vezes, os que estão próximos dessas pessoas perdem o limite e tiram proveito da situação, ainda que inconscientemente.
Pessoas que não assumem uma atitude firme em relação às negativas perderão o foco, não terão opinião, não serão respeitadas e, principalmente, perderão rapidamente a sua própria identidade, além de não ensinar nada de bom para os seus entes queridos. Sendo assim, na hora de dizer não, não se sinta mal. De fato, você estará fazendo bem para seu negócio, seus parentes e amigos - e principalmente para você.


Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More