Três Passos Para Manter Profissionais Motivados

Não por acaso, as empresas que estimulam a confiança como traço característico de sua cultura, normalmente atingem seus objetivos, mesmo em situações adversas

Por Rachel Russell

A satisfação dos funcionários ao desempenhar suas funções tem influência direta na produtividade. Por isso, os líderes devem dispensar atenção especial a comportamentos e ações que motivem seus colaboradores.

Mais do que promover a realização de tarefas em conjunto e a integração entre os funcionários, o gestor deve entender os anseios e as aspirações de cada um para, então, conseguir satisfazê-los.

Felizmente, existem passos que você pode dar para reduzir a distância entre o que os departamentos de TI têm que fazer e o que os funcionários querem fazer. E essas medidas podem aumentar a atratividade da área de TI da sua empresa para futuros empregados, e ainda elevar o seu desempenho e valor para o negócio.

1 - Defina uma visão de longo prazo com o negócio

Os profissionais de TI querem estar conectados às iniciativas com as quais a empresa mais se preocupa. Mas se eles estão sempre atolados no lamaçal operacional de TI é improvável que sejam capazes de tomar conta de iniciativas estratégicas com muito sucesso. Para romper esse ciclo, líderes de TI devem construir relacionamentos com o negócio que lhes deixem em condições de tomarem conhecimento da visão estratégica tão a fundo quanto possível. A partir daí, é possível iniciar uma conversa em torno de importantes compensações entre o trabalho operacional e as iniciativas estratégicas de TI.

2 - Conduza o planejamento estratégico da força de trabalho

Muitos profissionais de TI se sentem solicitados a fazerem tudo. Eles estão cansados, e muitos se ressentem de esgotamento em suas vidas profissionais e pessoais. Um plano de força de trabalho cuidadosamente elaborado pode aliviar problemas de sobrecarga e permitir que os departamentos de TI executem o trabalho com um custo menor sem sacrificarem a qualidade.

Antes de aceitarem mais trabalho, líderes de TI inteligentes consideram cuidadosamente quais tarefas podem ser assumidas internamente (por funcionários atuais ou novas contratações, ou através de treinamento) e quais devem ser executadas através de mecanismos alternativos de fornecimento (aumento de pessoal, serviços gerenciados, serviços de projeto ou outsourcing).

O uso adequado do outsourcing irá liberar seu pessoal de tarefas ‘commoditizadas’ para que eles possam se concentrar no trabalho mais estratégico, interessante e gratificante.

3 - Invista na formação de habilidades para o futuro

Os profissionais de TI sabem que, para serem produtivos e terem um impacto estratégico, precisam de mais do que competência técnica. Precisam entender as operações de negócios e seus objetivos, a gestão de processos e a comunicação interpessoal. Se você explorar esse desejo, você pode limitar o ressentimento sobre o pagamento e maximizar o valor comercial alcançado pela sua equipe de TI.

Ao fazer um inventário de habilidades e compará-lo com as competências que a sua empresa necessita para atingir sua estratégia de longo prazo, você pode começar a elaborar planos de desenvolvimento profissional para sua equipe de TI que ofereçam retornos relevantes para o negócio. Os funcionários se sentirão mais comprometidos com sua organização, se você não só der-lhes uma visão de futuro, mas também fizer um investimento na capacidade de cada um deles que ajudem a organização a chegar lá.

Em suma, as questões que levam à atração do bom profissional são as mesmas que levam à retenção. Para atrair as mais brilhantes novas contratações e manter os seus melhores funcionários à sua volta por um longo tempo, compense-os, sim, mas também ofereça a emoção de desbravarem novos caminhos e contribuírem para as maiores prioridades de negócios.

Quando o líder confia na equipe, sabe que não precisa vigiar os passos dos funcionários. Ele discute a estratégia da corporação e suas prioridades; sua equipe encontrará a melhor forma de implementar o plano e desenvolver cada atividade. Se a equipe confia em seu gestor, dá o melhor de si e trabalha bem em conjunto sabem que o colega não é um competidor e que têm objetivos comuns. Não por acaso, as empresas que estimulam a confiança como traço característico de sua cultura, normalmente atingem seus objetivos, mesmo em situações adversas.


Fonte: CIO
Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More