Sua Empresa já Morreu?

Professor fala sobre o fracasso de grandes empresas por conta do baixo QI estratégico e da evolução e revolução de empresas inteligentes.

As pesquisas conduzidas pelo professor John Wells na Harvard Business School revelaram que grandes empresas fracassam porque se recusam a mudar, ainda que seus problemas comecem de cinco a dez anos antes de sua morte. Os lucros continuam a crescer por anos, por obra de engenharia financeira, antes do colapso. Daí surge a questão primordial: “Será que vocês já estão mortos?”

A inércia é a doença fatal que levou a Kodak e a Circuit City ao fracasso. “As empresas inteligentes, porém, dão forma à mudança e exploram a inércia da concorrência. O QI estratégico é crucial para o desempenho excelente”, diz Wells.

Na escada da inteligência estratégica, as empresas de menor QI estão no degrau mais baixo, agem sem pensar, não sabem para onde vão e, então, seguem o concorrente que está à frente. No nível intermediário, a empresa soluciona problemas, mas isso não a torna grandiosa.

No topo da escada, estão as empresas que criam problemas. Simultaneamente, elas realizam o contínuo aperfeiçoamento (evolução) e a destruição criativa (revolução). O sucesso vem com propósito comum, confiança, honestidade, transparência, justiça, responsabilidade, compaixão e liderança legítima, o que favorece a empresa familiar.




0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More