4 Dicas Para Lidar Com Quem Não Pensa Como Você no Trabalho

Pessoas com opiniões diferentes são benéficas para uma empresa; saiba o que fazer para conviver harmoniosamente com elas

É impossível agradar a todo mundo. E vice-versa, por mais que você se esforce. Na maior parte dos casos, uma pessoa "não vai com a cara" das outras por ter opiniões diferentes. Na vida, nada impede que você se afaste dessas pessoas. No trabalho, por outro lado, pessoas que não pensam como você podem trazer benefícios para sua empresa.

É difícil conseguir o consenso em novas decisões para a empresa. Pode ser que a única pessoa que discordou das suas deliberações, ou a insistência dela em aceitar o que você propôs, o obrigue a enxergar pontos fracos que ninguém tinha visto na sua ideia.

Mas mesmo reconhecendo os benefícios de uma equipe plural, às vezes é complicado manter boas relações com quem nada contra a corrente. Além disso, algo que você diga pode fazer um bom profissional procurar outro emprego.

Lewis Holmes, escritor, especialista na rede social LinkedIn e colunista da revista Entrepreneur, listou dicas para empreendedores que querem ter boas relações com quem tem opiniões divergentes no trabalho. Segundo ele, apenas quatro práticas são necessárias para isso. Saiba quais são:

1) Discuta, não brigue – É importante deixar claro que ter uma discussão não significa falar de forma agressiva com alguém. Discutir é expor e ouvir argumentos de pessoas que discordam de você. Portanto, não desça o nível. Elevar o tom pode indicar que você quer ganhar a discussão "na marra" e ainda pode magoar pessoas importantes para a sua empresa. Caso o seu interlocutor fique agressivo demais, acalme-o e peça para que ele exponha seu ponto de vista calmamente.

Outra coisa: pode ser que a discussão não leve a lugar nenhum. No entanto, mais vale ter um bate-papo improdutivo e educado do que fazer um debate terminar com uma troca de impropérios.

2) Valorize quem pensa diferente – Por mais democrática que seja uma empresa, a decisão final sempre é do empreendedor e nem todo mundo pode ficar satisfeito com o caminho a seguir. E é importante pensar que ninguém discordou de você só porque não gostam de você ou outro motivo pessoal qualquer – eles simplesmente querem o melhor para a empresa. É importante valorizar quem discorda de você da mesma forma que as pessoas que sempre estão ao seu lado nas escolhas. Isso fará com que, apesar das divergências, todos continuem convergindo para o sucesso do seu negócio.

3) Justifique suas decisões – Mais uma vez, uma empresa não é uma democracia, mas não é nenhuma ditadura, contudo. Tomou uma decisão que encontrou a resistência de um ou mais colaboradores? Justifique. Mostre todos os argumentos que o motivaram a seguir tal caminho. Se sua decisão tem lados positivos e negativos, reconheça o risco que tomou.

4) Reconheça que você pode falhar – Mais uma dica para quem não quer transformar a gestão em ditadura. Mostre que é humano. Em sua trajetória, empreendedores falham e há vários colaboradores para assistir aos erros. Não omita o que foi feito de errado – deixe claro que esses erros foram necessários para sua melhora como líder e que, quanto mais equívocos cometemos, menor a chance de "escorregarmos" novamente.


Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More