Coluna da Quelly - O Mantra Nosso de Cada Dia



O Mantra Nosso de Cada Dia 

Por Quelly Sales 

A questão do dia é: Como posso ser tão bom se tantos torcem contra? Encare a sua vida como um jogo de futebol, vôlei de praia, tênis, ou qualquer outro jogo onde dois times se enfrentam. Sendo você um desses times, sempre haverá torcida a seu favor e contra. Se parar para pensar, realmente, uma torcida pode sim contar como um elemento a mais no jogo, mesmo que ela seja apenas uma pessoa gritando na arquibancada. Há quem acredite que a torcida é quase como um jogador a mais em campo. Pense nisso como um bom sinal de que deve cultivar relacionamentos saudáveis ao ponto de garantir aquela boa torcida ao seu lado. Pessoas dispostas a apoiar você nas suas lutas diárias e também dispostas a dar a mão para ajudar nos momentos em que lhe faltar equilíbrio. Por outro lado, nunca esqueça de que também haverá, no jogo da vida, torcida adversária e quanto a isso você não poderá fazer grandes coisas. Apesar de você não pode evitar a existência dessa torcida desfavorável, que não lhe apoia, que julga suas decisões como sempre sendo erradas, que acho que você nunca faz o suficiente ou o correto... há sempre como aprender a lidar com o barulho que ela pode causar. Primeiro identifique de onde está vindo o barulho da torcida: São pessoas que gostam de você? Converse com elas e diga o quanto e porque isto lhe incomoda. Entretanto, não se esqueça de ouvir estas pessoas, pois elas podem mostrar grandes oportunidades de conquistar vitórias. Estas pessoas que gostam de você, mas que emitem opiniões vistas por você como “jogando contra” seus sonhos ou suas decisões, podem apenas demonstrar o que elas enxergam nas suas atitudes. Se você está construindo o alicerce de uma casa, para quem vê de fora a obra pode parecer um monte buracos, tijolos e madeiras, mas enquanto na sua cabeça está a imagem daquela linda casa que você está construindo. Conversar com essas pessoas podem mostrar para elas que os buracos em que você está trabalhando vão se tornar algo maior e importante, então tudo se tornará mais claro e fácil de ser apoiado. Agora se pergunte novamente: “a torcida negativa vem de pessoas que não gostam de você?” Se elas forem pessoas com quem realmente precise conviver. Faça um exercício para entender como pode mostrar para essas pessoas o seu projeto maior que motiva as suas ações. Se você não precisa conviver com a torcida negativa - Ignore o barulho e aprenda a conviver com o que não se pode mudar. 

Não estou aqui para dizer que sonhe isso ou aquilo ou que mudar os sonhos para agradar alguém é um solução. Nem mesmo estou dizendo que mudem invariavelmente para agradar a quem quer que seja. Entendam bem. Só quero dizer que deve olhar para a situação e reconhecer o que é importante e o que é irrelevante. Não olhe para o seu problema por tempo demais para não perder tempo no jogo. Não se coloque em uma situação de vítima da torcida contra, pelo simples fato de que isso fará você baixar a guarda, desistir do jogo e se entregar menos do que você é capaz. 

Na história dos esportes houveram lutas que times conseguiram ganhar mesmo nas condições de maior “pressão” da torcida adversária. Muitas histórias demonstram que você pode se apegar ao que realmente lhe motiva a entrar em campo, que você pode lembrar de todo o seu esforço pessoal durante o treinamento, podem vir a mente lembranças das pessoas que acreditam em você, ou simplesmente fechar os olhos para se concentrar ao ponto de abafar todo o barulho ao seu redor e fixar a mente nas simples ações que você precisa fazer bem feito para que a vitória chegue. Aprenda a conviver com o que você não pode mudar, se for por um bem maior. Aqui vai um bom mantra para quando o barulho estiver lhe perturbando: “Seja tão bom que ninguém poderá ignorá-lo” (Steve Martin). Quem sabe um dia a torcida contra reconheça sua vitória?



0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More