10 Regras Sobre Busca Por Emprego Que Precisam Ser Quebradas

Se você pode melhorar o local onde você vai ser contratado sendo você mesmo, por que se rebaixar e se adequar a um modelo no qual não se encaixa?

Por Redação

Somos treinados para nos transformarmos em objetos moldados, para sermos quem os empregadores quiserem que sejamos. Somos encorajados a interpretar um papel, na esperança de que o entrevistador se apaixone por nós. Mas, na prática, as coisas podem não funcionar assim.

Em um artigo para a Forbes, a escritora Liz Ryan fala sobre o processo de busca de emprego. Segundo ela, se as pessoas não entendem você, elas não o merecem. “Melhor deixar as pessoas verem quem você é o mais cedo possível, certo? Pessoas que procuram emprego são sempre pegas de surpresa ao saberem que honestidade não os trará mal numa busca por emprego. Se seus recrutadores têm pelo menos um pouco de autoestima e confiança, sua honestidade irá ajudá-lo. Você quer mesmo trabalhar para alguém que tem tanto medo que não consegue lidar com uma dose de honestidade?”, afirma Ryan.

Toda empresa tem seus problemas e precisa de pessoas para resolvê-los. Se você pode melhorar o local onde será contratado sendo você mesmo, por que se rebaixar e se adequar a um modelo no qual não se encaixa?

Liz dá 10 regras básicas para serem quebradas quando se está procurando emprego. Aqui estão elas:

1 – Seguir o processo pré-definido

O processo de recrutamento está quebrado. “Buracos negros são demais no espaço, mas horríveis numa busca por emprego. Várias pessoas têm dificuldade em sair do molde de quem está procurando empregos e, se conseguirem, serão imbatíveis", afirma Liz.

Desde criança, somos programados para fazermos o que nos mandam. Os “buracos negros”, como a escritora chama esse molde antiquado de procura, vão destruir seu currículo e transformá-lo em algo que você não é.

2 – Entregue seu currículo a um conhecido na empresa

A procura de um emprego, como qualquer campanha publicitária, faz uso de meios reprodutores. “Seu amigo dentro da empresa pode ser um grande meio para sua procura de emprego, ou um horrível, pois tudo tem a ver com a pergunta: ‘Quanto seu amigo conhece o chefe dele?’ Se ele conhece bem, você está com sorte. Senão, seu amigo, ao carregar seu currículo, só o estará jogando no mesmo buraco negro que você está tentando evitar”, aconselha Liz Ryan.

Escolha o meio mais forte para ser a ponte entre você e seu emprego: pode ser um amigo em comum, uma abordagem direta ou uma empresa tercerizada. Não vá pensando que seu amigo dentro da companhia é sempre o melhor caminho.

3 – Usar o estilo tradicional de currículo

“Você não é um zumbi, você é um ser humano pronto para ação. Por isso, não se deixe levar usando linguagem de zumbi no seu currículo”, conta Liz.

Você pode fazer um currículo que parece com você e que vai deixar o empregador com uma impressão melhor de você. Esqueça aquele estilo velho e ultrapassado e foque no novo e no diferente.

4 – Mostre que você é o que a empresa está procurando

Esqueça o modelo “tedioso e iludido” de especificações que a empresa dá e foque em como você pode melhorá-la. “Você sabe que as especificações escritas para um trabalho têm tanto em comum com o trabalho de verdade quanto eu tenho algo em comum com Genghis Khan”, ironiza Ryan.

5 – Gaste toda sua energia tentando empregos na internet

“Se você quer destruir sua energia nas duas primeiras semanas da busca pelo emprego, passe todo seu tempo pesquisando na internet por vagas”, afirma Ryan. Isso irá fazer você jogar seu currículo nos empregos “buraco negro”, enquanto espera que alguém do outro lado mande alguma resposta. “É melhor você juntar uma pilha de cópias do seu currículo e sair dirigindo pela cidade jogando-os pela janela aberta. Nesse caso, um dos seus currículos podem cair no colo de algum gerente para lhe oferecer vaga por sorte”, complementa.

Se você quer um trabalho em vez de uma atividade para matar o tempo que você tem durante o dia, fique longe do buraco negro e tome um papel mais ativo na sua busca. Divida o processo de procurar emprego em três partes iguais: uma parte do seu tempo disponível e energia irão para classificados na internet, um terço desse tempo e energia serão usados para você ir atrás de provavéis empresas, estejam elas contratando ou não, e o último pedaço irá para sua busca através dos seus contatos.

6 – Procure seus contatos só quando precisar

O tempo que você passar em contato com sua rede de amizades procurando emprego, não é apenas uma busca por vagas para se candidatar. É uma ferramenta para elevar suas energias e suas habilidades. Use seu tempo se relacionando com sua rede de contatos, para ajudar seus amigos com quaisquer problemas que eles estejam lidando e para conseguir o suporte moral deles em retorno.

“Quando as pessoas recebem propostas de emprego inesperadas através de seus contatos, e isso acontece todos os dias, é porque elas focaram na relação e não nos benefícios que essa pessoa pode trazer para ela”, afirma Liz.

7 – Dê todos os detalhes sobre seus últimos salários

“Você está pronto para trabalhar para pessoas que não confiam em você?”, questiona Ryan. Se seu empregador quiser verificar todo salário que você ganhou, a relação não estará começando bem. Mantenha seu histórico salarial para você mesmo.

8 – Faça tudo que o empregador mandar

“Nenhum empregador vai amar você mais do que ele ama antes de fazer uma oferta de emprego. Então não seja um capacho na sua busca”, afirma a escritora. Não tente passar pelos cacos de vidro que eles colocarem em seu caminho, pois caso você pareça ser o candidato mais dócil, não espere que ele veja seu valor estratégico durante a entrevista.

9 – Não mencione salário, deixe o empregador falar sobre o assunto

“Muitas vezes somos pegos com o ensinamento de não mencionar-mos a questão salarial primeiro, deixe o empregador falar. ‘Quem falar primeiro, perde’, parece ser a regra exigente”, diz Liz. Lembre-se, é sua obrigação mostrar a eles o quanto você vale durante o processo de entrevista.

10 – Faça o que for preciso para conseguir o cargo

“Quando você concorda em fazer algo para conseguir um emprego, você está fazendo um pacto com o diabo. Por mais que você esteja tentado a morder seus lábios quando estiver frustrado com o processo de contratação, não o faça”, afirma Ryan. Se você tiver que pegar um emprego apenas para sobreviver e pagar as contas, pegue. Mas não troque sua integridade por um pagamento de pessoas que nem percebem ou valorizam o quanto você realmente vale.

Lembre-se: só as empresas que entendem você lhe merecem. Quanto mais rápido você disser “não, obrigado” para as oportunidades erradas, mais rápido as oportunidades certas chegarão até você.

Não seja passivo numa entrevista de emprego. Transforme-a numa conversa humana.


Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More