Dez Atitudes Ddiárias Sas Pessoas Extraordinárias

As pessoas que chamam a atenção pelo sucesso e pela admiração que causam provavelmente cultivam hábitos que podem transformar a vida de qualquer um para melhor

Por Ariane Abdallah

Há pessoas que aparentemente são mais inteligentes, criativas e dedicadas que a maioria.O que quer que façam, parece sempre dar certo. Muito certo. Mas por que isso acontece? O que faz com que se saiam melhor que os outros?

Não há respostas matemáticas para essas perguntas. Mas o jornalista Bill Murphy Jr. apresenta algumas ideias, em um artigo da revista Inc. Antes de entrar nas sugestões propriamente ditas, ele cita uma pista deixada pelo filósofo Aristóteles: “Nós somos o que fazemos repetidas vezes. Portanto, excelência não é um ato, mas um hábito”.

Para elaborar sua lista, o jornalista diz ter se baseado na observação dos comportamentos de executivos, artistas e “inovadores”, com quem encontra frequentemente por causa de seu trabalho. “Suas chaves para o sucesso não são complexas”, escreveu Murphy Jr. “Pelo contrário, é o efeito cumulativo de hábitos simples, praticados diariamente”.

Aqui vão algumas dicas inspiradas nas de Murphy Jr.

1. Defina – e confira – seus planos para o dia.

Você tem uma lista de coisas para fazer – no papel ou na cabeça. Se escrevê-las será mais fácil para visualizar e se organizar e conferir: será que o que está fazendo de fato é o que tinha se proposto a fazer? São as tarefas que contribuem com seus objetivos de vida de longo prazo?
Se seguir essa sugestão, você certamente vai se pegar fazendo coisas fora do script várias vezes ao dia. O importante nessa hora é não desistir de seus planos, em uma atitude efeito dominó: “Ah, já não fiz nada mesmo, então vou esquecer essa lista”.

Observe se as atividades não programadas são imprevistos, alinhados com seu propósito de longo prazo, se lhe trarão alguma satisfação que valha a pena ou se são meras distrações e perda de tempo, que não o levarão a lugar nenhum? Se esse for o caso, interrompa-as, quantas vezes for necessário. Assim, vai eliminando esse tipo de desvio – comum, porém nocivo – do seu dia a dia.

2. Peça ajuda.

Ninguém faz nada de bom sozinho. Pedir ajuda para cumprir uma tarefa não é sinal de fraqueza. É sinal de respeito ao conhecimento dos outros. As pessoas gostam de lembrar que o que sabem tem valor para os demais.

Mas é importante saber pedir ajuda. Faça isso educada e respeitosamente, escolhendo, inclusive, o momento mais oportuno para a pessoa. Tem gente que pede ajuda como se o outro fosse obrigado a ajudar. Lembre-se: você quer um favor. O interesse é seu. Então, se for ajudado, agradeça. Mesmo se a pessoa também sair ganhando com a interação, foque-se no seu benefício. O reconhecimento de que aquilo foi bom para o outro é problema dele.

3. Oriente alguém e seja orientado.

As pessoas extraordinárias, por um lado, se comprometem com um mentor. Por outro, oferecem orientação a outra pessoa. Isso não significa que a conversa em qualquer um dos casos tenha que ser profunda, o que, em alguns dias, cansa só de pensar.

Alguns minutos podem ser suficientes, por exemplo, para responder a alguém que procura entrar em sua área de trabalho e precisa de informações. Em outro momento, você pode ser breve ao pedir a um amigo com mais experiência esportiva lhe dar algumas dicas para aprimorar seu treino. Esse pode ser um hábito ligado ou não ao trabalho.

4. Dê uma pausa a si mesmo.

Por mais extraordinárias que sejam, as pessoas são apenas pessoas – e não super-heróis. Portanto, o sucesso profissional deve acontecer no período de trabalho, e não 24 horas por dia, sete dias por semana. Claro que quanto mais produtivo você for, melhor. Mas produtividade é realizar o maior número de tarefas no menor tempo possível (e com qualidade). Trabalhar sem intervalos para descansar ou pensar em outro assunto pode ser justamente sinal de improdutividade.

5. Agradeça e elogie.

Às vezes você tem crises de autoconfiança. O resto do mundo também tem. Por isso, estar sempre pronto a fazer elogios – sinceros – e expressar gratidão ajuda não só você a se sentir melhor e mais leve, mas o outro, que, quem sabe, está precisando ouvir uma palavra de agrado naquele momento. Há pessoas que não se esquecem nunca mais de outra por episódios assim.

6. Pratique exercício físico.

Não precisa virar rato de academia nem maratonista. Basta 20 ou 30 minutos de atividade física diária. Os efeitos costumam se estender além da disposição física. Praticar esportes ajuda a manter o bom humor, o foco e exercita a disciplina.

7. Desista de algumas ideias.

Ter ideias é fácil. Difícil é realizá-las. Dito isso, elimine 99 de 100 grandes ideias que lhe vierem à cabeça. Assim, você poderá se concentrar no que realmente funciona. A única maneira de fazer isso é estar disposto a desistir de coisas que você tentou, mas não estão gerando resultado. Não se preocupe com o quanto já investiu e perdeu. Isso é passado.

8. Confira os detalhes.

Pessoas extraordinárias aprendem a delegar de forma eficaz. Isso pode ser assustador em um primeiro momento, pois requer confiança. É impossível verificar se tudo o que passou para os outros está andando corretamente.

Você pode, entretanto, conferir um ou outro detalhe do processo. Esse hábito faz com que as pessoas saibam que você poderá verificar qualquer parte do trabalho, a qualquer momento. E, com isso, a tendência é que, se não estiverem sendo cuidadosas, passarão a ser.

9. Aprenda a rir – especialmente de si mesmo.

A comédia é o outro lado da tragédia. Apesar de toda a intensidade com que as pessoas extraordinárias perseguem seus objetivos, elas mantêm uma visão do todo, com certo distanciamento, o que as faz reconhecer que a vida bem conduzida é cheia de humor. Assim, as piadas mais importantes que você pode contar são sobre si mesmo – e os temas devem incluir seus fracassos. Como disse H.G. Wells (o escritor de Guerra dos Mundos): “A crise de hoje é a piada de amanhã”.

10. Compartilhe algo grande.

Compartilhe as coisas boas. Muita gente faz fofoca, reclama ou discorre sobre temas negativos com facilidade, mas o que conquista ou descobre de positivo guarda para si, com medo de perder o que conseguiu. Pessoas extraordinárias, ao contrário, sempre têm algo construtivo para dizer aos outros. Pode ser uma piada, uma história ou boas notícias. Para ter o melhor dos outros, é preciso oferecer o seu em troca.


Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More