Como Gerir Uma Equipe à Distância

Sugestões práticas para aumentar o desempenho de uma equipe em home office

Antes de ser chefe, você também desejava ter mais liberdade para trabalhar. Acreditava que, em casa, no seu ritmo, sem tantas distrações, atingiria melhores resultados do que obrigado a bater cartão no escritório todos os dias – muitos deles, sem uma necessidade real de ir até lá. Mas agora que virou gestor, fica com a pulga atrás da orelha: será que as pessoas terão responsabilidade de cumprir suas tarefas longe de seus olhos? Se mesmo aqui, bem na sua frente, os prazos sempre atrasam... Imagina se estivessem no conforto de seus lares.

Marissa Mayer, CEO do Yahoo!, acabou com a prática de home Office em seu primeiro ano no comando da empresa. No começo de 2013, anunciou que todos os colaboradores remotos deveriam voltar ao escritório. Seu objetivo era aumentar a velocidade e a qualidade das entregas. Se ela fez certo ou não, é uma questão polêmica. Mas a motivação por trás de sua decisão é compreensível. Será que as pessoas estão prontas para organizar seu tempo sem líderes por perto?

Trabalhar em um ambiente profissional com colegas ao lado não seria mais convidativo do que fazê-lo ao lado da cama, da televisão, da geladeira e sem ninguém para conferir se está tirando um cochilo, navegando pelo Facebook ou, de fato, fazendo aquilo para o que é pago para fazer?

Algumas medidas objetivas, entretanto, pode ajudar o gestor a manter – ou até aumentar – a produtividade da equipe à distância. “As pessoas que lideram esses profissionais precisam estar preparadas para orientá-los, o que nem sempre acontece”, afirma Rubens Pimentel, sócio da consultoria de RH Ynner Treinamentos.

A seguir, alguns caminhos para você perder de vista o funcionário, mas não seus resultados.

1. Defina objetivos claros

As metas devem ser individuais e mensuráveis. Isso ajuda o profissional a priorizar as atividades, e o gestor, a avaliar o seu desempenho. Não caia na armadilha de não querer ser duro ou impingir cobranças.

O consultor Rubens Pimentel afirma que é importante ficar atento a alguns aspectos na hora de definir esses objetivos. “Ele deve ser sempre específico, mensurável, atingível, relevante e temporal”. Ou seja, devem ser metas quantitativas. “O que vejo no mercado são pessoas colocadas para trabalhar em casa sem metas claras. Isso é ruim para todo mundo”, diz.

2. Planeje-se

Alguns líderes, quando diante de uma emergência, recorrem à equipe que está logo ali para resolvê-la. Muitas vezes, por puro hábito. O fato de saber que os funcionários estão trabalhando à distância exige que o gestor também se organize. “Se der um problema, ele não poderá interromper os outros para resolver com a mesma facilidade, então é preciso evitar ao máximo os imprevistos”, diz Pimentel.

3. Tenha encontros periódicos

Para avaliar os resultados produzidos à distância, é indicado ter encontros regulares. “Essa atitude diminui a ansiedade do lado do chefe, e a solidão do lado do funcionário”, afirma Pimentel. “E pode ser muito produtiva se o encontro for estruturado”.

Segundo ele, a periodicidade dessas reuniões depende da natureza do negócio e da dinâmica da empresa, mas um bom ponto de partida seria pensar em reuniões com duração de duas a três horas, uma vez por semana. Vale, inclusive, viabilizá-los por meio de tecnologias como Skype. Nesse caso, as reuniões olho no olho seriam adiadas para, no máximo, a cada 60 dias, com duração do dia inteiro.

O consultor Andre Freire, CEO da Odgers Berndtson no Brasil, não recomenda que se espere esse tempo todo. “Uma vez por semana é o ideal”, afirma ele. “Não deixe chegar a um mês de jeito nenhum, porque aí há a tendência de perder o controle”.

4. Exija qualidade no resultado

Assim como os prazos, determine também padrões de qualidade. Parâmetros claros de como deve ficar o resultado ajudam o profissional a trabalhar dentro de alguns limites. Porém, um risco é confundir o resultado com o método adotado para atingi-lo. “Cada um tem seu jeito de trabalhar”, afirma Pimentel. “Não exija que o funcionário chegue ao resultado pelo mesmo caminho que você chegaria. Ele não precisa copiar o seu processo”.

5. Seja um líder coach

As técnicas, procedimentos e processos de coaching podem ajudar os líderes que trabalham com a equipe à distância na orientação, desenvolvimento e garantia de resultados. Entre eles, estão os feedbacks efetivos, definição de bons objetivos e cobrança de forma construtiva.

6. Não banque o bedel

“Estar no escritório não é garantia de trabalho”, afirma Andre Freire. “A pessoa pode estar ao seu lado e enrolar você. Se ela estiver em casa dormindo, não se preocupe. Certamente, o comportamento vai se refletir nos resultados”.

Se, ao contrário, a pessoa finalizar o trabalho que teria para fazer durante toda a semana em apenas dois dias, o mérito é dela. Segundo Freire, os mais produtivos muitas vezes parecem ser punidos por sua eficiência. “Qual é o problema de alguém concluir com rapidez o que tem a fazer e, se quiser, passar os outros dias tomando sorvete?”

Uma forma de estimular as pessoas a assumirem novas metas mais rapidamente seria criar programas de metas e recompensas financeiras.


Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More