4 Lições Para Construir Uma Marca de Sucesso

Shaun Neff, CEO da Neff Headwear, empresa de material para snowboarding, compartilha suas dicas para a construção de uma marca bem-sucedida

Quer você goste ou não, seu sucesso depende da sua habilidade de construir uma marca: da sua carreira, do seu produto, departamento ou empresa. Aqui estão algumas lições de um homem que construiu uma popular marca de snowboarding ainda na universidade, tendo pouco conhecimento sobre o setor com o qual trabalhava, ou sobre marketing e negócios no geral.

Shaun Neff, fundador e CEO da Neff Headwear, agora tem seus produtos distribuídos em 3.500 lojas em quarenta países, e tais produtos são usados de pistas de ski às ruas, por celebridades como Holly Madison (ex-namorada de Hugh Hefner, dono da Playboy) e o rapper Lil’Wayne.

Veja o que Shaun diz sobre construir uma marca de sucesso:

Encontre o comprometimento “pré-existente” em você

Apegamo-nos à fantasia de que grandes empreendedores são oráculos que de alguma forma reconhecem e avançam em novas oportunidades mais rápido do que todos os outros. Na verdade, o que se percebe na prática é que eles se comprometem antes mesmo da oportunidade surgir e por isso estão prontos para aproveitá-la quando ela aparece.

Neff sabia que ele queria iniciar uma marca bem antes de entrar na faculdade. Ele notou quais eram as marcas que as pessoas usavam e era fascinado por seu poder. Sua determinação e motivação não vieram de um cálculo de mercado exato, mas de uma paixão interna e pessoal. Quando você escolhe se comprometer com algo termina desenvolvendo um faro que está sempre procurando e filtrando informações em relação àquela ideia.

Que comprometimento pré-existente você está disposto a perseguir, independente de quando o mercado lhe ofereça uma oportunidade lucrativa para fazê-lo?

Sua marca é uma base de fãs, não uma logo

O termo “marca” remete a logos, cores, produtos. Mas quando Neff é perguntado sobre o que é uma marca ele não fala de nenhuma dessas coisas. Ele traduz a palavra em outras três: “base leal de fãs”, é o que diz. Quando você pensa que uma marca é algo para ser olhado, você volta as costas para o que realmente importa: essa base de fãs. Ao invés de pensar no aspecto visual da marca, apenas, pense em quem são esses fãs em potencial: quais são suas paixões, em que eles gastam seu tempo?

Se você encarasse sua marca como sua base de fãs, ao invés de elementos e cores e seus significados, o que faria diferente?

Defenda algo além de um produto

Shaun diz que muitas marcas “ficam presas em um produto: se a empresa é de calçados, você está sempre vendendo calçados. Se é de óculos, da mesma forma”. Uma marca definida por um produto é limitada. A Neff Headgear tem relógios, óculos e luvas para ski que vendem bastante. Quando eles pensam em expandir para um novo produto fazem duas perguntas: “nossos revendedores sabem vender isto?” e “nosso instinto diz que funciona, encaixa no nosso conceito?”. Conceito é a palavra-chave.

Se sua marca não fosse definida por um produto ou uma categoria, sobre o que ela seria?

Procure incansavelmente pela oportunidade

Com seu comprometimento pré-existente em seu coração e a base de fãs em sua mente, encontre uma abertura. Se um ângulo não funciona, volte e tente de novo, e de novo, até que você ache o caminho. Neff começou vendendo camisetas. Ele colocava adesivos em placas e procurava as lojas de snowboard mais descoladas, onde apresentava seu produto. Essa prática criou um pequeno ecossistema no qual sua marca começou a vender. Mas ele queria replicar isto em larga escala. Para isso era necessário que snowboarders nacionalmente conhecidos usassem a Neff, mas logo aprendeu que os melhores atletas não podiam usar camisetas de outras marcas que não a de seus patrocinadores.

Shaun então estudou os contratos desses atletas e uma noite percebeu que os acordos com relação à aparência não diziam nada sobre os capacetes. Praticantes de snowboard patrocinados não podiam usar suas camisetas, mas podiam usar produtos na cabeça. Infelizmente, Neff não produzia nada do tipo. Então ele foi a uma loja popular, comprou várias toucas de frio, tirou suas etiquetas e escreveu seu sobrenome em todas com uma caneta em hidrocor preto. No torneio seguinte ele convenceu vários competidores a usá-las. Quando dois desse subiram no pódio com “Neff” escrito em suas cabeças, Shaun viu que tinha encontrado sua abertura. “Os céus se abriram… eu não sou mais Neff roupas; agora sou Neff Headwear (acessórios de cabeça)”, diz ele.

Você está preso procurando apenas uma abertura? Se sim, pense em mais três que você pode tentar este mês. O ângulo ideal pode ser surpreendente!


Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More