15 Ações Para Melhorar Seu Perfil Empreendedor em 2014

Saiba como atitudes simples podem ajudar você a ser um gestor mais ousado e criativo

Por Marcos Hashimoto

Quem está começando o próprio negócio sabe que, mais do que bons conhecimentos, é preciso ter uma atitude empreendedora, um comportamento que não se aprende na escola ou em livros. Proatividade, comunicação, receptividade a riscos, autonomia, visão de futuro, criatividade: são várias as competências empreendedoras necessárias para conduzir uma empresa ao sucesso. Nesse início de ano, eu sugiro algumas ações simples - que não têm nada a ver com negócios e podem ser executadas por qualquer pessoa - para desenvolver algumas dessas competências.

1. Quebre a rotina A repetição condiciona o cérebro e paralisa a capacidade de perceber oportunidades e aceitar mudanças. A mente precisa estar sempre em atividade, nunca acomodada. Vá almoçar em um restaurante diferente, descubra um novo trajeto da casa ao trabalho, assista programas diferentes na televisão, descubra novas lojas para comprar suas roupas.

2. Conheça alguém muito diferente Pessoas que pensam diferente de nós nos ajudam a incorporar outros pontos de vista, melhorando nossa capacidade criativa. Faça amizade com alguém que tem um estilo de vida, uma filosofia ou crenças diferentes da sua, e tente aprender algo com ele (ela). Você não precisa mudar o seu jeito, mas pode entender as razões por trás de convicções diversas das suas. E, a partir daí, questionar suas próprias verdades.

3. Faça algo não planejado Quanto mais regrada, planejada, organizada e estruturada for a sua vida, menor a capacidade de explorar novos caminhos. Para o empreendedor, imprevistos acontecem o tempo todo. Na fase inicial do negócio, pouca coisa pode ser planejada. Se você não lidar bem com fatos inesperados, sofrerá muito. Vá ao cinema sem saber que filme está passando, visite um restaurante e escolha qualquer prato aleatoriamente, escolha um nome qualquer em sua agenda e faça uma visita surpresa. Algo errado vai acontecer, mas aprenda a lidar com isso também.

4. Embarque em uma aventura Empreender é assumir riscos diante de cenários de incerteza, é sentir um friozinho na barriga a cada decisão importante, é descobrir coisas novas a cada passo. Para estimular esse espírito de aventura, viaje para um lugar muito diferente do que você conhece. Passe por experiências que envolvam algum grau de risco, que liberem a adrenalina e proporcionem aquela sensação de medo - pode ser uma montanha-russa, um trem fantasma... Mas lembre-se: a percepção de risco é algo muito relativo. Supere seus limites aos poucos. Para muitos, sair de casa já é uma aventura.

5. Tome banho com as luzes apagadas Ou realize qualquer atividade que envolva recursos limitados. O empreendedor tem que aprender a fazer muito com pouco (principalmente dinheiro) e aprende a explorar bem o que tem. Você pode também experimentar outras coisas, como passar um dia sem usar o braço direito, fazer o almoço só com o que tem na geladeira, deixar o celular desligado por um dia, dormir no chão etc.

6. Dê uma finalidade a algo que jogaria fora Essa é uma forma de desenvolver a capacidade de improvisação do empreendedor. Na fase inicial do negócio, os recursos limitados o forçam a ser criativo. Dar um uso a uma lâmpada queimada, uma caixa de sapatos vazia ou uma roupa rasgada estimulam essa capacidade de adaptação.

7. Convença alguém a fazer algo que não queria O empreendedor está sempre convencendo alguém a investir no negócio dele, a comprar o produto dele, a trabalhar para ele, a fazer uma parceria, a fornecer para ele. Por isso é importante treinar a capacidade de abordar, arguir, negociar e convencer. Convença uma criança a comer, convença sua esposa ou marido a assistir seu programa favorito, convença o guarda a não te multar, convença um amigo a viajar com você para um lugar que ele não gosta.

8. Ache uma solução criativa para um problema As ideias de negócios vêm de uma oportunidade para resolver um problema que muitas pessoas enfrentam. Aprenda a encontrar soluções para dificuldades e terá aí uma possível ideia de negócio. Pode ser um amigo que perdeu a namorada; ou uma criança que quer um cachorro, mas sua mãe não. Também pode ser um problema seu, como um chuveiro que esquenta demais, uma faca que não corta direito e assim por diante.

9. Torne-se muito bom em uma competência que poucos dominam O empreendedor costuma ser um generalista especialista: conhece um pouco de tudo, mas é muito bom em uma ou duas coisas. Se for algo que poucos dominam, pode se tornar o seu diferencial no negócio. Explore alguma coisa que já goste de fazer e aprofunde seus conhecimentos. Pode ser um hobby ou passatempo, o que importa são as competências envolvidas: habilidade motora, visão do todo, análise e síntese, organização, concentração, abstração etc.

10. Visão do futuro Empreendedores são visionários, enxergam muito à frente das demais pessoas. Treine sua visão de futuro escrevendo uma carta para si mesmo com a data de “janeiro de 2034”. Escreva nessa carta tudo o que aconteceu a você nesses vinte anos, como se fosse uma previsão do futuro. Procure formar uma imagem mental de como você estará nesta época: casado, com filhos, morando onde, como estará sua empresa, quantos funcionários, quantos produtos etc. Quanto mais rica em detalhes, mais forte é a visão.

11. Escreva um currículo de fracassos Donos de negócios não têm medo de errar, pois sabem que muitas coisas só são aprendidas tentando. Os erros não são lamentados - pelo contrário, são celebrados. Um currículo de fracassos é uma forma de relembrar os aprendizados relacionados aos erros. Mas não liste o que aconteceu de errado com você, fatalidades inevitáveis ou coisas que você não fez. Em vez disso, reúna suas grandes ‘pisadas de bola’, decisões erradas e atitudes equivocadas. Lembre-se também de citar o que aprendeu com estes erros.

12. Faça algo inesperado Para inovar, empreendedores não buscam seguir a maioria. Pelo contrário: se as pessoas riem deles, sabem que estão no caminho certo. Ter um comportamento que contraria, ou até mesmo choca as pessoas, e não ficar mal por isso é um exercício de personalidade. Por exemplo: vá até um lugar público, cheio de gente e, sem nenhum motivo, dê um grito bem alto. Cumprimente alguém com a mão esquerda, vista uma blusa no calor, tire os sapatos e ande descalço. Em todas essas situações, observe as outras pessoas e procure lidar com reações negativas.

13. Assuma uma responsabilidade Se já tiver uma família e estiver empregado, já tem grandes responsabilidades. Mas, se for jovem e solteiro, assuma a responsabilidade sobre algo. Pode ser a adoção de um animal de estimação, o engajamento em uma causa social, a condução de um projeto, a organização de uma festa de aniversário ou a reforma de uma casa. É preciso aprender a sentir o peso das decisões quando algo depende apenas de você.

14. Explore outros pontos de vista Aprenda a desenvolver formas de pensar diferentes. Busque contradições em tudo. Se a maioria das pessoas acha que a maconha deve ser legalizada, encontre argumentos que contrariem essa posição. Se todos acreditam que atividade física e boa alimentação são fundamentais para uma vida saudável, apresente evidências que provem o contrário. Mesmo que acredite no que os outros dizem, procure desenvolver opiniões diferentes, com argumentos bem embasados. Seja do contra. É uma excelente forma de sair da zona de conforto e desenvolver uma linha de pensamento diferente – e, assim, conseguir identificar oportunidades onde os outros não veem.

15. Busque fontes de notícias diversificadas Outra forma de aprender a pensar de maneira alternativa é procurar fontes de informação diferentes. Em vez de usar os mesmos veículos que todos usam, busque outras fontes, principalmente na internet. A informação pode até ser a mesma, mas, apresentada de forma diferente, ajudará você a desenvolver outras opiniões, outros enfoques, outras abordagens.


fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More