3 Dicas Que Empreendedores Podem Aprender Com Crianças de 5 Anos

A simplicidade, a insistência e até as mentiras do jardim de infância podem ser mais importantes do que é ensinado nas escolas para adultos

É possível que você já tenha ouvido algo sobre a sabedoria das crianças, provavelmente uma frase relacionada à simplicidade dos pequenos em enxergar o mundo. Pois saiba que o mesmo se aplica aos negócios.

Em sua coluna no site da revista Entrepreneur, Sam Hogg, investidor nos Estados Unidos, diz que costuma aconselhar empreendedores frequentemente. Muitas vezes, em vez de dar opiniões complexas, ele se vê argumentando como uma criança de cinco anos de idade. Segundo ele, ao contrário do que é dito nas escolas de empreendedorismo, às vezes é melhor enxergar algumas questões de maneira infantil: sem pensar muito nas consequências, com um pouco de birra e até contando algumas mentiras.

Hogg listou algumas lições que empreendedores podem aprender com os pequenos:

1) Execute antes de pensar – Hogg não é contra planos de negócios, nem metas no longo prazo, mas afirma que os empreendedores passam tempo demais pensando. Segundo ele, o importante é fazer alguma coisa, vender produtos, procurar clientes e fazer reuniões com investidores. Uma criança não pensa muito antes de aceitar uma brincadeira, mesmo que o resultado seja um joelho machucado. Para criança, a queda é um aprendizado - o mesmo se aplica aos empreendedores.

2) Conte algumas mentiras e insista até conseguir – Recusar o pedido de uma criança é difícil, seja pela fofura de suas carinhas seja pela incrível capacidade que os pequenos têm de conseguir o que querem. Em busca do objetivo, a criança pode quebrar uma das principais regras da educação: não mentir. A mesma postura pode ser usada, por exemplo, para quem precisa de um investimento: quando o empreendedor não tem nada além de boas ideias, é preciso ter insistência. Como falta informação, sempre sobra uma mentira ou outra. Mas tudo bem. De acordo com o colunista, os investidores conseguem detectar uma mentira, mas fazem vista grossa, já que o principal objetivo é avaliar a capacidade criativa do empreendedor.

3) Seja birrento – Empreendedores criam sua empresa com um objetivo em mente. As metas podem ser diferentes, mas Hogg afirma que é importante se apegar a elas da mesma forma que uma criança reluta em dizer que está errada. Mais uma vez, crianças erram e o empreendedor também pode "machucar o joelho", mas esse apego a seus ideais mostra uma paixão que é salutar à vida de qualquer empresa.


Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More