Profissionais Gente Boa Ganham Menos

Confira cinco perfis que nunca são promovidos 

Por Liz O'Neill *

Se você é gente boa e quer fazer sucesso na empresa, pode começar a reavaliar seu jeito simpático de ser e seus hábitos agradáveis. Isso porque os aspectos negativos dos "bons" estão geralmente associados a tipos específicos de personalidade.

Ou seja, se você pretende conquistar aquela promoção, confira quais são as posturas “do bem” mais comuns que você deve evitar:

1 - O Maternal – Se essa postura não faz parte do seu trabalho, como por exemplo, organizar os lanchinhos do escritório, decorar o ambiente, limpar a sala de descanso e deixa receitas no mural para tosse, você pode criar uma imagem de quem “zapeia” o próprio tempo, de quem está mais focado em dar assistência do que cumprir seus objetivos.

2 - O Diplomático – Aquele que sempre consulta os colegas sobre qualquer tema ou decisão. Só que colegas não são eleitores. Muita prospecção pode dar a impressão que você é fraco e indeciso. E quando você realmente se posicionar sobre algo, seus pares estarão mais inclinados a ignorar suas opiniões. Então, tome a iniciativa sempre que possível. Afinal, não haverá uma votação de toda a empresa quando chegar a avaliação anual.

3 - O Apologista - Desculpe te dizer isso, mas você pode estar se desculpando muito! Ao justificar-se por situação que são inerentes a você, por exemplo, um atraso devido a problema climático, pode passar a imagem de uma pessoa que se perturba facilmente ou que não possui autoconfiança. Ao invés de justificar-se, crie uma solução. Realoque a reunião perdida para a hora do almoço. Você vai conquistar mais respeito e valorizar seu pedido de desculpas quando ele for realmente necessário.

4 - O Filantropo - Por definição, as pessoas agradáveis são generosas. Quando um colega está fragilizado, seu instinto de caridade quer logo proporcionar tempo e ajudá-lo. Infelizmente, não há crédito fiscal para esses honorários doados. Com o tempo, você vai acabar sentindo rejeitado e o pior, com excesso de trabalho. Não faça isso constantemente, apenas em ocasiões realmente relevantes. E não deixe a força que você deu para aquele projeto ficaram invisíveis, tenha sido atribuído a você ou não. Se contribuiu, essa ajuda merece crédito na hora da apresentação.

5 - O Melhor Amigo – quando você está no segundo grau, compartilhar seus segredos é "legal". Em um local de trabalho... má idéia. Não há nada de errado com a socialização, mas pode colocá-lo em uma posição vulnerável. Fofocas voam! Seu final de semana louco, sua paquera com o motoboy podem comprometer sua reputação. Especialmente aos olhos de patrões e clientes.

Enfim, "gentileza" muitas vezes pode ser um reflexo defensivo. Se você não está confiante em sua base de conhecimento ou no seu conjunto de habilidades, você pode estar compensando com sorrisos excessivos, favores, ou desculpas ao redor do escritório. Tente ficar na média e ser simplesmente, educado. Uma pesquisa realizada pelo Instituto Alemão de Emprego já revelou que pessoas “boas” tendem a ganhar menos que os colegas não tão agradáveis... Ou seja, se você se sente ameaçado, procure qualificar-se e reorientar sua carreira. De ameaçado, você passará a sentir-se competitivo.

* Liz O'Neill escreve sobre a relação entre universidade e carreira para diversos sites e blogs, tais como The Huffington Post College, College Page EUA, eLearners.com e gradschools.com. Também colabora com o Examiner de Boston sobre aprendizagem online.

Fonte da imagem: clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More