Desacelere!

Por Andréa Dietrich, 



Dia desses estava discutindo com algumas pessoas de mercado a questão do tempo. O que esperamos dele? O que impacta em nossas vidas e empresas? Discutimos algumas coisas interessantes como esperar mais da tecnologia para resolver nossa questão de tempo e menos de nós mesmos para esse gerenciamento.

Quantas e quantas vezes ouvimos alguém desabafar que não tem tempo para nada? Mas, na verdade, somos nós mesmos enchendo nossas vidas de coisas e querendo fazer tudo, e ao mesmo tempo.

E em cima desse tema assisti um Ted Talk bem interessante do jornalista Carl Honore sobre como podemos ser mais fazendo menos. A teoria do menos é mais é colocada em dados e fatos e nos provoca sobre o quanto esse ritmo moderno pode estar prejudicando nossa saúde, qualidade de vida e criatividade. O mundo cada vez mais acelerado nos pressiona a saber sobre tudo o tempo todo, mas a verdade é que não conseguimos, e nessa tentativa acabamos fazendo as coisas superficialmente – porque não temos tempo para nos aprofundar nelas.

E tudo isso traz a necessidade de darmos um passo para trás e avaliarmos o que estamos absorvendo disso tudo. O quanto conseguimos fazer uma análise mais aprofundada de um dado, conhecer um colega de trabalho com mais detalhes, saber mais sobre o político que você votou? Carl provoca que talvez não queiramos mesmo saber disso, por isso ocupamos tanto nosso tempo.

No mercado de trabalho já estamos vendo países com redução nas jornadas de trabalho, como Noruega, Suécia e Dinamarca, e que estão no topo do ranking de países mais competitivos do mundo, e escolas que aboliram a lição de casa e estão obtendo melhores notas de seus alunos. E o que isso quer dizer?

Que temos que ter mais tempo para nós mesmos para conseguirmos ser mais produtivos, mais criativos, mais saudáveis. A própria Arianna Huffington, em um outro TED, falou sobre a sua própria experiência quando desmaiou de exaustão e entendeu que precisava de um tempo maior de sono, descanso, para se manter criativa e produtiva. Uma pequena ideia para abrir outras tantas grandes ideias.

O difícil mesmo é colocar isso em prática. O título deste post, inclusive, é o mesmo da carta que a Harvard mandou para seus graduandos com algumas palavras de incentivo para que façam menos e que deem tempo para as coisas acontecerem, assim conseguirão desfrutá-las melhor.

O bom mesmo é que o tempo continua o mesmo e temos sempre as mesmas 24 horas. Ainda ninguém resolveu mudar nossos relógios, portanto, vamos gerenciar o tempo a nosso favor. Está nas nossas mãos.



Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More