A Ciência – e o Direito – de Cochilar


Dormir é bom, necessário e fundamental para a saúde. Mas e o cochilo? A dúvida de muitas pessoas é se aquela dormidinha curta, em um período qualquer do dia, atrapalha ou não o sono noturno. Em alguns lugares do mundo, cochilar após a refeição é um hábito. Na Espanha, por exemplo, a famosa sesta é uma instituição.

O sono após o almoço oferece alguns benefícios físicos, como o aumento da disposição e a diminuição do cansaço. Ele também é capaz de melhorar o desempenho cognitivo. O objetivo desse cochilo é “liberar” espaço para armazenar informações e priorizar a absorção de novos conhecimentos.

Uma pesquisa realizada na Universidade de Berkeley, Califórnia, avaliou 39 indivíduos jovens, separados em dois grupos: os que poderiam e os que não poderiam cochiclar. Ao longo do dia, às 12h e às 18h, os dois grupos realizaram diversas tarefas como decorar rostos e nomes de pessoas. No período da tarde apenas um grupo pôde descansar por uma hora. Os integrantes desse grupo apresentaram desempenho 10% melhor nas tarefas em relação ao outro grupo. E os que não puderam dormir durante o dia perderam 10% da capacidade de aprendizagem devido ao cansaço.

Outra importante pesquisa desenvolvida pela Harvard Medical School reforçou a importância dos cochilos, mostrando que quem dorme aproximadamente 30 minutos durante o dia, pelo menos três vezes por semana, reduz aproximadamente em 37% a chance de ter alguma doença cardiovascular.

E será que prolongar esse tempo continua trazendo benefícios? Alguns pesquisadores afirmam que não, e apontam o tempo ideal do cochilo entre 15 e 30 minutos, não ultrapassando 60 minutos. Passar desse tempo pode trazer prejuízos para o sono noturno, dificultando o seu início ou manutenção.

Especialistas ainda reforçam que o sono diurno pode aumentar em até 50% a capacidade de tomar decisões acertadas, sem falar na melhora em até 30% da produtividade no trabalho.

Pensando nisso, algumas empresas aderiram à ideia e implantaram espaços para os funcionários repousarem. Alguns restaurantes também seguiram a mesma linha e, buscando proporcionar bem-estar aos clientes, criaram espaços apropriados para descanso após a refeição.

Empresários e engenheiros londrinos criaram uma alternativa para quem quiser tirar um cochilo em horário comercial: um sistema chamado PodTime, com cápsulas medindo aproximadamente 2 metros quadrados, com isolamento acústico, colchão e travesseiros, dispositivo para iPod e despertador. O local para repouso rápido foi criado no distrito financeiro de Londres e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 18h.

Tirar uma soneca após o almoço poderá proporcionar diversos benefícios ao organismo, mas é importante lembrar que o correto é fazer isso apenas uma vez ao dia e, de preferência, logo após o almoço. E não esqueça de um importante aliado: o despertador será fundamental para você não ultrapassar o tempo ideal nesse descanso.


Fonte: Revista Veja

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More