12 Dicas Para Abrir um Negócio Logo Depois da Faculdade

Veja as dicas de empreendedores que abriram seu negócio após terem se formado na faculdade

Por Camila Lam

Tem coisas sobre empreendedorismo que não se aprende na escola. Falta de experiência e medo de arriscar são alguns fatores que acabam influenciando muitos jovens a optar por não empreender.

É essencial que o recém-formado se preocupe com a sua capacitação se deseja abrir uma pequena empresa ou startup. Confira as dicas de empreendedores que abriram seu negócio após terem se formado na faculdade.

Experimente

A primeira empresa de Lívia Abrarpour, cofundadora e CPO da Juv Acessórios, foi fundada nos Estados Unidos, logo após ela ter se formado na Boston University. Para ela, abrir o seu próprio negócio não é simplesmente ter uma boa ideia e ir atrás de seu sonho. “Sugiro sempre trabalhar um pouco em uma empresa mais estruturada, nem se for durante um período de seis meses. Isso é importante para aprender a trabalhar em equipe, conhecer processos e departamentos, e saber gerir crises”, explica. 

Não tenha medo

“Muitas pessoas se sentem muito ‘verdes’ e inexperientes ao saírem da universidade, mas a verdade é que essas são somente as primeiras incertezas e serão substituídas por outras no futuro”, afirma André Braga, CMO do Eventick. Para ele, também é importante que o empreendedor recém-formado perceba que os seus valores morais precisam refletir nos valores da sua empresa. Antes de fundar o Eventick, Braga foi freelancer e após se formar fundou três outras empresas no ramo de desenvolvimento web e soluções para internet.

Busque mentores com mais experiência

Para Diego Alvarez, CEO do Easyaula, ter um mentor pode ser crucial na vida de um empreendedor recém-formado. Além de ouvir e opinar sobre questões estratégicas da sua empresa, ele disponibilizará sua rede de contatos. “Você pode imaginar que achar mentores é algo muito difícil, mas se surpreenderá com a boa vontade dos executivos de sucesso em mentorar jovens talentos”, explica. Alvarez estagiou no Google e na Microsoft, nos Estados Unidos, e após concluir o curso de Engenharia da Computação no ITA , fundou o Easyaula.

Execute rápido

Nenhum empreendedor chega ao sucesso sem falhar. Por isso, Rodrigo Cartacho, CEO da Sympla, acredita que se a ideia não vingou, o ideal é começar de novo. “Sabemos que ideia não é nada sem execução. Mas também é importante executar rápido para validar se sua ideia realmente funciona”, ensina. Cartacho é empreendedor serial e está em sua sétima empresa.

Comece logo

Buscar ajuda com pessoas experientes, contar com um mentor e ler bastante são importantes para quem está abrindo um negócio. David Pares, CEO do AvalDoc, afirma que interessados em empreender não devem se importar tanto com a falta de experiência. “Se você não começar agora que saiu da faculdade, a chance de empreender depois será menor, as responsabilidades maiores e o tempo menor. O melhor tipo de experiência para isso é a prática”, ensina. 

Seja curioso

Cadu Carvalho, designer e especialista em User Experience na Zero Paper, recomenda que empreendedores estudem sobre tudo que desperte sua atenção, mesmo que o assunto não seja necessariamente ligado ao futuro negócio. “Nunca se sabe quando os pontos que se criam na vida podem se ligar e gerar uma boa ideia”, explica. Ele se formou em desenho industrial pela UnB e, logo após a graduação, desenvolveu projetos de design e ilustração para clientes como o ScrumMe e o Jovem Nerd. 

Visite empresas

Se você deseja abrir uma startup, Rafael Pereira Passos, cofundador e CEO do Plizter, afirma que visitar uma empresa em operação e aceleradoras da sua cidade pode ajudar. Além disso, ele recomenda que o empreendedor estagie e trabalhe em uma empresa na área em que pretende atuar, "para aprender sobre o negócio e o cliente que quer atender”.

Pergunte bastante

É preciso conhecer bem o seu mercado de atuação antes de empreender. “Nunca tenha medo de perguntar para manter-se atualizado, evoluindo e constantemente aprendendo”, ensina Gustavo Rahmilevitz, sócio e diretor de produto da EvoBooks. Além disso, ele enfatiza a importância de montar uma equipe que possa complementar suas habilidades. 

Invista na divulgação

Para Mate Pencz, cofundador da Printi, uma plataforma inovadora de serviços de impressão via internet, a divulgação da empresa, normalmente, é deixada de lado pelos novos empresários. Entretanto, por mais que o dinheiro seja pouco, é preciso que seus clientes em potencial saibam o que a sua empresa faz. “Você pode começar com ações de marketing digital, que envolvem sites de busca e redes sociais e possuem um custo inicial inferior ao das mídias tradicionais. Dedique um tempo para preparar o site, mantenha-o sempre atualizado e deixe os contatos sempre visíveis”, recomenda. 

Construa uma rede de contatos

Para Amador Gonçalves, COO do Ofertas de E-mail, ainda na faculdade é importante que o empreendedor estabeleça uma rede de contatos. “Some a esse networking uma boa base de estudos de cases de sucesso e conhecimento das melhores práticas na área, que podem ser encontrados em livros, biografias e palestras. Esses dois elementos, juntos, preparam o empreendedor para o começo de uma startup”, ensina.

Empreenda sempre

Para crescer no mercado, é preciso manter o espírito empreendedor e continuar investindo sempre. “Nunca perder o sangue empreendedor, por mais que a empresa já esteja bem estruturada, os obstáculos vão sempre aparecer e os desafios continuarão surgindo”, afirma Guilherme Wroclawski, sócio fundador do SaveMe. 

Tenha resiliência

Abrir um negócio não é uma decisão fácil. “Constatamos que é muito mais difícil o dia-a-dia do empreendedor, você tem que resolver todos os problemas, se você for pra casa não existe outra pessoa que vá resolvê-los”, explica Felipe Cataldi, cofundador da BetaLabs. Mesmo enfrentando todos os problemas diários é preciso focar no futuro. 


Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More