Geração X Está Mais Perto de Chegar ao Topo


Por Letícia Arcoverde

Com a proximidade da aposentadoria dos profissionais da geração dos "baby boomers", nascidos antes de 1964, as próximas décadas serão marcadas por uma transição geracional nas empresas. No entanto, segundo um estudo da consultoria Odgers Berndtson e da escola de negócios britânica Cass Business School, boa parte dos executivos não acredita que sua organização está preparada para isso.

A próxima geração a ocupar esse espaço é a X, formada pelos nascidos entre 1965 e 1979. Segundo o presidente da Odgers Berndtson no Brasil, André Freire, há um descompasso entre os dois grupos. "Os que chegam agora têm expectativa de fazer as coisas de um jeito diferente". De acordo com o estudo, que entrevistou cem executivos seniores em todo o mundo, 43% não se sentem confiantes que os gestores com mais de 55 anos estão preparados para lidar com profissionais da geração X e da Y - nascidos depois de 1980. Para 68%, as empresas dependem demais de CEOs homens da geração mais velha e 58% dizem que uma nova forma de liderar será necessária para motivar as pessoas.

Quando a questão é mais diversidade de gênero, idade e etnia no quadro de funcionários, a confiança diminui: 65% concordam apenas em parte que sua companhia está preparada. Ainda que não perceba uma preocupação direta das empresas com os desafios da transição geracional, Freire vê uma tendência da busca por executivos com idade por volta dos 45 anos para ajudar nesse diálogo.

Os mais jovens, conhecidos pela exigência por mais mobilidade entre empresas, ainda estão nos primeiros passos rumo a cargos executivos. Seu perfil, porém, está mais próximo da geração antecessora do que os X estão dos "baby boomers", o que tornará a próxima transição mais suave.


Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More