Na Dúvida, Peça Ajuda


Saber como pedir socorro pode melhorar seus resultados no trabalho e consolidar sua imagem profissional



Se você pensa mil vezes antes de pedir o apoio do time ou treme só de pensar em dizer ao chefe que precisa de uma orientação, saiba que pode estar prejudicando sua carreira. Ao recorrer às outras pessoas, você tem a oportunidade de aprender com o que elas têm a lhe dizer, além de diminuir as chances de cometer erros e, como conseqüência, pode atingir resultados melhores. "Quem sabe pedir ajuda na hora certa tem mais chances de ter sucesso na carreira e nos negócios", diz Maury Peiperl, professor de liderança e mudança estratégica do IMD, escola de negócios da Suíça.



Foi o que aconteceu na equipe de Ricardo Josef Wigman, de 32 anos, gerente de projetos de telecom da Atos Origin, empresa de TI com sede em São Paulo. Em 2005, quando gerenciava a área de entrega de serviços, percebeu que a dificuldade do time em pedir ajuda estava transformando pequenos problemas em atraso no prazo de entrega dos projetos. Ele redesenhou processos e de 2006 a 2007 implementou alguns mecanismos para incentivar a equipe a sinalizar quando precisasse de ajuda. Uma das medidas foram as reuniões com troca de informação, em que as pessoas falavam sobre seus projetos e as dificuldades enfrentadas. Em pouco tempo os resultados começaram a aparecer, com prazos em dia, clientes mais satisfeitos, dando uma certificação de qualidade ao departamento. "Criamos um ambiente com mais diálogo, nossa entrega se tornou mais eficaz e a produtividade melhorou", diz Ricardo.



SUPERE OS RECEIOS



Saber reconhecer as próprias limitações e pedir ajuda é uma das habilidades mais importantes no trabalho. Ainda assim, muita gente evita recorrer aos colegas, com medo de ser tachado de incompetente. "Somos estimulados a não errar e expor uma dúvida faz as pessoas se sentirem diminuídas", diz Francisco Ramirez, professor de educação executiva do Ibmec São Paulo.



O engenheiro carioca Rodrigo Kede Lima, de 36 anos, teve de tomar uma advertência do chefe para aprender que nem sempre é possível dar conta de tudo sozinho. Quando ainda era controller da IBM, em 2001, ele deixou de contar ao chefe que um documento importante para o fechamento de resultados estava atrasado. O papel vinha da matriz, nos Estados Unidos, trazido por outro profissional da companhia. "Achei que a situação não era tão grave e que não valia a pena preocupá-lo com isso", diz. Às vésperas da entrega, depois de garantir ao superior que estava tudo bem, o aeroporto fechou e o portador do documento não chegou a tempo. Conclusão: o relatório não saiu com aquele resultado e Rodrigo recebeu uma chamada do chefe. "Se tivesse pedido ajuda desde o começo, a documentação provavelmente teria chegado, já que meu chefe citou possíveis saídas em que eu não havia pensado", diz. Essa experiência rendeu o aprendizado. Hoje, Rodrigo é o executivo de finanças da IBM.



QUESTÃO DE SOBREVIVÊNCIA



Além de resultados melhores, se mostrar aberto a aprender e a ouvir conselhos também mostra que você leva em conta a opinião das outras pessoas, o que pode conferir mais credibilidade ao seu trabalho e acelerar seu crescimento. Rodrigo soube usufruir da proximidade com seus superiores para crescer. De tempos em tempos, o engenheiro conversa com o chefe sobre os rumos de sua carreira. Em uma dessas conversas, em 2001, revelou que seu objetivo era chegar ao cargo de executivo chefe de finanças da IBM e, para isso, queria ajuda. Conversaram sobre pontos e experiências a desenvolver e, assim que surgiu uma oportunidade, Rodrigo foi transferido para a sede da empresa, em Nova York, nos Estados Unidos, onde ficou por dois anos. "Identificamos que eu precisava de uma vivência fora do país, meu chefe me ajudou a perceber isso e a conseguir a vaga", lembra.



Para quem é líder, saber pedir ajuda é ainda mais importante — e mais difícil. "Em empresas e países com culturas que valorizam a hierarquia isso é bastante complicado, porque se espera que o chefe saiba de tudo e com isso ele e a equipe nem sempre têm uma relação aberta", diz Maury, do IMD. Ao pedir ajuda a seus subordinados, além de ter a oportunidade de ouvir pontos de vista diferente, você vai abrir as portas para que a equipe recorra a você quando for preciso. "Tentar parecer perfeito não é o melhor comportamento, porque as pessoas gostam de ser requisitadas e sentir que são úteis. Os melhores líderes pedem ajuda e encorajam as pessoas a pedir também", diz Maury.



NO DIA-A-DIA



Recorrer a outros profissionais quando é preciso nem sempre é uma tarefa fácil. Há gestores mais fechados, situações de muita pressão ou dificuldade de identificar problemas. Veja algumas dicas de como superar essas barreiras:



Fale o quanto antes



Deixar para pedir ajuda quando o caos já estiver criado é um erro. O ideal é ficar atento à execução das suas tarefas e pedir apoio ao menor sinal de problema. "Não é ruim ter dúvidas. Mas deixar elas se tornarem problemas prejudica a imagem do profissional", explica Francisco Ramirez.



Peça sugestão em vez de ajuda



O significado é o mesmo, mas o resultado pode ser melhor. Precisa da ajuda do chefe para tomar uma decisão? Diga que tirou suas conclusões, mas que acha importante ouvir as orientações dele. "Quando as pessoas se sentem úteis, ficam mais dispostas a ajudar", diz Maury, do IMD.



Cuidado com o exagero



Existe muita diferença entre pedir ajuda e ficar a cada cinco minutos na sala do chefe ou na baia da equipe. Recorra aos outros apenas quando não tiver certeza do caminho a tomar. Se isso acontece sempre, talvez seja o caso de fazer uma reciclagem nos conhecimentos ou melhorar a autoconfiança.



Ofereça ajuda



É uma boa forma de ter auxílio quando preciso. Ser prestativo cria uma relação forte entre você e as pessoas - o chefe, os pares, os subordinados, os clientes -, o que abre portas num momento de apuro. "A melhor hora de pedir ajuda é quando você não precisa, porque requer confiança e troca", afirma Francisco Ramirez.



Crédito: Luciana Cavalcanti; Ilustrações Sandra Crivellaro
fonte: voce s.a.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More