A Importância do Plano de Negócios

Autor: Caio Lauer

Muitas empresas ainda fecham suas portas por não entenderem a importância real de um plano de negócios. De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), cerca de 31% das companhias encerram suas atividades no primeiro ano de funcionamento, chegando a 60% até o quinto ano.

O objetivo principal de um plano de negócios, que pode ser aplicado tanto em uma empresa iniciante quanto em uma organização já existente, é, a partir da ideia central, definir formato, identificar os pontos de diferenciação pelos quais a companhia irá competir no mercado e levantar fraquezas e vantagens da concorrência.

“Do ponto de vista prático, durante a elaboração do plano de negócios é necessário discutir as ações prévias a fim de definir o princípio da atividade da empresa, o caminho a ser percorrido, e os diferenciais que o negócio precisa ter para alcançar um objetivo final. A partir de um planejamento bem executado, as energias devem ser focadas na execução do plano”, explicaJosé Carlos Ignácio, consultor empresarial, sócio-fundador da JCI Acquistion, e autor do livro “Todo Relacionamento Entre Sócios Pode Ser Melhorado”. De acordo com o consultor, se o empresário escolhe um bom mercado a ser explorado, a probabilidade de sucesso é muito grande. “O plano de negócios é um forte aliado neste sentido”, completa.


Pontos fundamentais de um Plano de Negócios

  • Dependendo do segmento e do porte da empresa, existem elementos particulares em um plano de negócios, porém existem pontos básicos que podem ser definidos como:
  • Determinar a área de atuação;
  • Formatar a ideia central de produtos e/ou serviços oferecidos;
  • Saber qual é o público-alvo;
  • Conhecer a concorrência;
  • Ter consciência do posicionamento no mercado;
  • Planejar o crescimento da empresa dentro de um determinado período;
  • Contabilizar volume e perspectiva de investimento no negócio;
  • Definir colaboradores e fornecedores.

Dentro de um plano de negócios o empreendedor precisa definir que tipo de necessidade da sociedade estará atendendo. Além disso, precisa projetar faturamento, o que é considerado um dos maiores desafios.


“Enquanto o empreendedor não consegue estruturar a implantação do negócio no papel, a execução não deve ser realizada. Neste processo é preciso definir viabilidades financeiras e técnicas, enxergar potenciais de crescimento e de barreiras, e principalmente analisar o impacto dos riscos através de elaboração de cenários”, indica Batista Gigliotti, presidente da Fran Systems, consultoria no desenvolvimento de negócios e franquias.

Com a economia aquecida, atualmente o mercado brasileiro é mais carente de bons planos de negócios do que de capital. O dinheiro não é mais empecilho, e muitas empresas não sobrevivem por não aplicarem seus planos durante a vida útil da organização. “Muitas não conseguem saltar de pequena para média empresa por conta de um plano de negócios mal definido”, conta Ignácio.


Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More