Série SEU NEGÓCIO - 7 Sinais de Que Sua Franquia Pode Virar um Pesadelo

Especialista fala sobre o que fazer para avaliar a viabilidade e a saúde financeira da franqueadora

Por Priscila Zuini (Respondido por Adir Ribeiro, especialista em franquias)

Apesar das altas taxas de crescimento do franchising, é importante acompanhar a saúde financeira das empresas franqueadoras e seus projetos de franquias (viabilidade econômico-financeira), para evitar surpresas ao tomar a decisão de investimento em um negócio dessa natureza.

A Lei de Franquias (Lei 8.955 de dez/94) protege os franqueado ao impor a obrigatoriedade da apresentação da Circular de Oferta de Franquia (COF), que traz informações os dois últimos balanços anuais e Demonstrativos de Resultados da Franqueadora.

Vale destacar que a mortalidade de empresas franqueadoras no Brasil tem sido cada vez mais rara e pouco frequente, mas é sempre prudente observar esses aspectos que podem ser indícios de problemas para todos os envolvidos no sistema de franchising.

1. Modelo financeiro inviável: nenhum sistema de franquias é viável sob certa “flexibilidade tributária”, ou seja, não adequação ao pagamento integral de todos os impostos e taxas devidas ao sistema de negócios. Além de ilegal, o risco se torna cada vez maior no longo prazo.

2. Perfil inadequado: para crescer rápido, a rede abre mão de critérios específicos e estruturados para o perfil de novos franqueados e isso pode impactar diretamente no sucesso do negócio.

3. Capacitação ineficiente: sem um programa de treinamento efetivo e eficaz, o risco de insucesso cresce. Temos várias marcas no Brasil que praticamente não ministram treinamento necessário para se iniciar um negócio.

4. Estrutura e logísticas inadequadas: atender o Brasil inteiro com um plano de expansão agressivo pode trazer sérios problemas para a empresa franqueadora, tanto do ponto de vista logístico, para a entrega de seus produtos e serviços, como de suporte operacional e de gestão aos franqueados.

5. Segmento: segmentos ainda inexplorados podem trazer ofertas de franquias e o risco nessa situação é maior, pois ainda não há certa maturidade do segmento.

6. Gestão: toda franqueadora deve ter os principais controles financeiros do negócio e criar uma cultura de gestão com toda a rede. É necessário ter avaliação frequente dos resultados de cada franquia e estimular os seus franqueados a compartilhar números e informações.

7. Inadimplência de franqueados: um dos principais problemas de uma rede de franquias é quando seus franqueados atrasam o pagamento das taxas de royalties ou mesmo de marketing (apesar de não ser uma receita da franqueadora).


Fonte da imagem: Clique aqui

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More