Está difícil não perder a compostura? Veja como domar emoções no trabalho


Por Gladys Ferraz Magalhães

Excesso de atividades, pressão, estresse, críticas... A mistura de todos esses fatores anda fazendo com que muitos profissionais percam a compostura, o que pode ser extremamente prejudicial no ambiente de trabalho.

De acordo com o sócio da Alliance Coaching, Pablo Aversa, a perda de controle acontece porque as pessoas costumam reagir prontamente quando são acometidas por um “maremoto de emoções”, entretanto, diz ele, uma reação emocional precisa de cerca de 45 a 60 segundos para seguir o seu curso e o profissional voltar ao normal.

“Acredite ou não, as emoções podem paralisá-lo e deixá-lo sem palavras, impedindo que você lute (argumente ou responda) ou corra (encerre calmamente a interação e parta). Desenvolver a habilidade de combater essas reações, para ficar calmo sob pressão, é essencial na selva corporativa que está aí”, ressalta Aversa.

Dicas

Assim, pensando em maneiras de lidar melhor com as emoções no trabalho, evitando perder a calma com os colegas ou até mesmo com o chefe, o especialista elaborou cinco dicas, a seguir:

1 – Identifique os “pontos de ignição”. Segundo Aversa, a maioria das pessoas que perdem a compostura no trabalho, possui de três a cinco pontos de ignição repetitivos. Em outras palavras, fica emocionalmente abalada quando acontece determinadas situações.

Para evitar o problema, observar quando e por que você perdeu a compostura e treinar diariamente a melhor reação mental e física até alcançar a maneira mais adequada de lidar com a situação pode ajudar.

“Crítica? Perda de controle ? Certo tipo de pessoa? Um inimigo? Surpresas? Cônjuge? Crianças? Dinheiro? Autoridade? Você tem raiva de si mesmo porque não sabe dizer “não”? Tente agrupar 90% dos eventos em de três a cinco categorias. Em seguida, pergunte a si mesmo por que cada um deles é um problema. É o seu ego? Humilhação? Ser pego de “calças curtas”? Os outros vão descobrir? Isso dobra a quantidade de trabalho? (…) Crie um programa no qual, a cada mês, você procura diminuir em 10% o número de vezes em que perde a compostura”, diz Aversa.

2 – Ficou nervoso? Conte até 10. Como dito anteriormente, uma reação emocional leva de 45 a 60 segundos, portanto crie táticas para adiar as suas reações. Dessa forma, percebendo que ficou estritamente incomodado com alguma situação, tente o seguinte: pegar um lápis na pasta, tomar um cafezinho, fazer uma pergunta e ouvir a resposta, fazer anotações, imaginar uma situação tranquila, levantar e ir ao banheiro.

3 – Aumente o controle. De acordo com Aversa, as pessoas dizem e fazem coisas inconvenientes quando perdem a compostura. Portanto, é preciso aumentar o controle dos impulsos, evitando a primeira reação à situação. “Pesquisas apontam que, geralmente, a segunda ou terceira coisa que você pensa é a melhor alternativa (…) Durante esse intervalo, 50% dos seus problemas de compostura terão desaparecido”.

4 – Não leve para o lado pessoal. Ainda que você tenha tido um desentendimento com algum colega no trabalho, punir as pessoas, ficar hostil, cheio de sarcasmo ou mesmo com vontade de se vingar não é o ideal, visto que “o tiro pode sair pela culatra”.

Nestes casos, observa o especialista, o melhor é devolver o argumento e perguntar o que fariam no seu lugar. “Quando o outro lado tomar uma posição rígida, não a rejeite. Pergunte o porque^, quais são princípios por trás da oferta, como saber o que é justo, qual é a teoria formulada. Pense no que aconteceria se a posição deles fosse aceita. Deixe o outro lado desabafar as frustrações deles, mas não reaja”.

5 – Lide de maneira construtiva com as críticas. Muitas perdas de compostura começam com uma crítica, seja intencional ou não. Portanto, quem quer ser bem-sucedido no trabalho deve aprender a lidar de maneira construtiva com as críticas.


Fonte da imagem: gettyimage

1 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More