Cresce Participação Feminina em Atividades Empreendedoras, Segundo Levantamento

Estudo do Sebrae em São Paulo aponta tendência de empate no número de homens e mulheres no mercado de trabalho até 2020 

Atualmente, a participação das mulheres na população é de 51%. A projeção para 2020 é que essa taxa permaneça em torno desse número. Já a representatividade feminina na População Economicamente Ativa (PEA) – pessoas ocupadas ou que estão procurando uma ocupação - vem crescendo ao longo dos anos. "Em 2000 a participação das mulheres na PEA era de 42% e a tendência para 2020 é que atinja 49%, aproximando-se à masculina", explica Pedro Gonçalves, consultor do Sebrae em São Paulo.

De acordo com a Pesquisa Cenários 2020 do Sebrae em São Paulo, a mulher apresenta grande crescimento de participação na modalidade "conta própria", que são os empreendimentos sem empregados, passando de 32% em 2000 para 47% em 2020.

O estudo destaca também o crescimento da participação das mulheres na categoria empregadores (empreendedores com empregados), de 24% em 2000 para 42% em 2020. Para o superintendente do Sebrae em São Paulo, Bruno Caetano, essas projeções indicam que as micro e pequenas empresas representam importante janela de oportunidades para as mulheres no mercado de trabalho.

De acordo com a pesquisa PNAD/IBGE, há 1,1 milhão de empregadores no estado de São Paulo (2009) e 3,3 milhões de "conta própria". A pesquisa do Sebrae aponta que em 2020 deverá existir 1,5 milhão de empregadores e 3,7 milhões de empreendedores por conta própria.

"Estimamos que atualmente temos cerca de 657 mil candidatos a empreendedor. Em 2020, projeta-se que esse número suba para 787 mil", ressalta Gonçalves. Dessa forma, calcula-se que atualmente a população empreendedora do estado de São Paulo seja da ordem de 5 milhões de pessoas, devendo chegar a 6 milhões em 2020.





1 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More