Em Homenagem - A Trajetória de Steve Jobs

Conheça a história do homem que mudou a tecnologia e reuniu fãs no mundo todo

Steven Paul Jobs nasceu em São Franciso, na Califórnia (Estados Unidos), no dia 24 de fevereiro de 1955 e foi entregue para adoção por dois estudantes da Universidade de Wisconsin (Estados Unidos). Com cinco anos de idade, Jobs foi adotado por Clara e Paul Jobs, uma contadora e um salva-vidas, que o criaram em Mountain View, também na Califórnia (Estados Unidos). Foi apenas aos 27 anos que ele descobriu quem eram seu pais biológicos, Joanne Simpson e Abdulfattah Jandali, um professor de ciência política síria e uma fonoaudióloga. Steve Jobs foi casado com Laurene Powell, com quem teve três filhos. 

Inteligente, porém sem rumo, Jobs deu muito trabalho no colégio antes de fundar a Apple. Somente em 1975, com 20 anos, ele e Stephen Wozniak desenvolveram o primeiro computador da companhia, o Apple I, produzido na garagem de seus pais. No entanto, foi em 1977, com a criação do segundo protótipo, que a empresa chamou atenção de investidores. O Apple II se tornou o primeiro computador pessoal vendido em larga escala e a um preço acessível.

Jobs não parou por aí e decidiu incorporar aos novos computadores dois acessórios inovadores comprados da Xerox: o mouse e a interface gráfica. O computador Lisa, que recebeu o nome de sua filha mais velha, foi o primeiro a chegar ao mercado com as novidades e, apesar disso, não fez o sucesso esperado. No ano seguinte, ele tentou mais uma vez e apresentou para o mundo um dos maiores sucessos da marca: o Macintosh.

Com o rápido crescimento da Apple, a companhia ganhou um corpo diretor que, em 1986, decidiu demitir Jobs por comportamento temperamental e problemas com os funcionários. Sua saída teria sido mais dramática se Jobs não tivesse, paralelamente à Apple, comprado uma parte da produtora de George Lucas, que deu origem à Pixar. Jobs fez filmes em conjunto com a Disney e produziu filmes de animação como "Toy Story" e "Vida de Inseto". Mais uma vez, o sucesso batia à sua porta.

Em 1997, a Apple estava em crise e tinha como principal rival o Windows 95 da Microsoft. Convidado a regressar à empresa que fundou e com o encargo de reerguê-la, Jobs levou consigo o NEXTstep, que seria uma das bases para o sistema operacional Mac OS. A Next, adquirida por Jobs em 1985, foi anexada à Apple por US$ 400 milhões e ele voltou ao cargo de presidente-executivo da companhia.

Foi nesta segunda fase dentro da Apple que ele lançou a linha de computadores iMac e os notebooks MacBook, além do iPod, iPhone e o iPad, três dos produtos mais revolucionários do mercado. 

No entanto, no auge do sucesso, em 2004, Jobs se submeteu a uma cirurgia para a retirada de um tumor no pâncreas, que o acompanhou até o fim dos seus dias. Em janeiro de 2009, ele se ausentou pela primeira vez da Apple devido a problemas de saúde e, seis meses depois, voltou à empresa alegando ter realizado um transplante de fígado.

Em janeiro de 2011, Jobs saiu pela segunda vez da companhia, novamente por problemas de saúde. Porém, fez uma participação especial no evento para desenvolvedores da Apple, onde apresentou as novas versões do sistema operacional da companhia. Em 24 de agosto de 2011, Jobs deixou a presidência da Apple, nomeando Tim Cook como seu sucessor. Desde então, ele não fez nenhuma aparição pública.

Steve Jobs faleceu nesta quarta-feira (5/10), ao lado de seus familiares, ao 56 anos de idade. Jobs deixa uma fortuna estimada em US$ 8,3 bilhões, segundo a revista "Forbes". Ele também tinha 7% das ações da Disney, empresa da qual fazia parte do corpo diretivo e era o maior acionista físico.


Fonte: olhar digital
Fonte da imagem: google imagens

O famoso discurso na Universidade de Stanford, assista e compreenda uma parte de Steve Jobs

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More