Ame o Que Faz e Terá Tudo Que Desejar

Você trabalha com vendas? Ama vender ou o fruto das vendas? Ama o seu produto, a sua empresa e os seus clientes? As respostas a essas questões afetam diretamente a sua produtividade, atitude, comportamento, comprometimento, desempenho e determina o seu sucesso ou fracasso na profissão.

O fato é que quando perguntado sobre as razões de estarem em vendas, muitos vendedores admitirão que precisam de dinheiro para sustentar a família, educar os filhos, quitar dívidas etc. Até ai nada de errado, mas quantos dos descontentes estão fazendo algo de concreto para mudar de vida? Quantos estão investindo em sua formação?

Quem não ama o que faz, deve buscar novos caminhos, caso contrário, seus clientes vão mostrar-se insatisfeitos, buscarão alternativas e, cada dia mais, você se sentirá um “peixe fora d`água”, produzirá resultados medíocres e tudo que lhe restará será reclamar de tudo e todos.

Diante desse quadro, é preciso ter maturidade para admitir o quanto antes, que quando o dinheiro é o principal motivo para manter-se na empresa, algo está muito errado e precisa ser mudado enquanto há tempo. Afinal de contas, de nada adianta ter dinheiro para abastecer a geladeira, se ao retornar a noite para casa não encontrar no seu dia de atividades, motivos para alegrar o seu coração, não ter vontade de mais nada a não ser afogar-se em sua amargura, televisão, e bebidas.

Esse quadro afetará irremediavelmente o seu relacionamento com a família, amigos e colegas de trabalho e caso você não perceba isso, acabará descobrindo da pior forma possível que está sendo avaliado pelos seus pares e superiores como um vendedor medíocre, sofrerá com o desprezo dos clientes e logo acabará gastando boa parte do dinheiro que ganhou em bebidas, hospitais e farmácias.

Se esse é o seu caso, você pode até não acreditar nisso e suportar a situação por algum tempo, mas ao final, acabará diante dos classificados dos jornais e da internet em busca de uma nova oportunidade. Mas, se você gosta de vendas, e não está certo de estar trabalhando com o produto que gostaria, pode se perguntar: "se eu pudesse vender qualquer coisa, o que eu venderia?" Se a resposta a essa pergunta não é o que você está vendendo, atualmente, você descobriu parte do problema.

Cedo ou tarde, você descobrirá que o melhor a fazer é buscar um trabalho onde você possa colocar o seu coração, pois só assim terá certeza de que o ama, e o amor é muito mais importante do que o dinheiro. Não deve ser por acaso que uma pesquisa no website do Google, em 21/03/2011, revela a palavra amor, com 360 milhões de citações contra 36 milhões da palavra dinheiro. Há um ditado que revela: “quem ama o que faz, não precisa vender um único dia sequer”.

Pense nisso, ótima semana e que Deus nos abençoe,


Evaldo Costa
Diretor do Instituto das Concessionárias do Brasil Escritor, consultor, conferencista e professor
Fonte: RH Portal

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More