Criatividade a Seu Serviço

por Antonio Carlos Teixeira da Silva

Todo mundo pode inovar. Mas, antes de mais nada, é preciso superar o medo e demonstrar iniciativa.

Atualmente os executivos mais valorizados pelas empresas são os que têm a criatividade bem desenvolvida, que são capazes de gerar inovações em negócios e produtos. Mas ser criativo não é apenas uma característica que diferencia o profissional. É, muitas vezes, o que permite a ele sobreviver na empresa e reinventar aquilo que sempre fez da mesma maneira.

Passei por um desafio desses quando trabalhava na Kolynos. Eu acabara de ingressar na empresa como gerente de marketing da divisão de produtos para o lar. Estava em lua-de-mel com o trabalho, motivado e com um desempenho reconhecido. Um ano depois de ter começado, porém, a empresa vendeu toda linha de produtos. Identifiquei duas ameaças: ser demitido ou ter meus planos profissionais interrompidos.

Preparar o currículo, contatar headhunters e procurar um novo emprego seria repetir um comportamento conservador, que evita novas idéias. Preferi criar uma oportunidade para minha permanência na empresa. Mudei o foco da situação, vendo a empresa não como minha empregadora, mas como uma cliente para quem eu tinha o desafio de criar um novo "produto" . Questionei: "O que posso oferecer à minha cliente que ninguém ainda ofereceu?" Usando o processo criativo, identifiquei uma oportunidade de mercado em países sulamericanos.

Dessa vivência, tirei várias lições que hoje transmito em palestras e workshops sobre criatividade e inovação. Em primeiro lugar, é preciso ter em mente que o medo é companheiro do fracasso. Dos medos que temos, 90% não acontecem e os 10% restantes nunca são tão ruins quanto imaginávamos. Temos de superar esses medos para ter idéias. O próximo passo é levantar a maior quantidade possível de informações referentes à idéias, selecionar a melhor e preparar um plano de ação. E não se pode esquecer da iniciativa para apresentar a idéia, o que significa estar preparado para receber críticas construtivas e destrutivas. É preciso ter energia para enfrentar reações do tipo "sua sugestão vai trazer mais problemas do que vantagens", "nunca precisamos disso antes" ou ainda "você não poderia ter uma idéia melhor do que essa?"

O potencial criativo existe em todos nós. Ele é altamente desejado pelas empresas, pois permite aos funcionários iniciar projetos, buscar oportunidades, resolver problemas, enfrentar concorrentes e muito mais. Muitas corporações já identificaram a correlação entre inovação e sucesso e estão empenhadas em desenvolver o potencial criativo de suas equipes. E cada vez mais pessoas percebem que, se estiverem treinadas para gerar idéias inovadoras, será bem mais fácil solucionar os problemas e aproveitar as oportunidades que surgem a cada momento. A propósito, minha idéia de explorar novos mercados me permitiu desenvolver e gerenciar uma nova área na Kolynos com sucesso por oito anos.

Mais tarde, empreguei o processo criativo para iniciar uma nova carreira profissional: a de conferencista e escritor sobre criatividade e inovação. Sempre existe algo novo a ser descoberto que lhe fará feliz.


Antônio Carlos Teixeira da Silva

1 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More