Meu Chefe Encontrou Meu CV Na Internet... E Agora?

Viviane Macedo

Procurar emprego quando se esta trabalhando requer cautela. Além de ter de se ausentar da empresa para realizar entrevistas e dinâmicas – que, às vezes, demoram horas -, o profissional corre um sério risco: ter seu currículo encontrado pelo próprio chefe na Internet...


O que fazer numa situação como essa?

Nessa hora, não tem muito para onde correr e nem como mentir. Dizer que o currículo está lá por engano ou é um cadastro antigo, segundo especialistas, é uma gafe maior ainda. "Mantenha a calma e tente conversar. Mentir não é nem um pouco indicado para esse momento", afirma Renato Waberski, consultor de carreira da Thomas Case & Associados.

Ele explica que a situação, apesar de constrangedora, pode ter um lado positivo. "Esse acaba sendo um momento de abertura para conversar e apresentar o porquê de estar querendo sair, qual é o problema, o que esta acontecendo – se é falta de perspectivas ou o problema é com o salário. Enfim, apresentar os motivos. Essa situação, muitas vezes, cria uma abertura para conversa que não existia antes", observa Waberski.

Pode ser que...

Não há muito como prever a reação do chefe, afinal cada um reage de um jeito. Mas é recomendável estar preparado para uma conversa amigável ou para uma séria queixa. "Claro que o risco de o profissional ser dispensado posteriormente é enorme, porque talvez a empresa não vá mais confiar nele", diz o consultor de carreira. Já para Glaucia Santos, supervisora da Consultoria Virtual da Catho Online, o que pode acontecer é o profissional passar a sofrer fortes pressões para que ele mesmo se desligue da empresa, evitando assim gastos para a organização. "Financeiramente para a empresa não é interessante (demiti-lo). Então, em muitos casos, a pressão e o próprio clima favorecem para que o profissional peça demissão", afirma.

Waberski afirma que o contrário também pode acontecer, "Apesar de não assumir publicamente que os motivos do colaborador são plausíveis, o chefe pode considerar suas opiniões e tentar melhorar os pontos citados pelo funcionário", considera.

Mantendo a linha

O consultor de etiqueta empresarial Fabio Arruda acredita que o grande erro, nesse caso, é do profissional, que não abriu ao chefe as suas intenções de sair da empresa. Por isso, ele só tem um conselho a dar - mantenha a postura! "Nem tente discutir, porque, na verdade, é você o errado da história e pode ouvir o que não quer – o que é natural. A situação é constrangedora e só seria menos se tivesse avisado antes", opina Arruda.

Fonte: http://www.catho.com.br/jcs/inputer_view.phtml?id=10132

4 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Envie para sua rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More